AFILIAÇÃO PROFISSIONAL DO CONTADOR BRASILEIRO NOS PAÍSES: AUSTRÁLIA, CORÉIA DO SUL, FRANÇA, MÉXICO, PERU, PORTUGAL E REINO UNIDO

Migração Geográfica do Profissional Contábil

Autores

  • Josmária Lima Ribeiro de Oliveira PUC Minas
  • Adélia PUC Minas
  • Carlos Cesar Niero Serra Paiva PUC Minas
  • Filipe Marcel da Silva Paiva PUC Minas
  • Gil Pinto de Oliveira PUC Minas
  • Lidiami dos Santos Peixoto Silva PUC Minas
  • Márcia de Castro PUC Minas
  • Yan Lima de Sousa PUC Minas

DOI:

https://doi.org/10.30681/ruc.v11i21.6429

Palavras-chave:

migração profissional, internacionalização, contador

Resumo

O processo migratório do profissional contábil para outros países é uma realidade pela harmonização contábil e pela atuação em grupos multinacionais presentes no Brasil. Entretanto, a perspectiva de migração ainda permanece desassociada do desenvolvimento profissional, por muitos brasileiros se sujeitarem a vagas de trabalho menos qualificadas para a inserção em outros países. Tal perspectiva pode ocorrer pela desinformação e pela ausência de incentivo nas Instituições de Ensino Superior com baixo nível de internacionalização. Neste ensejo, o objetivo do artigo consiste em descrever os requisitos mínimos exigidos aos profissionais brasileiros, com registro ativo no Conselho Federal de Contabilidade, para o exercício profissional em outros países. Para o desenvolvimento da pesquisa foi adotada a abordagem descritiva com base em dados documentais e entrevistas. Os resultados obtidos elucidam que a migração internacional do profissional contábil passa pela certificação em outros exames profissionais da classe contábil, que demandará compreensão do idioma e em alguns casos, experiência profissional no País. Os países considerados para a análise dos dados foram França, Peru, Austrália, México, Reino Unido, Portugal e Coréia do Sul. A possibilidade de migração internacional representa uma mobilidade ascendente para o profissional contábil em sua condição de vida, sendo esta possível pela atuação do exercício legal do contador nos países considerados diante da harmonização contábil e da integração pelas empresas de auditoria e pela atuação em empresas multinacionais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josmária Lima Ribeiro de Oliveira, PUC Minas

Doutora em Ciência da Informação, mestre em Administração com ênfase em agronegócio, especialização em administração de sistemas de informação, graduação em Ciências Contábeis e Administração.

Adélia, PUC Minas

Bacharel em Ciências Contábeis

Carlos Cesar Niero Serra Paiva, PUC Minas

Bacharel em Ciências Contábeis

Filipe Marcel da Silva Paiva, PUC Minas

Bacharel em Ciências Contábeis

Gil Pinto de Oliveira, PUC Minas

Bacharel em Ciências Contábeis

Lidiami dos Santos Peixoto Silva, PUC Minas

Bacharel em Ciências Contábeis

Márcia de Castro, PUC Minas

Bacharel em Ciências Contábeis

Yan Lima de Sousa, PUC Minas

Bacharel em Ciências Contábeis

Referências

ACCA - the Association of Chartered Certified Accountants. Applied knowledge and applied skills. Disponível em: <https://yourfuture.accaglobal.com/global/en/our-qualifications/fundamentals.html>. Acesso em 10 de maio de 2021.

AUSTRÁLIA. Australian Trade and Investment Commission (Austrade). Disponível em: <https://www.austrade.gov.au/>. Acesso em: 19 abr. 2021.

MQUALITY AUSTRALIA. Contador brasileiro tem espaço na Austrália para desenvolver carreira? Disponível em: <https://www.mquality.com.br/visto/noticia/detalhes/155/Contador-brasileiro-tem-espaco-na-Australia-para->. Acesso em: 19 abr. 2021.

BANCO CENTRAL DO BRASIL. Transferências pessoais – distribuição por país. [On-line] Disponível em: < https://www.bcb.gov.br/estatisticas/tabelasespeciais/>. Acesso em: 16 mai. 2021.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 4 ed. Lisboa: Edições 70, 2008.

