IDENTIFICAÇÃO DAS EXTERNALIDADES AMBIENTAIS: UM ESTUDO EM UMA EMPRESA DO SETOR FRIGORIFICO DE TANGARÁ DA SERRA/MT

Autores

  • Andréia Rezende da Costa Professora do Departamento de Ciências da UNEMAT – Campus de Tangará da Serra
  • Luciênio Rosa e Silva Júnior Mestre em Ciências Ambientais (UNEMAT), Professor do Departamento de Ciências da UNEMAT – Campus de Tangará da Serra

DOI:

https://doi.org/10.30681/ruc.v1i1.752

Resumo

Este artigo discute as externalidades ambientais em uma indústria frigorífica na cidade de Tangará da Serra-MT, com o objetivo de identificar nos relatórios contábeis desta empresa se existem informações relacionadas as externalidades ambientais. A pesquisa segue uma abordagem qualitativa, utilizando como metodologia a revisão bibliográfica, documental e estudo de caso. Os instrumentos de coleta de dados foram: entrevistas através de questionário, roteiros estruturados, observação direta. Para o tratamento e análise dos dados utilizaram-se o método de analise dos documentos. Os resultados demonstraram que as informações a respeito do meio ambiente ficam restritas aos projetos e programas ambientais, não havendo detalhamento de dados quantitativos (o quanto se investe nesses projetos e programas) e qualitativos (qual a melhoria obtida após a implantação dos programas e projetos). Verificou-se que ações começam a ser desenvolvidas para um melhor detalhamento das informações ambientais nos relatórios contábeis. Porém lacunas foram encontradas na configuração do relatório ambiental, como a inexistência do Balanço Social e Ambiental, e ausência de informações a respeito do passivo ambiental e a discriminação das externalidades ambientais.

Referências

BRAGA, Marcio Bobik, PAULANI, Leda Maria. A Nova Contabilidade Social: Uma Introdução à Macro Economia. 3ª ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

BRASIL,Constituição da República Federativa do:Texto Constitucional Promulgado em 5 de Outubro de 1988. Brasília: Senado Federal, Subsecretaria de Edições Técnicas, 2004.

CALLADO, Aldo Leonardo Cunha. A importância da Gestão dos Custos Ambientais <http://www.universoambiental.com.br/novo/artigo-ler-php?canal=4lcanallocal=4ecanalsob2=10 e id=224 e pagina=1. Acesso em: 10 de maio de 2011.

FREIRE, Fátima de Souza (coord).et al. Balanço Social: Teoria e Prática. São Paulo: Atlas, 2001.

FREITAS, V.P. Direito administrativo e meio ambiente. 3ª ed. 2ª tir. Curitiba: Juruá, 2002.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística. Acesso em 09 de março, 2011.

IBRACON- Instituto Brasileiro de Contadores. Normas e Procedimentos de Auditoria –NPA 11- Balanço e Ecologia. 1996.

IUDÍCIBUS, Sergio de, MARTINS, Eliseu, GELBCKE, Ernesto Rubens. Manual de contabilidade das sociedades por ações 5.ed. São Paulo: Atlas, 2000.508 p.

KRAEMER, Maria Elisabeth Pereira. Contabilidade Ambiental: Relatório para um Futuro Sustentável, Responsável e Transparente.< http://www.universoambiental.com.br/Contabilidade/Contabilidade_FuturoSust.htm> Acesso em: 15 março. 2011.

KROETZ, Cezar Eduardo Stevens. Balanço Social: Teoria e Prática. São Paulo: Atlas,2000.

MANKIW, Gregory N. Introdução a Economia. 1. ed. 3. reimpr.Thomson Learning: São Paulo , 2007.

MARQUES, Antônio de Oliveira. Externalidades.< http://www.UFRR.br/coordenadoria -de

imprensa/artigo/externalidades>. Acesso em: 19 set. 2010.

MOURA, Luiz Antônio Abdalla. Economia Ambiental: gestão de custos e investimentos. 2ª. ed. São Paulo: Juarez de Oliveira, 2003.

NASCIMENTO, Luiz Felipe. et al. Gestão Socioambiental Estratégica. Porto Alegre: Bookman, 2008.

PAIVA, Paulo Roberto. Contabilidade Ambiental: Evidenciação dos Gastos Ambientais com Transparência e Focada na Prevenção. São Paulo : Atlas, 2003.

______. Contabilidade Ambiental: Evidenciação dos Gastos Ambientais com Transparência e Focada na Prevenção. São Paulo: Atlas, 2006.

PAZ, Terezinha de Cássia Alves, LIMA, Robernei Aparecido de. A importância do Balanço Social no terceiro setor< http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/balanço social-terceiro setor.htm.2011>. Acesso em 10 de maio, 2011.

PINTO, Anacleto Laurentino. O Balanço Social como Instrumento de Evidenciação de Responsabilidade Social: um estudo no Estado de Santa Catarina. Revista Brasileira de Contabilidade ano XXXIV n. 154, Julho/Agosto. 2005

RIBEIRO, Maisa de Souza. Contabilidade Ambiental. São Paulo: Saraiva, 2005.

______. Contabilidade Ambiental. São Paulo: Saraiva, 2006.

SANTOS, Marcio Gonçalves dos, Análise da Sustentabilidade nas Indústrias Frigorificas Exportadoras de Carne Bovina do Estado de Mato Grosso do SUL- Dissertação de mestrado em Agronegócio-2009 http://www.cbc.UFMS/tedesimplificadoHde-arquivos/7/TDE-2009-05-29T1110162-380/Publico/Marcio/.pdf>. Acesso em 11 de maio,2011.

TINOCO, João E.P. Balanço Social: uma abordagem da transparência e da responsabilidade pública das organizações. São Paulo: Atlas, 2006.

WINTER, Romualdo, Notas sobre a Produção de Suínos e suas externalidades no Município de Toledo< http://sober.org.br/palestra/2/427.pdf>. Acesso em 10 de maio, 2011.

ZEN, Sergio de, et al. Pecuária de corte brasileira: impactos ambientais e emissões de gases de efeito estufa (GEE). http://www.cepea.esalq.usp.br/pdf/cepea-carbono-pecuária-sum.Exec.pdf>. Acesso em 11 de maio, 2011.

Downloads

Publicado

2012-07-31

Como Citar

Costa, A. R. da, & Silva Júnior, L. R. e. (2012). IDENTIFICAÇÃO DAS EXTERNALIDADES AMBIENTAIS: UM ESTUDO EM UMA EMPRESA DO SETOR FRIGORIFICO DE TANGARÁ DA SERRA/MT. Revista UNEMAT De Contabilidade, 1(1). https://doi.org/10.30681/ruc.v1i1.752

Edição

Seção

Artigos