[1]
A. A. Cebalho, B. M. A. de Oliveira, e W. N. de S. Poquiviqui, “O aspecto do grotesco como crítica a uma sociedade futurística”, FD, nº 7, mar. 2019.