TEATRO POLÍTICO: A ASCENSÃO DO SOCIAL NO DRAMA MODERNO

Adilson Vagner de Oliveira

Resumo


RESUMO: Este artigo descreve o surgimento do teatro político na Europa durante o século XX, a partir do fortalecimento de poéticas sociais que dominaram o cenário histórico e cultural do ocidente. O estudo está baseado em grandes teóricos da literatura dramática como Piscator (1968), Szondi (2001), Rosenfeld (2010) e Boal (2012), assim, por meio da revisão bibliográfica foi possível estabelecer os marcos históricos que reconfiguraram o teatro moderno.

 

Palavras-chave: Teatro político, Poéticas sociais; Drama Moderno.

 


Referências


BOAL, Augusto. Teatro do oprimido e outras poéticas políticas. 12ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2010.

COSTA, Iná Camargo. Sinta o drama. Petrópolis, RJ: Vozes,1998.

GARCIA, Silvana. Teatro da militância. São Paulo: Perspectiva, 2004.

LUKÁCS, Georg. Introdução a uma estética marxista. 2ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1970.

_________. Marxismo e teoria da literatura. 2ed. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

PARANHOS, Kátia. (Org). História, teatro e política. São Paulo: Boitempo, 2012.

PISCATOR, Erwin. Teatro político. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

ROSENFELD, Anatol. O teatro épico. São Paulo: Perspectiva, 2010.

________. Teatro moderno. São Paulo: Perspectiva, 1977.

SZONDI, Peter. Teoria do drama moderno [1880-1950]. São Paulo: Cosac & Naify, 2001.

WILLIAMS, Raymond. Política do modernismo. São Paulo: UNESP, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.



UNEMAT - Campus de Tangará da Serra

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO (UNEMAT)

Campus Universitário de Tangará da Serra

Rodovia MT 358, km 07 Jardim Aeroporto,

78300-000 - Tangará da Serra - Mato Grosso

Telefone: (65) 3311-4900