A TRIBUTAÇÃO SOBRE A RENDA DAS PESSOAS FÍSICAS: UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL, ARGENTINA E ESTADOS UNIDOS

Autores

  • Jéssica Santos Vargas Universidade de Caxias do Sul – UCS
  • Alex Eckert Universidade de Caxias do Sul – UCS
  • Marlei Salete Mecca Universidade de Caxias do Sul – UCS

DOI:

https://doi.org/10.30681/ruc.v9i18.3708

Resumo

O presente estudo objetiva apontar as principais semelhanças e diferenças envolvendo o IRPF no Brasil, na Argentina e nos Estados Unidos. Trata-se de um estudo com delineamento de pesquisa bibliográfica e abordagem qualitativa. Os resultados revelam que o Brasil e a Argentina, que são países considerados emergentes, concentram a sua tributação sobre o consumo, enquanto o IRPF é pouco expressivo na arrecadação.  Já os Estados Unidos, estabelecido como maior potência mundial, apresenta-se com a tributação voltada sobre a renda, sendo o IRPF o principal imposto do país. Já em relação ao impacto do IRPF para o contribuinte que exerce a função de Contador nestes três países, observa-se que a Argentina, como a menor economia, é o país que mais onera este profissional através deste tributo. 

Biografia do Autor

Jéssica Santos Vargas, Universidade de Caxias do Sul – UCS

Bacharel em Ciências Contábeis - UCS

Alex Eckert, Universidade de Caxias do Sul – UCS

Doutor em Administração – PUCRS/UCS

Marlei Salete Mecca, Universidade de Caxias do Sul – UCS

Doutora em Engenhariada Produção - UFSC

Referências

ACSP - Associação Comercial de São Paulo. (2017) Publicações. Disponível em: <http://acsp.com.br/acontece-na-acsp/publicacoes> Acesso em: 18 dez. 2017.

ADVFN, Advanced Financial Network. (2017) PIB – Produto Interno Bruto. Disponível em: <https://br.advfn.com/indicadores/pib>. Acesso em: 10 set. 2017.

AFIP. (2017) Administración Federal de Ingresos Públicos. Disponível em: <http://www.afip.gob.ar/> Acesso em: 12 mai. 2017.

AMARFIL, Ivana; FLORENCIA, Lucero; MADUEÑO, Evelyn. (2014) Impuesto a las ganancias das personas físicas. Comisión de jóvenes profesionales en ciências económicas de San Juan. 2014. Disponível em: <http://www.cpcesj.org.ar/web/admin/subeimagenes/uploads/articulo_16_IG%20PF.pdf> Acesso em: 12 mai. 2017.

AMARO, Luciano. (2014). Direito Tributário Brasileiro. 20. ed. São Paulo: Saraiva.

AMBITO. (2016) Ganancias: Mejoras para empatarle a la inflación. Buenos Aires. Disponível em: <http://www.ambito.com/855256-ganancias-mejoras-para-empatarle-a-la-inflacion> Acesso em: 13 mai. 2017.

AMERICA ECONOMÍA. (2014) Nível de la actividad económica argentina creció por encima del 5% em 2013. Argentina, 02 jan. 2014. Disponível em: <https://www.americaeconomia.com/economia-mercados/finanzas/nivel-de-la-actividad-economica-argentina-crecio-por-encima-del-5-en-2013/>. Acesso em: 20 set. 2017.

APPOLINÁRIO, Fabio. (2011). Dicionário de metodologia científica: um guia para a produção do conhecimento científico. 2. ed. São Paulo: Atlas,.

ÁVILA, Alexandre Rossato da Silva. (2011) Curso de Direito Tributário. 6. ed. Porto Alegre: Verbo Jurídico.

BALEEIRO, Aliomar. (2013). Direito Tributário Brasileiro. 12. ed. Rio de Janeiro: Forense,.

BCB, Banco Central do Brasil. (2017) Conversão de moedas. Disponível em: <http://www.bcb.gov.br/pec/conversao/conversao.asp>. Acesso em: 26 ago. 2017.

BELTRÃO, Irapuã. (2014) Curso de direito tributário. 5. ed. São Paulo: Atlas.

BRASIL. (1966) Código Tributário Nacional,. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5172.htm> Acesso em: 16 abr. 2017.

