A CASA EM RUÍNAS COMO REPRESENTAÇÃO DO CONFLITO FAMILIAR NOS ROMANCES OS DOIS IRMÃOS, DE GERMANO ALMEIDA, E DOIS IRMÃOS, DE MILTON HATOUM

Autores

  • Antonio Aparecido Mantovani UNEMAT

Resumo

O diálogo esumo: entre a literatura brasileira e a caboverdiana não se esgota nas décadas de 30 e 40. Este pode ser observado até a atualidade e com extensão para outras regiões brasileiras, além do Nordeste. A partir desta reflexão, este estudo tem como objetivo investigar, dentro do macrossistema literário de língua portuguesa e no âmbito das relações literárias contemporâneas entre Brasil e Cabo Verde, as tensões das personagens a partir da casa nos romances Os dois irmãos, de Germano Almeida, e Dois irmãos, de Milton Hatoum. Nessas obras, a casa, distante de sua função de aconchego, em vez de ser uma das maiores (forças) de integração (BACHELARD, 2000, p.26), transforma-se num ambiente hostil, que impõe o conflito fraterno que se estende aos espaços em seu entorno.

Referências

ALMEIDA, G. de. Os dois irmãos. 2.ed. Lisboa: Editorial

Caminho, 1995.

______. A ilha fantástica. Lisboa: Editorial Caminho, 1994.

ALMEIDA, H. Hatoum, O salto da vida para a arte. Jornal

da Tarde, São Paulo, sábado, 8 jul. 2000. p.6.

ARCE, B. C. Tempo, sentidos e paisagem: os trabalhos da

memória em dois romances de Milton Hatoum. In: CRISTO,

Maria da Luz Pinheiro de (Org.). Arquitetura da memória:

ensaios sobre os romances Dois Irmãos, Relato de um Certo

Oriente e Cinzas do Norte de Milton Hatoum. Manaus:

Editora da Universidade Federal Amazonas / UNINORT,

p.inicial e final.

BACHELARD, G. A poética do espaço. São Paulo: Martins

Fontes, 1996.

CANDIDO, A. A personagem do romance. In: ______. A

personagem de ficção. 9.ed. São Paulo: Perspectiva, 1992.

______. Degradação do espaço. Revista de Letras, Assis, v.

, p. 7-36, 1972.

CARREIRA, A. Cabo Verde: classes sociais, estrutura familiar,

migrações. Lisboa: Ulmeiro, 1977.

CRISTO, M. da L. P. de. Arquitetura da memória: ensaios

sobre os romances Dois Irmãos, Relato de um Certo Oriente

e Cinzas do Norte de Milton Hatoum. Manaus: Editora da

Universidade Federal Amazonas; Manaus: UNINORT, 2007.

______. Relato de uma cicatriz: a construção dos narradores

dos romances Relato de um Certo Oriente e Dois Irmãos.

212f. Tese (Doutorado em Literatura Brasileira) –

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas,

Universidade de São Paulo, São Paulo.

FREIRE, J. A. T. Entre construções e ruínas: uma leitura do

espaço amazônico em romances de Dalcídio Jurandir e

Milton Hatoum. 2006. 235f. Tese (Doutorado em Literatura

Brasileira) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências

Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

GANDARA, P. Construindo Germano Almeida: a consciência

da desconstrução. Lisboa: Nova Vega, 2008.

GOMES, S. C. Amar Cabo Verde. Disponível em:

www.simonecaputogomes.com>. Acesso em: 24.jan.2008.

______. Uma recuperação de raiz: Cabo Verde na obra de

Daniel Filipe. Praia: Instituto Caboverdiano do Livro e do

Disco, 1993.

HATOUM, M. Dois irmãos. São Paulo: Companhia das

Letras, 2000.

MARIANO, G. Cultura caboverdiana: ensaios. Lisboa: Vega,

(Coleção: Palavra Africana).

PADILHA, L. C. O espaço do desejo: uma leitura de A ilustre

casa de Ramires de Eça de Queirós. Rio de Janeiro: EDUFF,

POULET, G. O espaço proustiano. Tradução de Ana Luiza

B. Martins Costa. Rio de Janeiro: Imago, 1992. (Biblioteca

Pierre Menard).

SPÍNOLA, D. Evocações. Praia: Instituto da Biblioteca

Nacional e do Livro, 2004. v.1.

TOLEDO, M. P. M. e F. de. Entre olhares e vozes: foco

narrativo e retórica em Relato de um certo oriente e Dois

irmãos, de Milton Hatoum. São Paulo: Nankin Editorial,

TOMACHEVSKI, B. Thematique. Teoria da literatura: os

formalistas russos. In: TOLEDO, Dionísio de Oliveira. (Org.).

Porto Alegre: Editora Globo, 1971.

Downloads

Publicado

11/02/2016

Como Citar

Mantovani, A. A. (2016). A CASA EM RUÍNAS COMO REPRESENTAÇÃO DO CONFLITO FAMILIAR NOS ROMANCES OS DOIS IRMÃOS, DE GERMANO ALMEIDA, E DOIS IRMÃOS, DE MILTON HATOUM. Revista ECOS, 9(2). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/935