ARRANJO ESPACIAL E BIORREGULADOR DE CRESCIMENTO NA PRODUTIVIDADE DE MILHO

Autores

  • REGIANE GARCIA DA CUNHA Agronoma, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Departamento de Engenharia Florestal, Campus Chapadão do Sul, CEP 79560-000, Chapadão do Sul, Mato Grosso do Sul.
  • SEBASTIÃO FERREIRA DE LIMA Professor Doutor, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Departamento de Engenharia Florestal, Campus Chapadão do Sul, CEP 79560-000, Chapadão do Sul, Mato Grosso do Sul,
  • RITA DE CASSIA FELIX ALVAREZ Professora Doutora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus Chapadão do Sul, CEP 79560-000, Mato Grosso do Sul.
  • Cátia Aparecida Simon Mestranda em Produção Vegetal, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus Chapadão do Sul, CEP 79560-000, Mato Grosso do Sul. Autor para correspondência: https://orcid.org/0000-0002-8867-213X
  • LUCYMARA MERQUIDES CONTARDI Professora Mestre, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus Chapadão do Sul, CEP 79560-000, Mato Grosso do Sul.

DOI:

https://doi.org/10.5327/rcaa.v14i2.1263

Palavras-chave:

Zea Mays, densidade de plantas, hormônios de crescimento.

Resumo

Objetivou-se avaliar o efeito de arranjos espaciais e o uso de diferentes produtos promotores de crescimento do milho. Os tratamentos foram constituídos pela combinação de três arranjos de plantas e quatro produtos promotores do crescimento, mais a testemunha. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados em esquema fatorial (3 x 5), com três repetições. Houve influência na produtividade de grãos de milho quando utilizado os produtos reguladores de crescimento. O uso de Stimulate® em sulco aliado ao arranjo de semeadura em linhas duplas 0,35 m foi o mais eficiente em aumentar a produtividade de grãos de milho. 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

ARGENTA, G.; SILVA, P.R.F. da & SANGOI, L. Arranjo de plantas em milho: análise do estado-da-arte. Ciência Rural, v.31, p.1075-1084, 2001.

CALONEGO, J.C.; POLETO, L.C.; DOMINGUES, F.N. & TIRITAN. C.S. Produtividade e crescimento de milho em diferentes arranjos de plantas. Revista Agrarian, v.4, p.84-90, 2011.

CUNHA, F.F.; MAGALHÃES, F.F. & CASTRO, M.A. Métodos para estimativa da evapotranspiração de referência para Chapadão do Sul – MS. Engenharia na agricultura, v.21, p.159-172, 2013.

DARTORA, J.; GUIMARÃES, V.F.; MARINI, D. & SANDER, G. Adubação nitrogenada associada à inoculação com Azospirillum brasilense e Herbaspirillum seropedicae na cultura do milho. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.17, p.1023–1029, 2013.

DEMÉTRIO, C.S.; FORNASIERI FILHO, D.; CAZETTA, J.O. & CAZETTA, D.A. Desempenho de híbridos de milho submetidos a diferentes espaçamentos e densidades populacionais. Pesquisa agropecuária brasileira, v.43, p.1691-1697, 2008.

FERREIRA, D.F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Revista Ciência Agrotécnica, v.35, p.1039-1042, 2011.

FERREIRA, L.A.; OLIVEIRA, J.A.; PINHO, É.V. de R.V. & QUEIROZ D.L. de. Bioestimulante e Fertilizante Associados ao Tratamento de Sementes de Milho. Revista Brasileira de Sementes, v.29, p.80-89, 2007.

HUNGRIA, M.; CAMPO, R.J.; SOUZA, E.M.S. & PEDROSA, F.O. Inoculation with selected strains of Azospirillum brasilense and A. lipoferum improves yields of maize and wheat in Brazil. Plant Soil, v.331, p.413–425, 2010. .

KAPPES, C.; ARF, O.; VALENTINI, M.A.; FERREIRA, J.P. & DAL BEM, E.A; Portugal, J.R.; & VILELA, R.G. Inoculação de sementes com bactéria diazotrófica e aplicação de nitrogênio em cobertura e foliar em milho. Semina: Ciências Agrárias, v.34, p.527-538, 2013. <http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n2p527>.

KÖPPEN, W. Climatologia. Fundo de Cultura Econômica, México: Buenos Aires, 479p, 1948.

KUSS, A.V.; KUSS, V.V.; LOVATO, T. & FLORES, L. Fixação de nitrogênio e produção de ácido indolacético in vitro por bactérias diazotróficas endofíticas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.42, p.1459-1465, 2007. <http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2007001000013>.

LANA, M. do C.; DARTORA, J.; MARINI, D. & HANN, J.E.H. Inoculation with Azospirillum, associated with nitrogen fertilization in maize. Revista Ceres, v.59, p.399-405, 2012. < http://dx.doi.org/10.1590/S0034-737X2012000300016>.

NORRIS, R.F.; ELMORE, C.L.; REJMÁNEK, M.; & AKEY, W.C. Spatial arrangement, density, and competition between barnyardgrass and tomato: I Crop growth and yield. Weed Science, v.49, p.61-68, 2001.

PROVENZI, F.D.; BERGAMO, R.; DEBASTIANI, W. & BALBINOT JUNIOR, A.A. Arranjo espacial de plantas em duas cultivares de trigo. Unoesc & Ciência-ACET, 3, 31-36, 2012.

REIS, V.M. Uso de bactérias fixadoras de nitrogênio como inoculante para aplicação em gramíneas. Soropédica: Embrapa Agrobiologia, p.1-22, 2007.

SANGOI, L.; SILVA, L.M.M.DA; MOTA, M.R.; PANISON, F.; SCHMITT, A.; SOUZA, N.M.DE; GIORDANI, W. & SCHENATTO, D.E. Desempenho agronômico do milho em razão do tratamento de sementes com azospirillum sp. e da aplicação de doses de nitrogênio mineral. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.39, p.1141-1150, 2015. < DOI: 10.1590/01000683rbcs20140736>.

SANGOI, L.; ALMEIDA, M.L.; GRACIETTI, M.A. & BIANCHET, P. Sustentabilidade do colmo em híbridos de milho de diferentes épocas de cultivo em função da densidade de plantas. Revista de Ciências Agroveterinárias, v.1, p. 60-66, 2002.

SANTOS, H.G.DOS; JACOMINE, P.K.T.; ANJOS, L.H.C.DOS; OLIVEIRA, V.Á.V.; LUMBRERAS, J.F.; COELHO, M.R.; ALMEIDA, J.A.DE.; CUNHA, T.J.F. & OLIVEIRA, J.B.DE. Sistema brasileiro de classificação de solos. Revista Ampliada. V.3, p. 1-300, 2013.

TAIZ, L. & ZEIGER, E. Fisiologia Vegetal. 3nd ed. Porto Alegre: Artmed. 2004, 559p.

ZANINE, A. de M. & SANTOS, E.M. Competição entre Espécie de Plantas – uma Revisão Competition Among Species Of Plants. Revista da FZVA, v.11, p.10-30, 2004.

Downloads

Publicado

2016-12-18

Edição

Seção

Agronomia

Como Citar

ARRANJO ESPACIAL E BIORREGULADOR DE CRESCIMENTO NA PRODUTIVIDADE DE MILHO. (2016). Revista De Ciências Agro-Ambientais, 14(2). https://doi.org/10.5327/rcaa.v14i2.1263

Artigos Semelhantes

1-10 de 180

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)