BRASIL. Constituição Federal (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm> Acesso em: 30 abr. 2017.

BRASIL. (2017) Secretaria do Tesouro Nacional. Disponível em: <http://www.tesouro.fazenda.gov.br/> Acesso em: 06 mai. 2017.

CARNEIRO, Claudio. (2016). Curso de direito tributário e financeiro. 6. ed. São Paulo: Saraiva.

CASSONE, Vittorio. (2017) Direito tributário. 27. ed. São Paulo: Atlas.

CASTELLANI, Fernando F.; CAMILOTTI, José Renato. (2011). Direito tributário 6. 1. ed. São Paulo: Saraiva.

CEPAL, Comissão Econômica para a América Latina. (2017). Balance preliminar de las economías de América Latina y el Caribe 2014. Disponível em: <http://repositorio.cepal.org/bitstream/handle/11362/37344/Argentina_es.pdf;jsessionid=042851482117934AA3E93B5F318B3317?sequence=86> Acesso em 12 out. 2017.

CEPAL, Comissão Econômica para a América Latina. (2017). Balance preliminar de las economías de América Latina y el Caribe 2015. Disponível em: <http://repositorio.cepal.org/bitstream/handle/11362/39558/1501280BPE_Argentina_es.pdf?sequence=79>

CHIMENTI, Ricardo Cunha. (2017) Direito tributário. 19. ed. São Paulo: Saraiva.

CLARÍN. (2016) Inflación: un capítulo aún com final abierto. Piedras. Disponível em: <https://www.clarin.com/economia/economia/Inflacion-capitulo-final-abierto_0_H1kAE3F4e.html> Acesso em: 22 set. 2017.

COÊLHO, Sacha Calmon Navarro. (2015). Curso de Direito Tributário Brasileiro. 14. ed. Rio de Janeiro: Forense.

CONFAZ - Conselho Nacional de Política Fazendária. (2017). Disponível em: <https://www.confaz.fazenda.gov.br/>. Acesso em 15 ago. 2017.

CREPALDI, Silvio Aparecido; CREPALDI, Guilherme Simões. (2011). Direito Tributário: teoria e prática. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense.

CUADRA, Jorge. (2017). El Sistema Tributário Argentino. Disponível em: <http://www.camarco.cl/documentos/Sistema_Tributario_Argentino.pdf>. Acesso em: 21 ago. 2017.

ECONOMY WATCH. (2013). United States Economy 2013. Disponível em: <http://www.economywatch.com/world_economy/usa>. Acesso em: 01 out. 2017.

EXAME. (2016). Brasil tem maior carga tributária da América Latina. São Paulo, 16 mar. 2016. Disponível em <http://exame.abril.com.br/economia/brasil-tem-maior-carga-tributaria-da-america-latina/> Acesso em: 15 mar. 2017.

EXAME. (2012). Como funciona a declaração do IR em 4 diferentes países. São Paulo, 5 mar. 2012. Disponível em <http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/como-funciona-o-ir-em-quatro-diferentes-paises/> Acesso em: 06 mai. 2017.

FACESP - Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo. (2017). Pesquisas. Disponível em: <https://www.facesp.com.br/pesquisas> Acesso em: 15 dez. 2017.

FABRETTI, Láudio Camargo; FABRETTI, Dilene Ramos. (2014) Direito tributário para os cursos de administração e ciências contábeis. 10. ed. São Paulo: Atlas.

FABRETTI, Láudio Camargo. (2015). Contabilidade tributária. 15. ed. São Paulo: Atlas.

FAO, Organización de las Naciones Unidas para la Alimentación y la Agricultura. Argentina en uma mirada. Disponível em: <http://www.fao.org/argentina/fao-en-argentina/argentina-en-una-mirada/en/>. Acesso em: 10 set. 2017.

FORBES. (2015). US 2.4% Economic Growth In 2014 Strongest Since Recession, 2015. 30 jan. 2015.Disponível em: <https://www.forbes.com/sites/samanthasharf/2015/01/30/u-s-economy-grew-2-6-in-fourth-quarter-2-4-in-2014/#459b222618eb> Acesso em: 12 out. 2017.

FRANCISCO, Wagner de Cerqueria. (2017). Economia do Brasil. Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/brasil/economia-brasil.htm>. Acesso em 28 de setembro de 2017.

