O MARULHAR DA MANHÃ NAS ÁGUAS DO MUNDO, DE CLARICE LISPECTOR/THE MORNING SADDLE IN THE NAS ÁGUAS DO MUNDO, BY CLARICE LISPECTOR

Autores

  • Maria Elisabete Nascimento de Oliveira (UNEMAT) Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT
  • Thainá Aparecida Ramos de Oliveira (UNEMAT) UNEMAT

Resumo

Esta abordagem analítico-literária apresenta o conto Águas do mundo, que compõe a coletânea de narrativas do livro Felicidade Clandestina (1998), da escritora ucraniana-brasileira Clarice Lispector. Em 2020, comemorou-se o centenário da escritora. Trata-se da história da mulher frente ao mar para um mergulho matinal, às seis horas da manhã, tendo como expectador apenas um cão nas areias e a imensidão das águas que se perdem na linha do horizonte, podendo apenas ser encontrada pela infindável linha do olhar. Entre as profundezas das águas e a luz do sol, entre a solidão e a presença, entre o sal e o iodo, a autora apresenta a enigmática e fascinante travessia da mulher que caminha por entre suas próprias vias na feitura de sua identidade. Feita com água e por águas, a mulher representada no universo ficcional por Clarice, desbrava a si e constitui sua unidade na fragmentação do próprio corpo. É neste marulhar de percepções que dialogamos com Jean-Paul Sartre (1993), Antonio Candido (2005), Simone de Beuvoir (1967), entre outros autores que problematizam a literatura e a sociedade, bem como, o universo feminino na teia histórica, filosófica e existencial da constituição identitária da mulher.

Biografia do Autor

Maria Elisabete Nascimento de Oliveira (UNEMAT), Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT

Doutora em Estudos Literários pela Universidade do Estado de Mato Grosso/UNEMAT. Atualmente, professora formadora da área de linguagens no Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica/CEFAPRO – Cáceres/MT. Membro dos Projetos de Pesquisa: No Centro-Oeste da “MARGEM”: Cem Anos de Relações entre Cultura e Literatura em Mato Grosso (1916-2016), UNEMAT; Poética contemporânea de autoria feminina do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste do Brasil, UNIR/Universidade de Rondônia.

Thainá Aparecida Ramos de Oliveira (UNEMAT), UNEMAT

Doutora em Estudos Literários pela Universidade do Estado de Mato Grosso/ UNEMAT. Professora da rede privada de ensino.

Referências

BACHELARD, Gaston. A água e os sonhos. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

BEUVOIR, Simone. O segundo sexo: a experiência vivida. São Paulo: difusão europeia do livro, 1967.

CANDIDO, Antonio. As personagens de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2005.

CASTELLO, José (org.). Clarice na cabeceira: romances. Rio de Janeiro: Rocco, 2011.

CHEVALIER, Jean; GHEEBRANT, Alain. Dicionário de símbolos: mitos, sonhos, costumes gestos, formas, figuras, cores, números. Rio de Janeiro: José Olympio, 2015.

LISPECTOR, Clarice. Felicidade clandestina. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

_____. Aprendendo a Viver. Rocco, 2004.

NUNES, Aparecida Maria. Clarice Lispector jornalista: páginas femininas e outras páginas. São Paulo: editora Senac, 2006.

REIS, Vera Lúcia. À imitação de um risco de bordado. In: Tudo no feminino: a presença da mulher na narrativa brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1991.

SÁ, Olga de. A escritura de Clarice Lispector. Petrópolis: Vozes, 1979.

SARTRE, Jean-Paul. O que é literatura? São Paulo: Ática, 1993.

SASSE, Marita Deeke. Luísa: o jogo da sedução femina. In: XAVIER, Elódia. Tudo no feminino: a presença da mulher na narrativa brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1991.

SANTIAGO, Silviano. Uma literatura nos trópicos. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.

SWAIN, Tania Navarro. As teorias da carne: corpos sexuados, identidades nômades. Revista Labrys, estudos feministas, número 1-2, julho - dezembro, 2002.

XAVIER. Elódia. Tudo no feminino: a presença da mulher na narrativa brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1991.

Downloads

Publicado

04/09/2021

Como Citar

Oliveira (UNEMAT), M. E. N. de, & Oliveira (UNEMAT), T. A. R. de. (2021). O MARULHAR DA MANHÃ NAS ÁGUAS DO MUNDO, DE CLARICE LISPECTOR/THE MORNING SADDLE IN THE NAS ÁGUAS DO MUNDO, BY CLARICE LISPECTOR. Revista Athena, 20(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/athena/article/view/5792

Edição

Seção

ARTIGOS/ ENSAIOS