Estimativa do peso da semente de Araucaria angustifolia (Bert.) Küntze a partir de medidas lineares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/rcaa.v19i1.5562

Palavras-chave:

Pinhão, Equação linear, Medidas morfométricas

Resumo

 A semente da Araucária, popularmente conhecida como “pinhão” apresenta grande importância, ecológica, econômica e sociocultural na região sul do Brasil. Este trabalho teve por objetivo avaliar a utilização de medidas lineares simples para estimar o peso da semente de Araucaria angustifolia. Para tanto, foram mensuradas um total de 300 sementes provenientes dos municípios de União da Vitória – PR (n = 100) e Canoinhas – SC (n=200). As medidas lineares utilizadas foram: comprimento, largura e espessura. Para a obtenção das equações foram utilizadas as sementes provenientes de União da Vitória. As equações utilizadas para a estimativa do peso dos pinhões foram aquelas utilizando o comprimento (-1,6095 + 0,1693*C), a relação comprimento x espessura (1,3905 + 0,0088*CE) e a relação comprimento x espessura x largura (2,969 + 0,0004*CLE). Todas essas equações foram validadas utilizando-as para estimar o peso das sementes provenientes de Canoinhas – SC. Os resultados mostraram que existe relação positiva e significativa entre o peso obtido e estimado, podendo qualquer uma das equações ser utilizada para se estimar o peso do pinhão (ressaltando a alta variação nas medidas obtidas). Apesar disso, os pesos estimados mostraram-se superiors aos medidos, o que sugere a necessidade futura de algum tipo de ajuste. Indicamos por fim, a equação que utiliza somente o comprimento da semente, que embora com menor explicação, é a mais simples e rápida para a obtenção do peso do pinhão em estudos de campo.

Referências

ANSELMINI, J.I. Fenologia reprodutiva da Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze na região de CuritibaPR. Curitiba-PR: Universidade Federal do Paraná, 2005, 52p. Dissertação (Mestrado em Agronomia), Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2005.

BOUVIÉ, L.; SILVA, A.C.; BORELLA, D.R.; SILVA, C.C.; PIZZATTO, M. Área do limbo foliar da castanheirado-Brasil por medidas lineares. Nativa, v.8, n.3, p.381-389, 2020. DOI:https://doi.org/10.31413/nativa.v8i3.8560

CANDIDO, W.S.; COELHO, M.F.B.; MAIA, S.S.S.; CUNHA, C.S.M.; SILVA, R.C.P. Modelo para estimar a área foliar de Combretum leprosum Mart. Acta Agronomica, v.62, n.01, p.37-41, 2013.

De LIMA, M.F.P.; NASCIMENTO, P.G.M.L. SILVA, M.G.O.; MESQUITA, H.C.; CARVALHO, D.R. Comparação de métodos de área foliar em Achras sapota L. Agropecuária Científica no Semi-Árido, v.8, n.4, p.37-43, 2012.

De MORAES, l.; SANTOS, R.K.; WISSER, T.Z.; KRUPEK, R.A.K. Avaliação da área foliar a partir de medidas lineares simples de cinco espécies vegetais sob diferentes condições de luminosidade. Revista Brasileira de Biociências, v.11, n.4, p.381-387, 2013.

GUIMARÃES, M.J.M.; COELHO FILHO, M.A.; GOMES JÚNIOR, F.A.; SILVA, M.A.M.; ALVES, C.V.O.; LOPES, I. Modelos matemáticos para a estimativa da área foliar de mandioca. Ciencia Agraria, v.62, n.1, p.1-5, 2019.

HARA, A.T.; GONÇALVES, A.C.A.; MALLER, A.; HASHIGUTI, H.T.; OLIVEIRA, J.M. Ajuste de modelo de predição de área foliar do feijoeiro em função de medidas lineares. Engenharia na Agricultura, v.27, n.2, p.179-186, 2019.

JACINTO, R.C.; BRAND, M.A.; RIOS, P.D.; CUNHA, A.B.; ALLEGRETTI, G. Análise da qualidade energética da falha de pinhão para a produção de briquetes. Scientia Florestalis, v. 44, n.112, p.821-829, 2016. DOI: 10.18671/scifor.v44n112.04

KRUPEK, R.A.; RIBEIRO, V. Biometria e germinação de sementes de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze provenientes de um remanescente florestal do município de Turvo (PR). Revista Ciências Exatas e Naturais, v.12, n.1, p.73-89, 2010.

LORENZONI, M.Z.; REZENDE, R.; DE SOUZA, A.H.C.; SERON, C.C.; MALLER, A. Estimativa da área foliar em função das dimensões lineares da folha de pimentão. In: XLIV CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA – CONBEA, 2015, São Pedro. Anais… São Pedro - SP, Brasil, 2015, p. 1-4.

LUCENA, R.R.M.; BATISTA, T.M.V.; DOMBROSKI, J.L.D.; LOPES, W.A.R.; RODRIGUES, G.S.O. Medição de área foliar de aceroleira. Revista Caatinga, v.24, n.2, p.40-45, 2011.

MANTOVANI, A.; MORELLATO, P.C.; REIS, M.S. Fenologia reprodutiva e produção de sementes em Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze. Revista Brasileira de Botânica, v.27, n.4, p.787-796, 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-84042004000400017

NEPOMUCENO, D.D.; ALMEIDA, J.C.C.; GALZERANO, L.; PEREIRA, T.P.; RIBEIRO, E.T.; FARIA, M.A.G.; MENDONÇA, D.C. Medidas lineares na estimativa da área foliar de leguminosas forrageiras tropicais. Global Science and Technology, v.6, n.01, p.63-71, 2013. DOI: 10.14688/1984-3801.v06n01a06

PAISE, G.; VIEIRA, E.M. Produção de frutos e distribuição espacial de angiospermas com frutos zoocóricos em uma Floresta Ombrófila Mista no Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Botânica, v.28, n.3, p.615-625. 2005.

RAMOS, F.T.; FERREIRA, L.S.; PIVETTA, F.; MAIA, J.C.S. Área do limbo foliar de diferentes plantas estimada por medidas lineares e matéria seca, calibradas com o software image Interciência, v.40, n.8, p.570-575, 2015.

REAL, I.M.L.; HENZEL, A.B.D.; BIERHAL, D.F.; SOARES, M.M.; BESKOW, G.T.; GUARINO, E.S.G. Analises biométricas de sementes de Araucaria angustifolia (bertol.) Kuntze em população de São Lourenço do Sul, RS. In: XXVIII CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA – UFPEL. 2019, Pelotas. Anais. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas – RS, 2019, p. 1-4.

SANTOS, J.C.S.; BONOME, L.T.S. Conservação de sementes de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze submetidas a diferentes condições de armazenamento. 2014, 18p. Trabalho de Conclusão de Curso (Agronomia) Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Laranjeira do Sul, 2014.

ZEIST, A.R.; OLIVEIRA, J.R.F.; DE LIMA FILHO, R.B.; SILVA, M.L.S.; DE RESENDE, J.T.V. Comparação de métodos de estimativa de área foliar em morangueiro. Pesquisa Agropecuária Gaúcha, v.20, n.1/2, p.33-41, 2014.

Downloads

Publicado

09/12/2021

Como Citar

Krupek, R. A., & dos Anjos, F. E. M. (2021). Estimativa do peso da semente de Araucaria angustifolia (Bert.) Küntze a partir de medidas lineares. Revista De Ciências Agroambientais, 19(1), 35–41. https://doi.org/10.30681/rcaa.v19i1.5562

Edição

Seção

Ciências Florestais