SÓ SE VÊ BEM COM O CORAÇÃO: UM BREVE ENSAIO SOBRE O PEQUENO PRÍNCIPE (LE PETIT PRINCE)/YOU CAN ONLY SEE WELL WITH YOUR HEART: A BRIEF TEST ABOUT O PEQUENO PRÍNCIPE (LE PETIT PRINCE)

Autores

  • Roberto Remígio Florêncio IFSertãoPE, campus Petrolina Zona Rural
  • Vlader Nobre Leite Universidade de Pernambuco – UPE
  • Rafael da Silva França Universidade de Pernambuco – UPE/ Rede Municipal de Ensino de Sobradinho – BA

Palavras-chave:

Literatura Universal. Interpretação Textual. Existencialismo. Infância.

Resumo

O presente manuscrito tem o objetivo de (re)apresentar o romance O Pequeno Príncipe (Le Petit Prince, 1943), de Antoine de Saint-Exupéry, sob o ponto de vista da análise textual, buscando apontar os elementos que fizeram/fazem a obra alcançar destaque no cenário da Literatura Universal. Evocando os estudos de Coplán (2007), Lima e Silva (2010) e Freire (2016), a metodologia baseia-se na interpretação textual para construir análises psicológica e filosófica da obra, tendo como base a narrativa do personagem principal e as impressões construídas pelo personagem-narrador e/ou seu alter ego. Como resultados, identifica-se, pela presença da autobiografia do narrador, os conceitos de amizade, amor, perda e solidão, construídos de forma metafórica, em uma visão existencialista da vida, através de aforismos contundentes e significativos para o entendimento dos sentimentos humanos. Ao fim, é possível depreender lições para a vida, e a principal mensagem é uma crítica às “pessoas grandes” que, ao crescerem, esquecem da criança que foram. Como reflexão, depreende-se que as pessoas não conseguem compreender o verdadeiro sentido da vida, que é o amor e a amizade, “o essencial é invisível aos olhos”.    

Biografia do Autor

Roberto Remígio Florêncio, IFSertãoPE, campus Petrolina Zona Rural

Professor de Língua Portuguesa do IFSertãoPE, campus Petrolina Zona Rural; Doutor em Educação (UFBA).

Vlader Nobre Leite, Universidade de Pernambuco – UPE

Professor de Teoria Literária da Universidade de Pernambuco – UPE; Mestre em Letras (UFPB).

Rafael da Silva França, Universidade de Pernambuco – UPE/ Rede Municipal de Ensino de Sobradinho – BA

Professor da Rede Municipal de Ensino de Sobradinho – BA; Graduado e Especialista em Letras (UPE).

Referências

BECKEL, G. G. (2019). Literatura e Psicanálise: Qual a relação? Disponível em: <http://www.elba-br.org/elb-publicacoes/pdf/literatura-psicanalise.pdf> Acessado em 05 de fevereiro de 2021.

CANDIDO, A. O direito à literatura. In: Vários Escritos. Rio de Janeiro: Duas cidades, 2004.

COPLÁN, R. D. (2007). Um Pequeno Príncipe entre Marte e Júpiter. Disponível em:http://www.constelar.com.br/constelar/108_junho07/pequenoprincipe1.ph Acessado em 12 de janeiro de 2021.

EXUPÉRY, A. S (1943; 2013). O Pequeno príncipe. Rio de Janeiro: Editora Agir, 2013. Aquarelas do autor. 48 ed. / 55ª reimpressão, 2003/44 ed. Rio de Janeiro: Círculo do Livro, 1990.

FLORÊNCIO, R. R.; FRANÇA, R. S.; LEITE, V. N. (2020). Breve Análise Psicanalítica D’O Pequeno Príncipe: Uma (Re)Interpretação Atualizada. In: Revista IDonLine – Revista Interdisciplinar e de Psicologia, vol. 14, número 50, 2020. Disponível em: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/2442 acessado em 20 de março de 2021.

FREIRE, V (2016). Cidadela – Antoine de Saint-Exupéry. Disponível em < http://www.perse.com.br/novoprojetoperse/BSU_Data/Books/N1472219047731/Amostra.pdf> Acessado em 09 de janeiro de 2021.

FREITAS, M. R (2015). Uma abordagem filosófica da obra

O Pequeno Príncipe de Saint-Exupéry. Disponível em: <http://www.theoria.com.br/edicao17/02172015RT.pdf> Acessado em 08 de janeiro de 2021.

GUBERT, P. G. (2012). Alter ego e outrem: Ricoeur e o problema do outro. Disponível em: < http://sites.unifra.br/Portals/1/Numero10/Gubert_06.pdf> Acessado em 04 de fevereiro de 2021.

JORGE, J. M. C. P. B. (2014). Uma leitura psicanalítica de "O Pequeno Príncipe". Disponível em:<http://rbp.celg.org.br/detalhe_artigo.asp?id=165> Acessado em 20 de fevereiro de 2021.

LIMA, A. M.; SILVA, A. M. S. (2010). O Pequeno Príncipe: A Importância Dos Símbolos. Disponível em:<http://docplayer.com.br/6165037-O-pequeno-principe-a-importancia-dos-simbolos-orientadora-profa-dra-nery-reiner.html> Acessado em 12 de fevereiro de 2021.

PASSAMANI, C. R. (2014). 15 curiosidades d’O Pequeno Príncipe e de Antoine De Saint-Exupéry. Disponível em: < http://literatortura.com/2014/02/15-curiosidades-relacionadas-antoine-de-saint-exupery-e-sua-obra-prima-o-pequeno-principe/ > Acessado em 08 de janeiro de 2021.

POUND, E. O ABC da Literatura. São Paulo: Editora Cultrix, 2007.

RIBEIRO, M. G. Imaginário da Serpente de A a Z [Livro eletrônico]. Campina Grande: eduepb, 2017.

ROCCO, C. (2016). O Pequeno Príncipe e Eu: A Infância de Antoine de Saint Exupéry. Disponível em: <http://opequenoprincipe-e-eu.blogspot.com.br/2016/02/a-infancia-de-antoine-de-saint-exupery.html> Acessado em: 08 de fevereiro de 2021.

SOUZA, M. B.; RIBEIRO, M. S. M. (2014). Fantasia e Gozo na Obra “O Pequeno Príncipe”. Disponível em:<https://psicologado.com/abordagens/psicanalise/fantasia-e-gozo-na-obra-o-pequeno-principe> Acessado em 19 de janeiro de 2021.

TODOROV, T. A Literatura em Perigo. 2 ed. Rio de Janeiro: 2009.

VASSALO, F. P. B. (2010). Arteterapia em “O Pequeno Príncipe” - O resgate da criança interior em busca da individualização. Disponível em:< http://www.avm.edu.br/docpdf/monografias_publicadas/t206119.pdf> Acessado em 09 de jan. de 2021.

Downloads

Publicado

31/12/2021

Como Citar

Remígio Florêncio, R., Nobre Leite, V. ., & da Silva França, R. . (2021). SÓ SE VÊ BEM COM O CORAÇÃO: UM BREVE ENSAIO SOBRE O PEQUENO PRÍNCIPE (LE PETIT PRINCE)/YOU CAN ONLY SEE WELL WITH YOUR HEART: A BRIEF TEST ABOUT O PEQUENO PRÍNCIPE (LE PETIT PRINCE). Revista Athena, 21(2), 95–115. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/athena/article/view/6337

Edição

Seção

ARTIGOS/ ENSAIOS