AQUISIÇÃO DA SÍLABA COMPLEXA NA SÍNDROME DE DOWN: HÁ ESPECIFICIDADE?/ACQUISITION OF COMPLEX SYLLABLE IN DOWN SYNDROME: IS THERE SPECIFICITY?

Autores

  • Micheline Ferraz Santos UNEMAT
  • Nirvana Ferraz Santos Sampaio UNICAMP
  • Carla Salati Almeida Ghirello-Pires UNICAMP/ UESB

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar resultados referentes ao acompanhamento da aquisição na escrita/oralidade do ataque ramificado (Consoante-Consoante-Vogal/CCV) de uma criança com Síndrome de Down, MV, com a finalidade de intervir no desenvolvimento da escrita e da oralidade dessa criança no que se refere à sílaba CCV. Para tanto, consideramos que todas as crianças podem aprender se lhes forem dadas as condições necessárias. Para análise das estruturas silábicas, buscamos aporte teórico no modelo fonológico não-linear para explicar o padrão silábico do português do Brasil. As intervenções foram realizadas no Laboratório de Neurolinguística, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Brasil. Os dados foram qualitativamente analisados. Os resultados mostram que MV, com a mediação do outro, vem adquirindo autonomia na aquisição da oralidade e escrita das palavras que tenham a sílaba CCV, o que desperta um olhar para o sujeito e sua linguagem para além da condição sindrômica.

Biografia do Autor

Micheline Ferraz Santos, UNEMAT

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

Nirvana Ferraz Santos Sampaio, UNICAMP

Doutora em Linguística pela UNICAMP, professora do quadro permanente do PPGLin/UESB.

Carla Salati Almeida Ghirello-Pires, UNICAMP/ UESB

Doutora em Linguística pela UNICAMP, professora do quadro permanente do PPGLin/UESB.

Referências

ABAURRE, M. B. M. Dados da escrita inicial: Indícios de constituição da hierarquia de constituintes silábicos? In C. L. M. Hernandorena (Ed.), Aquisição de língua materna e de língua estrangeira: Aspectos fonético-fonológicos (pp. 63-85). Pelotas: EDUCAT. 2001.

ABAURRE, M. B. M.; COUDRY, M. I. H. Em torno de sujeitos e de olhares. In: Estudos da Lingua(gem), v.6, n.2, p.171-191, Vitória da Conquista, 2008.

BISOL, L. A sílaba e seus constituintes. In: ABAURRE, M.B. A construção fonológica da palavra. São Paulo: Contexto. 2013.

BISOL, L. Os constituintes prosódicos. In: BISOL, Leda. Introdução a estudos de fonologia do português brasileiro. Porto Alegre: Edipucrs. 2ª Ed. 1999.

CÂMARA JÚNIOR, J. M. Estrutura da Língua Portuguesa. 5 ed. Rio de Janeiro: Vozes (1970) 18ª edição, consultada 1988.

COLLISCHONN, G. A sílaba em Português. In: BISOL, Leda. Introdução a estudos de fonologia do português brasileiro. Porto Alegre: Edipucrs. 2ª Ed. 1999.

CUNNINGHAM, C. Síndrome de Down: uma introdução para pais e cuidadores. Porto Alegre. Artmed, 2008.

GINZBURG, C. Sinais: Raízes de um paradigma indiciário. In: _____. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. p. 143-180.

KATO, M. A. No Mundo da Escrita: Uma Perspectiva Psicolingüística. 2ed. São Paulo: Ática, 1987.

KOTIK-FRIEDGUT, B. Development of the Lurian Approach: A Cultural Neurolinguistic Perspective. In: Neuropsychology Review, Vol. 16, No. 1, March 2006.

LURIA, A. L. Fundamentos de Neuropsicologia. Tradução de Professor Juarez Aranha Ricardo. 2ed. São Paulo. Ed. da Universidade de São Paulo, 1981.

