LAMPEJOS DE AFETO NA ESCURIDÃO: O CORPO GAY VIOLENTADO EM “TERÇA-FEIRA GORDA” E “AQUELES DOIS” EM MORANGOS MOFADOS (1982) DE CAIO FERNANDO ABREU/FLASHES OF AFFECTION IN DARKNESS: THE GAY BODY RAPED ON “TERÇA-FEIRA GORDA” AND “AQUELES DOIS” IN “MORANGOS MO

Autores

  • Guilherme Cézar da Silva Universidade de São Paulo - USP-FFLCH
  • Helder Thiago Maia Universidade de Lisboa/ Universidade de São Paulo - USP

Palavras-chave:

Literatura LGBT. Caio Fernando Abreu. Corpo. Cidade. Sexualidade.

Resumo

A partir do levantamento das articulações entre a crítica literária brasileira hétero-cis-normativa e a crítica literária brasileira bixa sobre o autor gaúcho Caio Fernando Abreu, em especial sobre a obra Morangos mofados (1982), pretendemos comparar os contos “Terça-feira gorda” e “Aqueles dois” a partir da óptica da dissidência de gênero e sexualidade. Com a noção de “escrita do tremor” (CASTELLO, 2019), colocaremos os dois contos para dialogarem, buscando os seus atravessamentos, pontos-cegos, vibrações e contradições desenvolvidas pelo corpo homossexual violentado. Diante da violência social perpetrada em cada conto, temos como objetivo desestabilizar uma visão heteronormativa de análise da contística de Caio por meio de uma investida na construção de um corpo político homoerótico como formador de seus afetos, amores, potências, gozos, tristezas, escuridões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Cézar da Silva, Universidade de São Paulo - USP-FFLCH

Graduando em Letras (Português e Espanhol) na Universidade de São Paulo (FFLCH - USP).

Helder Thiago Maia, Universidade de Lisboa/ Universidade de São Paulo - USP

Doutor em Letras (UFF, 2018). Investigador na Universidade de Lisboa, professor colaborador na Universidade de São Paulo.

Referências

ABREU, C. F. Morangos mofados. 9ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

____________. Cartas: Caio Fernando Abreu. Org. MORICONI, I. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2002.

ALÓS, A. P. O corpo disciplinado: uma leitura de "Sargento Garcia" de Caio Fernando Abreu. Conexão Letras, Porto Alegre, v.14, n. 21, p. 99-111, 2019.

ARENAS, F. Estar entre o lixo e a esperança: Morangos Mofados de Caio Fernando Abreu. Porto Alegre, Ano 5, nº 8, 1992.

BARBOSA, N. L. Infinitamente pessoal: a autoficção de Caio Fernando Abreu, o biógrafo da emoção. 2008, 401p. Tese (Doutorado em Letras) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.

BARCELLOS, J. C. Literatura e homoerotismo em questão. Rio de Janeiro: Dialogarts, 2006, p. 441. Coleção em questão, nº2.

BAKHTIN, M. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento. São Paulo/Brasília, Hucitec, 1993.

BARTHES, R. O efeito do real. In: Vários autores. Literatura e semiologia. Petrópolis: Vozes, 1971.

Downloads

Publicado

2022-06-30

Como Citar

Silva, G. C. da, & Maia, H. T. (2022). LAMPEJOS DE AFETO NA ESCURIDÃO: O CORPO GAY VIOLENTADO EM “TERÇA-FEIRA GORDA” E “AQUELES DOIS” EM MORANGOS MOFADOS (1982) DE CAIO FERNANDO ABREU/FLASHES OF AFFECTION IN DARKNESS: THE GAY BODY RAPED ON “TERÇA-FEIRA GORDA” AND “AQUELES DOIS” IN “MORANGOS MO. Revista Athena, 22(1), 33–82. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/athena/article/view/11438

Edição

Seção

ARTIGOS/ ENSAIOS