[1]
J. Campos e I. Tasso, “A LINGUAGEM DO E NO ESPAÇO DO MUSEU (VIRTUAL) CASA DE PORTINARI: MUTAÇÕES NO REGIME DO OLHAR A ARTE”, ECOS, vol. 17, nº 2, dez. 2014.