BONELLI, Maria da Glória. Origem social, trajetória de vida, influências intelectuais, carreira e contribuições sociológicas de Eliot Freidson. In: FREIDSON, Eliot. Renascimento do profissionalismo: teoria, profecia e política. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1998.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. 2 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

BRASIL. Ministério das Relações Exteriores. Aproveitamento de estudos e revalidação de títulos acadêmicos estrangeiros no exterior. Disponível em: <http://www.dce.mre.gov.br/revalidacao/no_exterior.php>. Acesso em: 19 abr. 2021.

CAVALCANTI, Danival; AQUINO, Luiz et al.. Adequação dos currículos dos cursos de contabilidade das universidades federais brasileiras ao currículo mundial de contabilidade e o desempenho no Enade. Revista Pensar Contábil, 2011,, v. 13, n. 50, p. 42-52. Disponível em: <http://atena.org.br/revista/ojs-2.2.3-06/index.php/pensarcontabil/article/viewFile/905/865>. Acesso em 14 mar. 2021.

CBO. Classificação Brasileira de Ocupações: CBO. 3a ed. Brasília : MTE, SPPE, 2010.

CERTISING EXPLICA – Tudo sobre certificação digital. Disponível em: < https://blog.certisign.com.br/trabalhando-com-contabilidade-no-reino-unido-na-era-do-brexit/>. Acesso em 10 de maio de 2021.

CFC - Conselho Federal de Contabilidade. NBC PG 12 (R2) – Educação profissional continuada - 2018/REVISAO NBC02, publicado em dezembro de 2018. Disponível em: <https://www2.cfc.org.br/sisweb/sre/detalhes_sre.aspx?codigo=2018/REVISAONBC0>. Acesso em: 20 mai. 2021.

CHAROUX, O. M. G. Metodologia: processo de produção, registro e relato do conhecimento. 3. ed. São Paulo: DVS, 2006.

COREIA DO SUL. Korean Law Information Center. Korean Certified Public Accountant Act. Disponível em: <https://law.go.kr/LSW/eng/engLsSc.do?menuId=2&query=CERTIFIED%20PUBLIC%20ACCOUNTANT%20ACT>. Acesso em: 18 de maio de 2021.

CPC. Comitê de Pronunciamentos Contábeis – 2009. Disponível em: <http://www.cpc.org.br/CPC/Documentos-Emitidos/Pronunciamentos>. Acesso em 13 Fev. de 2021.

CUNHA, Fabiano; et al A internacionalização da contabilidade no Brasil. Disponível em: . Acesso em 14 de Março de 2020.

DOMENICONI, Jóice; BAENINGER, Rosana. A imigração internacional recente de “trabalhadores do conhecimento” do Mercosul para o Brasil. Disponível em: http://revistarelap.org/index.php/relap/article/view/45. Acesso em 21 mai 2021.

FRANÇA. Décret n° 2012-432, du 30 mars 2012, relatif à l'exercice de l'activité d'expertise comptable. Journal Officiel Lois et Décrets: nº 78, 31 mar. 2012. Disponível em: <https://www.legifrance.gouv.fr/loda/id/JORFTEXT000025596222/>. Acesso em: 30 mar. 2021.

_______. Ordonnance n° 45-2138, du 19 septembre 1945, portant institution de l'ordre des experts-comptables et réglementant le titre et la profession d'expert-comptable. Journal Officiel Lois et Décrets: nº 222, 21 set. 1945. Disponível em: <https://www.legifrance.gouv.fr/loda/id/JORFTEXT000000698851/>. Acesso em: 30 mar. 2021.

_______. Service Public: Étranger. Entrée d'un étranger en France. Disponível em: <https://www.service-public.fr/particuliers/vosdroits/N105>. Acesso em: 2 abr. 2021.

FREIDSON, Eliot. Para uma análise comparada das profissões: a institucionalização do discurso e do conhecimento formais. RBCS, n 31, ano 11, junho de 1996.

