AS CONTRIBUIÇÕES DO ROMANCE DE FORMAÇÃO NA MODA DE VIOLA PARA COMPREENSÃO DO ÊXODO RURAL

Autores

  • Jean Carlo Faustino

Resumo

Este artigo tem o objetivo de retomar e concluir parcialmente uma reflexão sobre o romance de formação na música caipira (mais especificamente na moda de viola) iniciada a partir de um artigo publicado em 2012 com título O romance de formação (bildungsroman) na moda de viola: literatura e sociedade na música caipira tendo sido posteriormente retomado no artigo Entre a formação e a desilusão: literatura e sociedade na moda de viola.
Essas reflexões sobre o tema correspondem a um desdobramento da perspectiva teórica da moda de viola enquanto literatura, apresentada nos dois últimos congressos da ABRALIC e desenvolvida na tese de doutorado em sociologia O Êxodo Cantado. Já a conclusão parcial dessas reflexões corresponde à conclusão desta tese, defendida recentemente na UFSCar fechando, assim, um ciclo de reflexões acadêmicas sobre o assunto.

Referências

BAKHTIN, Mikhail Mjkhailovitch. Estética da criação verbal. Tradução de Maria Emsantina Galvão G. Pereira. São Paulo: Livraria Martins Fontes Editora Ltda. 2ª edição, 1997.

CANDIDO, Antonio (1977). Os Parceiros do Rio Bonito: estudo sobre o caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida. São Paulo. Livraria Duas Cidades Ltda. 1977, 4ª edição.

DUARTE, Eduardo de Assis. Jorge Amado e o Bildungsroman proletário. Revista da Associação Brasileira de Literatura Comparada, v.2, p. 157-64, 1994.

DURHAN, Eunice R (1984). A caminho da cidade: a vida rural e a migração para São Paulo. Editora Perspectiva. 3ª edição.

FAUSTINO, Jean Carlo. A moda de viola enquanto literatura in Escritos Culturais – Literatura, Arte e Movimento. Ed. Unemat/De Liz. Cáceres e Cuiabá, MT, 2011.

FAUSTINO, Jean Carlo. O Romance de Formação (bildungsroman) na Moda de Viola: Literatura e Sociedade na Música Caipira. Revista Ecos, Vol. 12, Nº 01, 2012. Disponível em http://www.unemat.br/revistas/ecos/?link=edicoes&vol=Mg==FAUSTINO, Jean Carlo. Entre a formação e a desilusão: literatura e sociedade na moda de viola. Revista Ecos, Vol. 15, Nº 01A, 2013. Disponível em http://www.unemat.br/revistas/ecos/docs/v_15/7_Pag_Revista_Ecos_V-15_N-01_A-2013.pdf

FAUSTINO, Jean Carlo. O Êxodo Cantado: a formação do caipira para a modernidade. 2014. 196 p. Tese (Doutorado em Sociologia) – Departamento de Pós-graduação em Sociologia, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2014.

LUKÁCS, Georg. A teoria do romance: um ensaio histórico-filosófico sobre as formas da grande épica. São Paulo: Livraria Duas Cidades/Editora 34, 2000.

MAAS, W. P. M. D ; ZANELA, A. A. ; ISSA, G. M. S. I. . O Bildungsroman no Brasil. Modos de apropriação. Anais do X Congresso Internacional da ABRALIC, 2006, Rio de Janeiro.

MASS, Wilma Patrícia Marzari Dinardo. O cânone mínimo: o Bildungsroman na história da literatura. São Paulo: Editora da UNESP. 2000.

MARTINS, José de Souza. Capitalismo e Tradicionalismo. São Paulo. Livraria Pioneira Editora. 1975.

WILLIAMS, Raymond. Marxismo e literatura. Tradução de Waltensir Dutra. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1979.

Downloads

Publicado

15/09/2014

Como Citar

Faustino, J. C. (2014). AS CONTRIBUIÇÕES DO ROMANCE DE FORMAÇÃO NA MODA DE VIOLA PARA COMPREENSÃO DO ÊXODO RURAL. Revista ECOS, 16(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/54