O ESCRITOR ENQUANTO LEOA SONÂMBULA

Autores

  • Pires Laranjeira

Resumo

O romance Gradiva, de W. Jensen, serviu para Freud analisar o papel do delírio, do sonho e da fantasia na construção das obras de arte ou, de outro modo, para analisar como o escritor projetou no livro algumas das suas fantasias e desejos inconscientes. A partir desse estudo, a psicanálise ganhou a sua carta de alforria na interpretação literária. Nesta breve comunicação, não é ainda possível efetuar uma leitura psicanalítica de um qualquer livro de Mia Couto, mas apenas ensaiar uma aproximação entre alguns dos seus trechos discursivos e dois problemas permanentes da sua criação literária: a escrita como resolução existencial e como sedução do outro, sobretudo da outra, a mulher.

Referências

ANZIEU, Didier et alii, Psicanálise e linguagem. Do corpo à palavra, Lisboa, Moraes, 1979.

ASSOUN, Paul-Laurent, Lefantasme, 2ª ed., Paris, Anthropos, 2010.

COPPO, Piero, Lesguérisseurs de la folie. Histoiresduplateaudogon. Ethnopsychiatrie, Le Plessis-Robinson, InstitutSynthélabopourleProgrès de laConnaissance, 1998.

COUTO, Mia, O outro pé da sereia, Lisboa, Caminho, 2006.

COUTO, Mia, A confissão da leoa, Lisboa, Caminho, 2012.

COUTO, Mia, Idades, cidades, divindades, Lisboa, Caminho, 2007.

COUTO, Mia, Tradutor de chuvas, Lisboa, Caminho, 2011.

FOUCAULT, Michel, Histoire de lasexualité I. La volonté de savoir, Paris Gallimard, 2011.

FOUCAULT, Michel, Histoire de la folie, Paris, Gallimard, 1972.

FREUD, Sigmund, Délire et rêvesdansla “Gradiva” de Jensen, Paris, Gallimard, 1981.

GOEPPERT, Sebastien e Herma, Linguagem e psicanálise, São Paulo, Cultrix, 1980.

GROS, Frédéric, Foucault et la folie, Paris, PUF, 1997.

JAMISON, KayRedfield, Tocados pelo fogo. A doença maníaco-depressiva e o temperamento artístico, Colares, Pedra da Lua, 2007.

LACAN, Jacques, Écrits I e II, Paris, Seuil, 2002 e 1971.

LACAN, Jacques, Lesquatreconceptsfondamentaux de lapsychanalyse. Le Séminaire, Livre XI, Paris, Seuil, 2010.

LACÔTE-DESTRIBATS, Christiane, O inconsciente. Uma exposição para compreender, um ensaio para refletir, São Leopoldo/Rio Grande do Sul, UNISINOS, 2007.

NASIO, J.-D., Cinqleçonssur la théorie de Jacques Lacan, Paris, Payot, 2010.

SPIVAK, GayatriChakravorty, Les subalternespeuvent-ellesparler?, Paris, Amsterdam, 2009.

Downloads

Publicado

15/09/2014

Como Citar

Laranjeira, P. (2014). O ESCRITOR ENQUANTO LEOA SONÂMBULA. Revista ECOS, 16(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/58