NARRATIVA, TRAUMA E FOTOGRAFIA EM EXTREMAMENTE ALTO & INCRIVELMENTE PERTO (2006), DE JONATHAN SAFRAN FOERNARRATIVE, TRAUMA AND PHOTOGRAPHY IN EXTREMELY LOUD & INCREDIBLY CLOSE (2006), BY JONATHAN SAFRAN FOER/

Autores

  • Ana Carla da Silva Lima Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Sandro Adriano da Silva Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Miguel Heitor Braga Vieira Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Resumo

O romance intitulado Extremamente alto & Incrivelmente perto (2006), escrito pelo norte-americano Jonathan Safran Foer, explora as facetas do trauma e o seu desenrolar em uma narrativa composta por narradores de uma mesma família: duas tragédias históricas, dois traumas ficcionais. Com isso, este trabalho se ateve à trajetória de dois personagens principais, Oskar e Thomas. Tencionamos aproximações entre o trauma e a fotografia e suas inscrições na narrativa, estabelecendo relação com elementos memorialísticos que estão presentes no romance de Foer. Para tanto, no que se refere ao tema do trauma na literatura, utilizaremos os textos de Nestrobski e Seligmann-Silva (2000), e para pensarmos em questões de fotografia e imagem, a base teórica serão os escritos de Susan Sontag (2004), entre outros teóricos.

Biografia do Autor

Ana Carla da Silva Lima, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Mestranda em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Sandro Adriano da Silva, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Doutorando em Literatura na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mestre em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professor Assistente do Departamento de Letras da Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR, campus de Campo Mourão - PR, nas disciplinas de Teoria Literária e Literatura Brasileira

Miguel Heitor Braga Vieira, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Doutor em Letras pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Professor Adjunto do Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Referências

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números). 24. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2009.

CODDE, Philippe UGent. Philomela revisited: Traumatic iconicity in Jonathan Safran Foer's 'Extremely Loud & Incredibly Close'. Studies In American Fiction, 35 (2), 241–254. Disponível em < https://lib.ugent.be/en/catalog/pug01:393246> Acessado em 14 jan. 2019.

DINIZ, Bianca D. Coisas que aconteceram comigo e com todos nós: um estudo sobre o trauma e história na literatura. 2018. Dissertação (Mestrado em Teoria da Literatura). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

FOER, Jonathan Safran. Extremamente alto e incrivelmente perto. Rio de Janeiro: Rocco, 2006.

PORTO, B. Entrevista com Jonathan Safran Foer. O Globo, Rio de Janeiro, 24 jul. 2006. Disponível em http://www.fotolog.com.br/bittersweetdays/15734269/ Acesso: 03 jan. 2019.

SELIGMANN-SILVA, Márcio; NESTROVSKI, Arthur. Catástrofe e representação. São Paulo: Escuta, 2000.

SONTAG, Susan. Sobre fotografia. Trad.: Rubens Figueiredo. São Paulo, SP: Companhia das Letras, 2004.

VANI, João P. O evento 11 de setembro: (re)criação da história no romance Extremely loud and incredibly close (2005), de Jonathan Safran Foer. 128f. Dissertação – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. São José do Rio Preto, 2014. Disponível em: <http://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/122241/000812898.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 17 de jan. 2019.

Downloads

Publicado

30/06/2019

Como Citar

Lima, A. C. da S., Silva, S. A. da, & Vieira, M. H. B. (2019). NARRATIVA, TRAUMA E FOTOGRAFIA EM EXTREMAMENTE ALTO & INCRIVELMENTE PERTO (2006), DE JONATHAN SAFRAN FOERNARRATIVE, TRAUMA AND PHOTOGRAPHY IN EXTREMELY LOUD & INCREDIBLY CLOSE (2006), BY JONATHAN SAFRAN FOER/. Revista ECOS, 26(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/4148

Edição

Seção

LITERATURA