GONZALEZ, Rodrigo Stumpf. O Método Comparativo e a Ciência Política. Revista de Estudos e Pesquisas sobre as Américas, Brasília, v. 2, n. 1, Jan/Jun, 2008.

GOODE, William J. Community within a Community: The Professions. American Journal of Sociology, 1967, v. 72, n. 4, p. 194-200. DOI: 10.2307/2088857. Disponível em: <http://www.jstor.org/discover/10.2307/2088857?uid=3737664&uid=2129&uid=2&uid=70&uid=4&sid=56210559393>. Acesso em: 27 mai. 2021.

IAESB. International Accounting Education Standards Board. Disponível em: <https://www.iaesb.org/>. Acesso em 13 mai. 2021.

IFAC. International Federation of Accountants. Disponível em: <https://www.ifac.org/>. Acesso em 13 maio 2021.

KICPA. The Korean Institute of Certified Public Accountants. Disponível em: <http://www.kicpa.org/portal/default/kicpa/main/en_pc.page>. Acesso em: 18 mai. 2021.

LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A construção do saber: manual de metodologia de pesquisa em ciências humanas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1999.

MERCOSUL. Página Brasileira. O Mercosul na vida do Cidadão. Disponível em: <http://www.mercosul.gov.br/o-mercosul-na-vida-do-cidadao>. Acesso em: 018 Maio. 2021.

OIM – Organização Internacional para Migrações. Perfil migratório do Brasil 2009. Genebra: IOM, 2010. Disponível em: <https://repositoryoim.org/handle/20.500.11788/1454/>. Acesso em: 25 mai. 2021.

OIT - Organização Internacional do Trabalho. Resolución sobre la actualización de la Clasificación Internacional Uniforme de Ocupaciones. Disponível em: < https://www.ilo.org/public/spanish/bureau/stat/isco/docs/resol08.pdf>. Acesso em: 12 fev. 2021.

OLIVEIRA, Josmária Lima Ribeiro. Estudo comparado entre bibliotecários, contadores e analistas de tecnologia da informação: processo de profissionalização e seu efeito na formação, atuação e reconhecimento profissional. (Tese de doutorado) Escola de Ciência da Informação/Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2012.

ORDRE DES EXPERTS-COMPTABLES. Devenir expert-comptable: la reconnaissance des qualifications. Disponível em: <https://www.experts-comptables.fr/la-reconnaissance-des-qualifications>. Acesso em: 2 abr. 2021.

_______. Devenir expert-comptable: le cursus. Disponível em: <https://www.experts-comptables.fr/le-cursus>. Acesso em: 2 abr. 2021.

Os 10 países com os salários mais altos para contadores. Jornal Contábil, Brasil publicado em 22 de Fevereiro de 2018. Sessão 10. Disponível em: < https://www.jornalcontabil.com.br/os-10-paises-com-os-salarios-mais-altos-para-contadores/>. Acesso em 24 de Abril de 2021.

PATARRA, Neide Lopes. Migrações internacionais de e para o Brasil contemporâneo: volumes, fluxos, significados e políticas. São Paulo Perspectiva, 2005, v. 19, n. 3, p. 23-33. DOI: 10.1590/S0102-88392005000300002. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-88392005000300002&script=sci_arttext>. Acesso em: 15 mai. 2021.

PATARRA apud REIS, Rossana Rocha. A política do Brasil para as migrações internacionais. Contexto Internacional, 2011, v. 33, n. 1, p. 47-69. DOI: 10.1590/S0102-85292011000100003. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-85292011000100003&script=sci_arttext>. Acesso em: 16 mai. 2021

PERU. Lei Nº 28948/Decreto Nº 008-93-JUS, de 29 de dezembro de 2016. Lei de institucionalização do Conselho Nacional dos Reitores das Associações Profissionais. El Peruano, 29 dez. 2016. Disponível em: <https://www.ccpcusco.org/archivos/0002-2-leyes-y-normas-sobre-la-junta-de-decanos-de-colegios-de-contadores-pblicos-del-per.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2021.