MIRANDA, A.R.M. Aspectos da escrita esponta?nea e da sua relac?a?o com o conhecimento fonolo?gico. In: LAMPRECHT, Regina. Aquisic?a?o da Linguagem: estudos recentes no Brasil, Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007.

MIRANDA, A.R.M. A grafia de estruturas sila?bicas complexas na escrita de crianc?as das se?ries iniciais. In Sheila Z. de Pinho (Org.) Formac?a?o de Educadores: o papel do educador e sua formac?a?o. Sa?o Paulo : Unesp, 2009, p.409-426.

MUSTACCHI, Z.; ROZONE, G. Síndrome de Down: aspectos clínicos e odontológicos. São Paulo: CID, 1990.

NOVAES-PINTO, Rosana do Carmo. Cérebro, linguagem e funcionamento cognitivo na perspectiva sócio-histórico-cultural: inferências a partir do estudo das afasias. In: Letras de Hoje, 2012,v. 47, p.55-64, jan./mar. Porto Alegre.

SANTOS, M.F. A apropriação da estrutura silábica CCV na oralidade e na escrita de MV. Dissertação em Linguística. Dissertação. (Mestrado em Linguística). Programa de Pós-Graduação em Linguística. UESB. Vitória da Conquista, BA. 2018.

SANTOS, M. F. ; SAMPAIO, N. F. S. Aquisição da Escrita por crianças com síndrome de Down e Construções Intermediárias. In: Anais da XXIV Jornada Nacional do Grupo de Estudos Linguísticos do Nordeste, 2016, Recife/PE. XXVI

SANTOS, M.F.; GHIRELLO-PIRES, C. S. A. ; SAMPAIO, N. F. S. . A singularidade na escrita inicial de MV. In: Anais do XII Colóquio Internacional do Museu Pedagógico, Estado, Política e Sociedade: Está o Mundo de Ponta Cabeça? Vitória da Conquista: UESB. 2017.

SANTOS, M. F.; PACHECO, V. A relação entre som e letra e seus desvios na aquisição da língua escrita: uma investigação fonético-fonológica - um estudo de caso. Estudos da Linguagem IV. Vitória da Conquista: Edições UESB, 2007, v. 4, p. 57-72.

SELKIRK, E. O. The syllable. In: VAN DER HULST, H.; SMITH, N. (Org.). The struture of phonological representations (part II). Dordrecht: Foris, 1982.

SCHANE, A. Sanford. Fonologia Gerativa. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1975.

SCHWARTZMAN, J.S. et al. Síndrome de Down. São Paulo: Ed. Mackenzie. 1999.

SOARES, M. Alfabetização: a questão dos métodos. São Paulo: Contexto. 2017

VYGOTSKI, L. S. Fundamentos de defectologia. Obras Escogidas. Tomo V. Madrid. Visor Dist. 1997.

VYGOTSKY, L. S. Obras escogidas: fundamentos de defectologia.Trad. e Julio Guilhermo Blank. Madrid: Visor. 1989.

VYGOTSKY, L. S. Formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1932- 1933/1983.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

VIGOTSKI, L. S. (1995). Obras Escogidas III: Problemas del desarrollo de la psique. Madrid: Visor. (Originalmente publicado em 1927).

WISNIEWSKI, K, E.; KIDA, E. Abnormal neurogenesis and synaptogenesis in Down syndrome brain. Development Brain Dysfuncion, 17. 1994

Downloads

Publicado

30/06/2019

Como Citar

Santos, M. F., Sampaio, N. F. S., & Ghirello-Pires, C. S. A. (2019). AQUISIÇÃO DA SÍLABA COMPLEXA NA SÍNDROME DE DOWN: HÁ ESPECIFICIDADE?/ACQUISITION OF COMPLEX SYLLABLE IN DOWN SYNDROME: IS THERE SPECIFICITY?. Revista ECOS, 26(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/4171

Edição

Seção

LINGUÍSTICA/ LÍNGUA PORTUGUESA