O PAPEL DE RUI KNOPFLI NA REVISTA CALIBAN E NO SISTEMA LITERÁRIO MOÇAMBICANO/RUI KNOPFLI'S ROLE IN CALIBAN MAGAZINE AND THE MOZAMBICAN LITERARY SYSTEM

Autores

  • Ana Mafalda Leite Universidade de Lisboa
  • Vanessa Riambau Pinheiro Universidade Federal da Paraíba (PPGL/UFPB)

Resumo

Os objetivos deste trabalho visam numa primeira parte compreender a complexidade do poeta Rui Knopfli, enquanto um autor híbrido, cuja identidade é perpassada pela relação de pertença que ele estabelece com Moçambique, apesar de uma certa desvinculação ideológica e estética do sistema literário moçambicano. Num segundo momento o trabalho procura descrever a importância da revista literária Caliban, tendo em conta o papel fundamental do poeta moçambicano na sua organização, ao antecipar uma partilha plural de propostas estéticas para a literatura moçambicana, que vem a concretizar-se anos mais tarde no período pós-colonial.

Palavras-chave: Caliban; Moçambique;Rui Knopfli;Poesia;Literatura.

Biografia do Autor

Ana Mafalda Leite, Universidade de Lisboa

Professora Doutora da Universidade de Lisboa (FLUL)

Vanessa Riambau Pinheiro, Universidade Federal da Paraíba (PPGL/UFPB)

Professora Doutora da Universidade Federal da Paraíba (PPGL/UFPB)

Referências

ANDERSON, B. Comunidades Imaginadas: reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. São Paulo, Companhia das Letras, 2008.

APPIAH, A.K. Na casa do meu pai: a África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro, Contraponto, 1997.

BHABHA, H. K. 1998. O local da cultura. Belo Horizonte, Ed. da UFMG.

BORGES, E. A política cultural em Moçambique após a Independência (1975-1982). “In” Peter Frye (Org), Moçambique: ensaios ( Rio de Janeiro, UFRJ Editora, 2001),

SAÚTE, N. LISBOA, E. SOPA, A. (orgs). Caliban Edição Facsimilada. Maputo: Instituto Camões Centro Cultural Português,1997.

CHABAL, P. Vozes moçambicanas: literatura e nacionalidade. Lisboa, Vega, 1994.

CUNA, A. Entrevista concedida a Vanessa Riambau Pinnheiro, co-autora deste estudo. Maputo, 10 mar. 2017.

CANDIDO, A. A formação da literatura brasileira. Belo Horizonte, Itatiaia, 1981.

FALCONI, J. Fronteiras Líquidas:Lettereratura e identitànella poesia su Ilha de Moçambique. Napoli: UniversitàDegliStudidi Napoli L’Orientale, 2006.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro, DP&A, 2011.

HALL, S. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte, Editora da UFMG, 2003.

KNOPFLI, R. Antologia poética. Belo Horizonte, UFMG, 2010.

LEITE, A.M. Cenografias Pós-Coloniais & Estudos sobre Literatura Moçambicana. Lisboa: Colibri, 2018.

MENDONÇA, F. Literatura moçambicana nas dobras da escrita. Maputo,Ndjira, 2011.

MONTEIRO, F. O país dos outros. A poesia de Rui Knopfli. Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 2003.

NOA, F. Literatura moçambicana: memória e conflito. Maputo, Eduardo Mondlane, 1997.

ROCHA, A. Moçambique História e Cultura. Maputo: Texto Editores, 2006.

ROCHA, I. Catálogo dos Periódicos e Principais Seriados Editados em Moçambique (1854-1975). Maputo: CEDIMO, 1980.

RIBEIRO, F. SOPA, A. 140 Anos de Imprensa em Moçambique. Maputo: AMOLP, 1996.

SAID, R. O delito da palavra – notas para regulamentação do discurso próprio de um poeta acocorado. “In”: LISBOA, Eugênio (Org.). Poetas de Moçambique. Belo Horizonte, Editora UFMG, 2010

SHAKESPEARE, W. The Tempest. USA: Robert Langbaum edition, 1998.

Downloads

Publicado

02/01/2021

Como Citar

Leite, A. M., & Pinheiro, V. R. (2021). O PAPEL DE RUI KNOPFLI NA REVISTA CALIBAN E NO SISTEMA LITERÁRIO MOÇAMBICANO/RUI KNOPFLI’S ROLE IN CALIBAN MAGAZINE AND THE MOZAMBICAN LITERARY SYSTEM. Revista ECOS, 29(2). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/5104

Edição

Seção

LITERATURA