A produção literária galego-portuguesa: a cantiga de amigo

Autores

  • Karin Elizabeth Rees de Azevedo UNEMAT

Resumo

Entendo a literatura como resultante da atividade psíquica de um povo, o artigo aborda a produção literária, especialmente das cantigas de amigo, como resultantes de uma situação histórico-sociocultural de lutas e transformações que propiciaram o grande desenvolvimento da poesia lírica na Península Ibérica do século XII e XIII. Assim, essa literatura pode ser vista como produto de uma cultura própria, mas que não recusou para a sua formação elementos vindos de fora, sempre que se ajustavam à sua índole

Referências

DUBY,Georges. A Europa na Idade Média. São

Paulo: Martins Fontes, 1988.

DUBY,Georges. Amor e sexualidade no Ocidente.

Portugal: Terramar, 1991.

DUBY,Georges. Idade média, idade dos homens.

Do amor e outros ensaios. São Paulo: Cia. das

Letras, 1990.

LAPA, Rodrigues. Miscelânea de língua e literatura

portuguesa medieval. Rio de Janeiro: MEC/INL ,

______. Das origens da poesia lírica em Portugal

na Idade Média. Lisboa: Seara Nova, 1929.

______. Estudos galego-portugueses. Lisboa: Editora

Sá da Costa, 1979.

______. Lições de Literatura Portuguesa. época

medieval. 8.ed. Coimbra: Coimbra Editora, 1973.

LE GOFF, Jacques. História e memória. 4.ed.

Campinas: Editora da UNICAMP, 1996.

______. Os intelectuais da Idade Média. 4.ed.

São Paulo: Brasiliense, 1995.

______. Para um novo conceito de Idade Média:

tempo, trabalho e cultura no Ocidente. Lisboa:

Editorial Estampa, 1980.

MONGELI, Lênia Márcia de Medeiros et alii. Vozes

do trovadorismo galego-português. Cotia: Íbis,

NASCIMENTO, Jarbas Vargas. Lirismo e

religiosidade no cancioneiro Mariano de AfonsoX,

o sábio. A organização do texto Poético. (Tese de

doutoramento). FFLCH/USP, 1994.

NUNES, Jose Joaquim. Cantigas d’Amigo dos

trovadores galego-portugueses. Biblioteca de

Escritores Portugueses. São Paulo: Livraria Teixeira

Viera Pontes, 1928. Vol. I e II.

PASCHOALIM, Maria Aparecida; ABDALA

JUNIOR, Benjamin. História social da literatura

portuguesa. 4.ed. São Paulo: Ática, 1994.

PAZ, Octavio. Signos em rotação. 3.ed. São Paulo:

Perspectiva, 1996.

PAZ, Octavio. A dupla chama: amor e erotismo.

São Paulo: Siciliano, 1994.

PIMPÃO, Álvares J. da C., Cancioneiro D’el -Rei

Dom Dinis. Coimbra: Livraria Editora Fernando

Pessoa, 1960. (Coleção Literária “Atlântida”).

PIMPÃO, Álvares J. da C. História da literatura

Portuguesa, Coimbra, 1947.Vol. I (séc. XII a XV).

SARAIVA, A. J. LOPES, Oliveira. História da literatura

portuguesa 3.ed. Lisboa: Europa-America,

SARAIVA, A. J. O crepúsculo da Idade Média em

Portugal. Lisboa: Gradiva, 1988.

SPINA, Segismundo. Presença da literatura

portuguesa: era medieval. 2.ed. São Paulo: Difel,

SPINA, Segismundo. Apresentação da lírica

trovadoresca. Rio de Janeiro: Livraria Acadêmica,

Downloads

Publicado

15/02/2016

Como Citar

Azevedo, K. E. R. de. (2016). A produção literária galego-portuguesa: a cantiga de amigo. Revista ECOS, 3(2). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/1025