AUTOBIOGRAFIA E LIRISMO NA POÉTICA DE AUTA DE SOUZA/CONFESSION AND LYRISM IN THE POETICS OF AUTA DE SOUZA

Autores

  • Luciana Priscila Santos Carneiro Universidade Federal da Paraíba - UFPB
  • Sávio Roberto Fonseca de Freitas Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Palavras-chave:

Literatura afro-brasileira. Autobiografia. Poemas. Auta de Souza.

Resumo

A Literatura Afrobrasileira escrita por mulheres gradualmente ganha espaço no âmbito de pesquisas acadêmicas que enfatizam os percursos e os desafios enfrentados por essas escritoras, comprovando – frequentemente – o maior espaço atribuído às vozes que seguiram os modelos canônicos em detrimento das vozes de mulheres, negras e/ou sem prestígio social. A poeta oitocentista, Auta de Souza, parece contrapor-se a esse argumento: jovem mulher negra do século XIX, reconhecida pela crítica literária da época, teve o prefácio do seu livro escrito por Olavo Bilac. A vida de Auta de Souza parece ser fator determinante para a construção da sua poética, o seu julgado “embranquecimento” e o seu merecido reconhecimento como poeta canônica do Rio Grande do Norte. O presente trabalho busca problematizar as tensões entre lirismo e autobiografia nos poemas de Auta de Souza, mostrando como os elementos autobiográficos se configuram como fundamento estético e ideológico para a produção de seus versos. Nossa análise será subsidiada pelos teóricos Hegel (2004), Michael Hamburger (2007) e Berardinelli (2007), que tecem sobre lírica e escrita autobiográfica, em contraponto com os pensamentos de Friedrich (1991), teórico que defende a exclusão do sujeito-lírico da realidade.

Biografia do Autor

Luciana Priscila Santos Carneiro, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Doutoranda em Letras, no Programa de Pós-Graduação em Letras, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), linha de pesquisa Estudos Africanos e Afro-brasileiros.

Sávio Roberto Fonseca de Freitas, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Professor de Literaturas de Língua Portuguesa na UFPB

Referências

BERARDINELLI, Alfonso. Da poesia à prosa. Trad. Maurício Santana Dias. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

CASCUDO, Luis da Câmara. Vida breve de Auta de Souza: 1876-1901. Recife: Imprensa Oficial, 1961.

COMBE, Dominique. A referência desdobrada. O sujeito lírico entre a ficção e a autobiografia. Trad. CAMILO, Vagner & MESQUITA, Iside. Revista USP, São Paulo, nº 84, dezembro/fevereiro 2009/2010, p.112-128.

DUARTE, Constância Lima. Nísia Floresta: vida e obra. 2.ed. Natal: EDUFRN, 2008.

DUARTE, Constância Lima. O cânone literário e a autoria feminina em Gênero e Ciências Humanas desafio às ciências desde a perspectiva das mulheres. Org.Neuma Aguiar. Rio de Janeiro, Record: Rosa dos Ventos, 1997.

FRIEDRICH, H. Estrutura da lírica moderna (da metade do século XIX a meados do século XX). 2.ed. São Paulo: Duas Cidades, 1991.

GOMES, Ana Laudelina Ferreira. Auta de Souza: representações culturais e imaginação poética, 2000. 340f. Tese (Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

HAMBURGER, Michael. A verdade da poesia. Trad. Alípio Correia de Franca Neto. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

HEGEL, G. W. F. Cursos de Estética. 4 v. Trad. Marco Aurélio Werle e Oliver Tolle. São Paulo: EDUSP, 1999-2004.

LIMA, José Ayrton de. A escravidão negra no Rio Grande do Norte. Natal: Cooperativa dos Jornalistas de Natal, 1988.

SOUZA, Auta de. Horto. 4. ed. Natal: Fundação José Augusto, 1970.

SOUZA, Henrique Castriciano de. Prefácio in Horto. 3. ed. Rio de Janeiro: Tipografia Batista de Souza, 1936. In Acervo da Fundação José Augusto, Natal. Disponível em: http://adcon.rn.gov.br/ACERVO/secretaria_extraordinaria_de_cultura/DOC/DOC000000000106243.PDF. Acesso em: 1 de setembro de 2017.

Downloads

Publicado

31/12/2021

Como Citar

Priscila Santos Carneiro, L., & Roberto Fonseca de Freitas, S. . (2021). AUTOBIOGRAFIA E LIRISMO NA POÉTICA DE AUTA DE SOUZA/CONFESSION AND LYRISM IN THE POETICS OF AUTA DE SOUZA. Revista Athena, 21(2), 61–79. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/athena/article/view/6335

Edição

Seção

ARTIGOS/ ENSAIOS