FURMAN, Jason. (2013). The Economy in 2013. White House, 19 dez. 2013. Disponível em: <https://obamawhitehouse.archives.gov/blog/2013/12/19/economy-2013>. Acesso em: 06 out. 2017.

GEIER, Deborah A. (2016). U.S. Federal Income Taxation of Individuals. 3. ed. Cali: eLangdell Press.

GIL, Antonio Carlos. (2002) Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas.

GRENABUENA, Silvia R. (2015). Impuesto a las ganancias. Personas físicas: análisis integral. 8. ed. Buenos Aires: Aplicación tributaria.

GUIA DA CARREIRA. (2017). Quanto Ganha Um Contador?. Disponível em: <http://www.guiadacarreira.com.br/salarios/quanto-ganha-um-contador/>. Acesso em: 11 out. 2017.

IBGE. (2013). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2015. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/>. Acesso em: 02 set. 2017.

IBPT - Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação. (2017). Estudos. Disponível em: <https://ibpt.com.br/noticias/3/estudos> Acesso em: 15 out. 2017.

IMPOSTÔMETRO. (2017). Arrrecadação Brasil. Disponível em: <https://impostometro.com.br/#arrecadacaoBrasil >. Acesso em 15 ago. 2017.

INDEED - Site de empregos número 1 do mundo. (2017). Jobs in USA. Disponível em: <https://www.indeed.com.br/cmp/Tranter-Inc/reviews?fcountry=US> Acesso em: 13 nov. 2017.

INVESTOPEDIA.(2015). The 5 Industries Driving the U.S Economy 2015. 29 abr. 2015. Disponível em: <https://www.investopedia.com/articles/investing/042915/5-industries-driving-us-economy.asp>. Acesso em: 07 out. 2017.

IRS - Internal Revenue Service. Estados Unidos da América (2017). Disponível em: <https://www.irs.gov/> Acesso em: 06 mai. 2017.

KRATZKE, William. (2016). Basic Income Tax 2016-2017. 4. ed. Memphis, Tenesse, EUA: Cali eLangdell Press.

LA CAPITAL. (2017). Macri reivindico la política de reparación histórica para jubilados. San Luis, 17 fev. 2017. Disponível em: <http://www.telam.com.ar/notas/201702/180052-macri-inaugura-planta-tratamiento-afluentes-san-luis.html> Acesso em: 13 mai.2017.

LASAGNO, Caio Gaiarsa Simões. (2015). China e Estados Unidos: aumento e estreitamento das relações comerciais e a possibilidade de competição hegemônica. Florianópolis – SC, 2015. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/134827/sequence=1> Acesso em: 05 mai. 2017.

LEONETTI, Carlos Araujo. (2015). Os Direitos Humanos da Tributação – um caso concreto: o direito à dedução integral dos gastos com medicamentos da base de cálculo do imposto sobre a renda. Florianópolis – SC, 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/seq/n70/0101-9562-seq-70-00235.pdf> Acesso em: 01 mai. 2017.

MARIA, Elizabeth de Jesus e LUCHIEZI JR, Álvaro. (2010). Tributação no Brasil: em busca da justiça fiscal. 1. ed. Brasília: Sindifisco Nacional.

MARTINS, Heloisa Helena T. de Souza. (2014). Metodologia qualitativa de pesquisa. Educação e pesquisa. São Paulo.

MARTINS, Sergio Pinto. (2016). Manual de direito tributário. 15. ed. São Paulo: Saraiva.

MECON (2017). Ministerio de Hacienda y Finanzas Públicas. Disponível em: <https://www.economia.gob.ar/en/>. Acesso em: 21 ago. 2017.

MECON (2017). Ministerio de Hacienda y Finanzas Públicas. La Macroeconomia Argentina 2003-2012. Buenos Aires, 2012. Disponível em: <https://www.economia.gob.ar/basehome/pdf/indicadores.pdf>. Acesso em: 15 set. 2017.

MEDEIROS, Marcelo; SOUZA, Pedro Herculano Guimarães Ferreira; Castro, Fábio Ávila. (2015). A estabilidade da desigualdade de renda no Brasil, 2006 a 2012: estimativa com dados do imposto de renda pesquisas domiciliares. Brasília, 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n4/pt_1413-8123-csc-20-04-00971.pdf> Acesso em: 20 mar. 2017.

