[1]
I. P. R. Pereira e J. S. Cavalcante, “O literário revela sua amplitude: uma leitura de Fahrenheit 451, de Ray Bradbury”, FD, nº 7, mar. 2019.