UMA VIDA EM ‘BRANCO’: OS DIÁRIOS DE LÚCIO CARDOSO/A LIFE IN ‘WHITE’: LUCIO CARDOSO’S DIARIES

Autores

  • Daniele Ribeiro Fortuna Universidade Unigranrio

Resumo

Neste artigo, apresentamos os resultados da análise dos diários de Lúcio Cardoso. Oscilando entre alegria e tristeza, entre a fé e a desesperança, Cardoso expõe suas mazelas pessoais em seu texto e, constantemente, reflete sobre o seu trabalho e também sobre o seu próprio diário. Pouco se refere à sua condição de homossexual, mas seu silêncio permite perceber, como o autor mesmo aponta, uma tendência à autodestruição. Em uma das passagens de seu diário, Lúcio Cardoso afirma que escreve para que o escutem. Entretanto, por meio de sua leitura, é possível perceber um jogo de silenciamento e fala. Sobre o que Cardoso quer falar e o que quer silenciar? A análise utilizará como escopo teórico principalmente estudos sobre melancolia: FREUD (2017), LIMA, (2017), SCLIAR (2003) e LE BRETON (2018).

Biografia do Autor

Daniele Ribeiro Fortuna, Universidade Unigranrio

Docente do Programa de Humanidades Culturas e Artes da Universidade Unigranrio, Doutora em Letras.

Referências

CARDOSO, Lúcio. Diários; organização Ésio Macedo Ribeiro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

DAMASCENO, Beatriz. Lúcio Cardoso em corpo e escrita. Rio de Janeiro: Eduerj, 2012.

FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização. Vol. XXI. In: _______. Obras psicológicas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1996.

__________. Luto e melancolia. São Paulo: Cosac Naify, 2017.

KRISTEVA, Julia. O sol negro: depressão e melancolia. Rio de Janeiro: Rocco, 1989.

LE BRETON, David. Do silêncio. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

__________. Desaparecer de si: uma tentação contemporânea. Petrópolis: Vozes, 2018.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico: De Rousseau à Internet. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.

LIMA, Luiz Costa. Melancolia: literatura. São Paulo: Editora Unifesp, 2017.

PAIXÃO, Roseane Cristina da. Quando a arte imita a vida: ficção e memória nos diários de Lucio Cardoso e Walmir Ayala. 2011. 209 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Letras. Universidade Federal de São João Del Rey, São João Del Rey, 2011.

SCLIAR, Moacyr. Saturno nos trópicos – a melancolia européia chega ao Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

Downloads

Publicado

30/06/2019

Como Citar

Fortuna, D. R. (2019). UMA VIDA EM ‘BRANCO’: OS DIÁRIOS DE LÚCIO CARDOSO/A LIFE IN ‘WHITE’: LUCIO CARDOSO’S DIARIES. Revista ECOS, 26(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/4150

Edição

Seção

LITERATURA