Agronegócios na Amazônia: ameaças e oportunidades para o desenvolvimento sustentável da região

Rodrigo da Cruz de Araujo, Marcos Ximenes Ponte

Resumo


O avanço do agronegócio na Amazônia tem sido objeto de debate e controvérsia. Se por um lado é uma atividade econômica de grande importância para o país, por outro lado pode levar a diversos impactos ambientais e, assim, comprometer o desenvolvimento sustentável da região. O presente trabalho procurou, então, contrastar os aspectos positivos e negativos relacionados à atividade, por meio de uma pesquisa bibliográfico-analítica. A análise concluiu que o preservacionismo não parece realista e viável, porque os ecossistemas serão sempre e inevitavelmente alterados para atender às demandas de recursos para a humanidade. Ao mesmo tempo, a exploração não pode acontecer de forma desordenada e aleatória, sem cuidados mínimos que visem à disponibilidade futura de tais recursos. Concluiu-se ainda que o elevado rendimento proporcionado pela pecuária de corte e pela indústria agrícola torna muito difícil o cumprimento de soluções que facilitem a conservação apenas por meio de "comando e controle", indicando que sua associação com mecanismos adicionais como a restrição dos mercados apenas para os produtores que efetivamente adotem a gestão ambiental em suas propriedades forma um conjunto mais eficaz no combate ao desmatamento.


Palavras-chave


pecuária; soja; agricultura; desmatamento; floresta

Texto completo:

PDF

Referências


ALBAGLI, S. Amazônia: Fronteira Geopolítica da Biodiversidade. In:Geopolítica da Biodiversidade. IBAMA. Brasília-DF.. pp.199-221, 1998

ALENCAR, A., NEPSTAD, D., MCGRATH, D., MOUTINHO, P., PACHECO, P., DIAZ, M.del C., SOARES FILHO, B. Desmatamento na Amazônia: indo além de uma emergência crônica. IPAM, Belém-PA, 2004.

ALIER, J.M. & JUSMET, J.R. Economía ecológica y política abiental.Fondo de Cultura Económica, 2001.

BICKEL, U. Brasil: Expansão da Soja, Conflitos Sócio-Ecológicos e Segurança Alimentar.Dissertação de Mestrado em Agronomia Tropical, Universiadade de Bonn, Alemanha, 2004.

CARVALHO, R. A Amazônia Rumo ao “Ciclo da Soja”.In: Amazônia Papers # 2. Informação e Diálogo na Sociedade Amazônica: Amigos da Terra, 1999.

CMAD (Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento). Nosso Futuro Comum. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 1991.

COSTA, F.A. FORMAÇÃO AGROPECUÁRIA DA AMAZÔNIA: Os desafios do Desenvolvimento Sustentável. Núcleo de Altos Estudos Amazônicos. Universidade Federal do Pará. Belém, 2000.

COSTA, F.A. Teorias do Desenvolvimento e Estratégias do Desenvolvimento Sustentável.Texto Didático, 2006.

EMBRAPA. Embrapa soja: cultivos. Disponível em www.embrapa.br. Acesso em 20.11.2014.

KAIMOWITZ, D., MERTENS, B., Wunder, S., PACHECO,P. A Conexão Hambúrguer Alimenta a Destruição da Amazônia: desmatamento e Pecuária na Amazônia. CIFOR, 2004.Disponível em: http://www.cifor.cgiar.org/publications/pdf_files/media/Amazon-Portugese.pdf

FEARNSIDE, P. Environmental destruction in the Amazon. In: The Future of Amazonia: Destruction or Sustainable Development?, eds. D. Goodman & A. Hall, pp. 179-225. London, UK: MacMillan, 1990.

FEARNSIDE, P. Soybean cultivation as a threat to the environment in Brazil. Environmental Conservation, 28 (1), pp:23-38, 2001

FEARNSIDE, P. Conservation Policy in Brazilian Amazônia: understanding the dilemmas. World Development.Vol 31, nº 5, pp757-779, 2003.