MORONA, Odilon Tiago. (2009). Análise comparativa entre os sistemas tributários do Brasil e da Argentina com vistas ao Mercosul. Florianópolis-SC, 2009. Disponível em: <http://tcc.bu.ufsc.br/Economia291552> Acesso em: 13 mai. 2017.

NASSIF, Luis. (2011). A carga tributária e o PIB. Jornal GGN. Disponível em: <https://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/a-carga-tributaria-e-o-pib>. Acesso em: 28 ago. 2017.

NUEVOO.(2017). Salario Contador en Argentina. Disponível em: <https://neuvoo.com.ar/salario/salario-Contador-P%C3%BAblico >. Acesso em: 7 out. 2017.

PAES, Eduardo Sabo; OLIVEIRA, Marcos Oliveira. (2015). Características do Sistema Tributário nos Estados Unidos da América: alguns tópicos relevantes. Revista de Direito Internacional Econômico e Tributário - RDIET, v.10.

PÊGAS, Paulo Henrique. (2017). Manual de contabilidade tributária. 9. ed. São Paulo: Atlas.

PINTO, Fabiana Lopes. (2012). Direito Tributário. São Paulo: Manole.

PRODANOV, Cleber Cristiano. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2.ed. Novo Hamburgo-RS: Feevale.

REZENDE, Fernando Antonio. (2010). Finanças Públicas. 2. ed. São Paulo: Atlas.

RIBEIRO, Osni Moura. (2014). Introdução à contabilidade tributária. 2. ed. São Paulo: Saraiva.

RIR - Regulamento do Imposto de Renda. (1999). RIR-99 – decreto nº 3.000 de 26 de março de 1999. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/d3000.htm> Acesso em: 01 mai.2017.

ROACH, Brian. (2010). Taxes in the United States: History, Fairness, and Current Political Issues. Global Development And Environment Institute, Tufts University, 2010. Disponível em: <http://www.ase.tufts.edu/gdae/education_materials/modules/Taxes_in_the_United_States.pdf> Acesso em: 05 mai. 2017.

SACHSIDA, Adolfo. (2011). Como os impostos afetam o crescimento econômico?. Brasil e Economia, Brasília. Disponível em: <http://www.brasil-economia-governo.org.br/2011/03/16/como-os-impostos-afetam-o-crescimento-economico/> Acesso em: 15 mar. 2017.

TORRES, Ana Kátia Barbosa. (2012). Justiça tributária como pressuposto da justiça social. Fortaleza, abr. 2012. Disponível em: <http://www.uni7setembro.edu.br/periodicos/index.php/revistajuridica/article/view/102> Acesso em: 15 mar. 2017.

TREINTA, Fernanda Tavares; FARIAS FILHO, José Rodrigues; SANT’ANNA, Annibal Parracho; RABELO, Lúcia Mathias. (2012). Metodologia de pesquisa bibliográfica com a utilização de método multicritério de apoio à decisão. Niterói – RJ, 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/prod/2013nahead/aop_prod0312.pdf> Acesso em: 26 mai. 2017.

VARSANO, Ricardo; PESSOA, Elisa de Paula; SILVA, Napoleão Luiz Costa; AFONSO, José Roberto Rodrigues; ARAUJO, Erika Amorim; RAIMUNDO, Julio Cesar Maciel. (1998). Uma análise da carga tributária do Brasil. IPEA, Texto para discussão n° 583, Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_0583.pdf>. Acesso em: 09 out. 2017.

VEJA. (2015). EUA registram em abril o maior superávit fiscal em sete anos. São Paulo, 12 mai. 2015. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/economia/eua-registram-em-abril-o-maior-superavit-fiscal-em-sete-anos/

Downloads

Publicado

23/03/2021

Como Citar

Vargas, J. S., Eckert, A., & Mecca, M. S. (2021). A TRIBUTAÇÃO SOBRE A RENDA DAS PESSOAS FÍSICAS: UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL, ARGENTINA E ESTADOS UNIDOS. Revista UNEMAT De Contabilidade, 9(18). https://doi.org/10.30681/ruc.v9i18.3708

Edição

Seção

Artigos