_____. Lei Nº 28951, de 16 de janeiro de 2007. Lei de profissionalização do contador público e criação de faculdades de contabilidade pública. El Peruano, 16 jan. 2007. Disponível em: http://www.oas.org/juridico/spanish/mesicic3_per_ley28951.pdf >. Acesso em: 03 abr. 2021.

PORTUGAL. Decreto-Lei n.º 452/99, de 05 de Novembro, Estatuto da Ordem dos Contabilistas Certificados. Disponível em: <https://www.pgdlisboa.pt/leis/lei_mostra_articulado.php?nid=743&tabela=leis&somiolo= >. Acesso em: 21 de Maio de 2021.

__________. Lei n.º 140/2015, de 07 de Setembro, Estatuto da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas. Disponível em: <https://dre.pt/home/-/dre/70196967/details/maximized >. Acesso em: 21 de Maio de 2021.

RAUPP, Fabiano Maury; BEUREN, Ilse Maria. Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In: BEUREN, Ilse. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 2006.

REIS, Rossana Rocha. A política do Brasil para as migrações internacionais. Contexto Internacional, 2011, v. 33, n. 1, p. 47-69. DOI: 10.1590/S0102-85292011000100003. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-85292011000100003&script=sci_arttext>. Acesso em: 16 mai. 2021.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 1999.

ROGERS, Pablo. Qualidade da Informação Contábil nos Países do GLENIF: Um Estudo do Conservadorismo Contábil. Anais do XIV Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. São Paulo de 21 a 23 Jul. 2014. Disponível em: <https://congressousp.fipecafi.org/anais/artigos142014/331.pdf.> Acesso em: 24 maio 2021.

SANT’ANNA, Anderson de Souza et al. Competências Profissionais versus Sistemas de Trabalho de Alto Desempenho no Brasil, Rússia, Índia e Taiwan. Base - Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, 2020, v. 17, n. 4, p. 521-544. DOI: 10.4013/base.2020.174.01. Disponível em: <http://revistas.unisinos.br/index.php/base/article/view/base.2020.174.01>. Acesso em: 10 mai. 2021.

SANTOS, Poliana Sá. Análise comparativa do exercício profissional contábil nos Países Membros do Mercosul: um estudo sobre a formação acadêmica,regulamentação da Profissão, requisitos e procedimentos para atuação profissional. (TCC Graduação) Ciências Contábeis - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Vitória da Conquista: UESB, 2018.

SARTORI, Giovani. Comparación y método comparativo. In: SARTORI; Giovanni; MORLINO, Leonardo (org). La comparación em las Ciencias Sociales. Madrid: Alianza Editorial, 1994. p. 29-50.

SILVA, Gustavo Junger da. O reflexo dos deslocamentos internacionais forçados no mercado de trabalho formal brasileiro. Périplos: Revista De Estudos Sobre Migrações, 2020, v. 4, n. 2, p. 156–199. Disponível em: < https://periodicos.unb.br/index.php/obmigra_periplos/article/view/34725/>. Acesso em: 17 mai. 2021.

SUNEDU, Procedimento de reconhecimento de Graus y Títulos. Disponível em <https://www.sunedu.gob.pe/procedimiento-de-reconocimiento-de-grados-y-titulos-extranjeros/>. Acesso em: 10 Abr. de 2021.

TRIVIÑOS, Augusto N. S. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a Pesquisa Qualitativa em Educação. São Paulo: Atlas, 1987.

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

Oliveira, J. L. R. de, de Abreu Costa Surerus, A., Cesar Niero Serra Paiva, C., Marcel da Silva Paiva, F., Pinto de Oliveira, G., dos Santos Peixoto Silva, L., … Lima de Sousa, Y. (2022). AFILIAÇÃO PROFISSIONAL DO CONTADOR BRASILEIRO NOS PAÍSES: AUSTRÁLIA, CORÉIA DO SUL, FRANÇA, MÉXICO, PERU, PORTUGAL E REINO UNIDO: Migração Geográfica do Profissional Contábil. Revista UNEMAT De Contabilidade, 11(21), 160–181. https://doi.org/10.30681/ruc.v11i21.6429

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)