ESTUDO DO CONTO MEU TIO O IAUARETÊ, DE GUIMARÃES ROSA

Autores

  • Elizandra Hoffmann UNEMAT
  • Lucimaira da Silva Ferreira UNEMAT
  • Marilza Garcia Gomes UNEMAT
  • Agnaldo Rodrigues da Silva

Resumo

Este artigo fará um estudo sobre o conto Meu tio o Iauaretê, de Guimarães Rosa, a fim de discutir questões relacionadas ao mestiço brasileiro, filho de índia com homem branco, decifrando a trajetória que segue dos confins mineiros até a morte. Nessa direção, torna-se importante analisar o narrador, o espaço, o tempo, bem como os elementos linguísticos utilizados na construção narrativa, a fim de compreender a contística produzida por esse notável escritor brasileiro.

Referências

FINAZZI-AGRÓ, Ettore. Um lugar do tamanho do mundo. Belo Horizonte: UFMG, 2001.

GALVÃO, Walnice Nogueira. O impossível retorno: Mitológica rosiana. São Paulo: Atica, 1978, p 13-35.

GUIMARÃES ROSA, João. “Meu tio o Iauaretê”. In: Estas Estórias. 5. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001. p. 191-235

SANTOS, Luzia Aparecida Oliva dos. O percurso da indianidade na literatura brasileira: matizes da figuração, São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009. (p.330-342)

BARBOSA, Pe. A. Lemos. Pequeno vocabulário tupi-português. Rio de Janeiro: São José, 1967.

CAMPOS, Haroldo. “A linguagem do Iauaretê”. In: Metalinguagem e outras metas. São Paulo: Perspectiva, 1992.

SIMÕES, Irene Gilberto. Guimarães Rosa: as paragens mágicas. São Paulo: Perspectiva, 1988.

Downloads

Publicado

05/03/2016

Como Citar

Hoffmann, E., Ferreira, L. da S., Gomes, M. G., & Silva, A. R. da. (2016). ESTUDO DO CONTO MEU TIO O IAUARETÊ, DE GUIMARÃES ROSA. Revista ECOS, 19(2). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/1158

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>