FENZL, N. Estudo de Parâmetros Capazes de Dimensionar a Sustentabilidade de um Processo de Desenvolvimento. In: Ximenes (Org) Perspectivas do Desenvolvimento Sustentável (Uma Contribuição para a Amazônia 21). Núcleo de Altos Estudos Amazônicos. Universidade Federal do Pará; Associação das Universidades Amazônicas. Belém, 1997.

GREENPEACE. Eating up the Amazon. Relatório do Greenpeace, 2006. Disponível em http://www.greenpeace.org/usa/en/media-center/reports/eating-up-the-amazon/. Acesso em 14.05.2011.

HOMMA, A.K.O. & CARVALHO, R.A.C. A EXPANSÃO DO MONOCULTIVO DA SOJA NA AMAZÔNIA: INÍCIO DE UM NOVO CICLO E AS CONSEQÜÊNCIAS AMBIENTAIS.In: II ENCONTRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA ECOLÓGICA, São Paulo, 1997.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística): Banco de Dados Agregados. Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br/. Acesso em 05/11/2014.

MAIMON, D. Passaporte Verde: Gestão Ambiental e competitividade. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1996.

MARGULIS, S. Causas do Desmatamento da Amazônia brasileira. Banco Mundial. Brasília., 2003

MCGRATH, D. Biosfera ou Biodiversida: uma avaliação crítica do paradigma da biodiversidade. pp34-69. In: Ximenes (Org) Perspectivas do Desenvolvimento Sustentável: Uma Contribuição para a Amazônia 21. UFPA: Belém, 1997.

MCGRATH, D., e VERA-DIAZ, M.del C. Soja na Amazônia: Impactos Ambientais e Estratégias de Mitigação. RevistaCiênciaAmbiente, n. 32, pp. 151-165, 2006.

MORTON, D. ; DEFRIES, R. S. ; SHIMABUKURO, Y. E. ; ANDERSON, L. O. ; ESPIRITO-SANTO, F. ; FREITAS, R. M. ; MORISETTE, J. . Cropland expansion changes deforestation dynamics in the southern Brazilian Amazon. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America (Online), v. 103, p. 14637-14641, 2006.

MYERS, N. Environmental repercussions of deforestation in the Himalayas. Journal of World Forest Resource Management 2, pp. 63-72.,1986.

NEPSTAD, D.; CARVALHO, G.; BARROS, A.C.; ALENCAR, A.; CAPOBIANCO, J.P.; Bishop, J.; MOUTINHO, P.; LEFEBVRE, P.; SILVA JR, U.L. Road paving, fire regime feedbacks, and the future of Amazon forests. Forest Ecol & Mgt. 154: 395-407, 2001.

NEPSTAD, D., MCGRATH, D., ALENCAR, A., BARROS, A., CARVALHO, G., SANTILLI, M., VERA-DIAZ, M.del C. Frontier Governance in Amazônia. Science 295.pp 629-630, 2002.

NEPSTAD, D.C.; STICKLER, C.M.; ALMEIDA, O.T. Globalization of the Amazon Soy and Beed Industries: Opportunities for Conservation. ConservationBiology, v. 20, p. 1595-1603, 2006.

SACHS, I. Estratégias de transição para o século XXI: Desenvolvimento e meio ambiente. São Paulo: Nobel, 1993.

SOARES-FILHO, B. S.; NEPSTAD, D.; CURRAN, L.; VOLL, E.; CERQUEIRA, G.; GARCIA, R. A.; RAMOS, C. A.; MCDONALD, A.; LEFEBVRE, P.; SCHLESINGER, P. Modelingconservation in theAmazonbasin. Nature, London, v. 440, p.520-523, 2006.

TERBORGH, J. Protecting Biodiversity. In: Requiem for Nature. Island Press, Washington, D.C., 1999.

US DEPARTMENT OF AGRICULTURE, The Amazon: Brazil’s Final Soybean Frontier,13.01.2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
A obra Revista de Ciências Agroambientais (ISSN 1677-6062) está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.