"O LODO" E SEU SUBSTRATO FANTÁSTICO

Autores

  • Irene Severina Rezende UNEMAT

Resumo

O presente estudo procura situar o conto “O lodo” do brasileiro Murilo Rubião, dentro da literatura fantástica. Trata-se de um texto crítico, provocativo, que apresenta uma realidade que se situa por detrás da aparência imediata e desafia as relações lógico-causais do racionalismo ocidental. A experiência do insólito é tratada, após o exame dos estudos desse tipo de relato, como um locus privilegiado, onde a dúvida se instala em benefício da lucidez do homem na sociedade.

Referências

ARRIGUCCI JÚNIOR, Davi. Outros achados

e perdidos. Rio de Janeiro: Companhia das

Letras, 1999.

_______. O escorpião encalacrado: a poética

da destruição em Julio Cortázar. São Paulo:

Companhia das Letras, 1995.

______. Enigma e comentário: ensaios sobre

literatura e experiência. São Paulo: Companhia

das Letras, 1987.

BESSIÈRE, Irène. Le récit fantastique: la poetice

de l’incertain. Paris: Librairie Larousse, 1974. (Col.

Thèmes et Textes).

BROMBERT, Victor. Em louvor de anti-heróis.

Tradução de José Laurenio de Melo. São Paulo:

Ateliê Editorial, 2001.

CANDIDO, Antonio. A personagem de ficção.

ed. Perspectiva, 1998. (Col. Debates nº 01).

______. Literatura e sociedade: estudos de

teoria e história literária: figuras e temas da

Moderna Literatura Européia. 8 ed. São Paulo: T.

A. Queiroz, 2000.

CHIAMPI, Irlemar. O realismo maravilhoso. São

Paulo: Perspectiva, 1980. (Col. Debates nº 160).

CASTEX, Jean-Pierre Georges. Le conte

phantastique en France de Nodier à

Maupassant. Paris: Corti, 1951.

COELHO, Nelly Novaes. O conto de fadas. 2.

ed. São Paulo: Ática, 1991.

ENCYCLOPAEDIA BRITANNICA do Brasil.

Publicações Ltda. Cia. de São Paulo. São Paulo:

Melhoramentos, 1997.

J. A. de GRANVILLE, Ponce. Entrevista em O

pirotécnico Zacarias. 19. ed. São Paulo: Ática, 1998.

JOUVE, Vicent. A leitura. Tradução de Brigitte

Hervor. São Paulo: UNESP, 2002.

LUFT, Lia. Pensar é transgredir. Rio de janeiro:

Record, 2004.

MORIN, Lise. La nouvelle fantastique

québécoise de 1960 à 1985: entre le hasard

et la fatalité. Québec: Nuit Blanche Éditeur, 1996.

RUBIÃO, Murilo. O convidado: contos. 2.ed.

Prefácio de Jorge Schwartz. São Paulo: Quiron, 1979.

______. Contos reunidos. São Paulo: Ática,

______. O pirotécnico Zacarias. 16 ed. São

Paulo: Ática, 1993.

SANT’ANNA, Affonso Romano de. O canibalismo

amoroso. São Paulo: Brasiliense, 1984.

SCHNEIDER, Marcel. Histoire de la littérature

fantastique en France (1964). Paris: Fayard, 1985.

SCHWARTZ, Jorge. Murilo Rubião: a poética do

Uroboro. São Paulo: Ática, 1981. (Col. Ensaios n.74).

TODOROV, Tzvetan. Introdução à literatura

fantástica. Tradução de Maria Clara Correa

Castello. 2 ed. São Paulo: Perspectiva, 1992. (Col.

Debates n.98).

______. As estruturas narrativas. 4 ed. São

Paulo: Perspectiva, 2003. (Col. Debates nº 14).

Downloads

Publicado

11/02/2016

Como Citar

Rezende, I. S. (2016). "O LODO" E SEU SUBSTRATO FANTÁSTICO. Revista ECOS, 8(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/950