A LÍNGUA E SUAS VARIAÇÕES: UMA BREVE REFLEXÃO

Autores

  • Elizete Dall´Comune Hunhoff UNEMAT

Resumo

O presente trabalho investiga a variedade lingüística como fato real, que não escapa à observação tanto do lingüista quanto do leigo, pois são as diferenças que existem dentro de uma comunidade de fala. Com observações concretas retiradas do contexto social, observa-se que as variações são vistas como conseqüências da evolução e mudanças sócio-culturais e, que se não forem investigadas e estudadas nos meios de ensino, podem ser causas de constrangimento e preconceito pelos usuários do próprio sistema lingüístico.

Referências

ALTMAN, Cristina. A pesquisa lingüística no Brasil.

São Paulo: Humanitas, 1998.

BAGNO, Marcos. A Língua de Eulália: novela

Sociolingüísitca. São Paulo: Contexto, 1999.

BORBA, Francisco da Silva. Pequeno vocabulário

de lingüística moderna. São Paulo: Cia. Ed.

Nacional, 1976.

CABRAL, Leonor Scliar. Introdução à lingüística.

ed. São Paulo: Globo, 1988.

CALLOU, Dinah; LEITE, Ionne. Iniciação à fonética

e à fonologia. Rio de Janeiro: Zahar, 1999.

CAMARA JR, Joaquim Matoso . Estrutura da

língua portuguesa. Petrópolis: 1970.

CAMARA JR, Joaquim Matoso. Dicionário de

lingüística e gramática. Petrópolis: Vozes, 1988.

CAVALIERE, Ricardo. Fonologia e morfologia na

gramática científica brasileira. Niterói: EDUFF, 2000.

MUSSALIN, Fernanda; BENTES, Anna Cristina

(Orgs.). Introdução à Lingüísitca: domínios e

fronteira. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

PINTO, Edith Pìmentel. A língua escrita no Brasil.

São Paulo: Ática, 1988.

PRETI, Dino (Org.). O discurso oral culto. Projetos

Paralelos – 2. São Paulo: Humanitas, 1999.

Downloads

Publicado

12/02/2016

Como Citar

Hunhoff, E. D. (2016). A LÍNGUA E SUAS VARIAÇÕES: UMA BREVE REFLEXÃO. Revista ECOS, 4(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/1016

Edição

Seção

LINGUÍSTICA/ LÍNGUA PORTUGUESA