O LUGAR DA EMOÇÃO NO ENCONTRO ETNOGRÁFICO: CARLOS CASTANEDA E A LINGUAGEM DA DIFERENÇA

Autores

  • Frederico César Barbosa de Oliveira

Resumo

O objetivo central deste artigo é discutir as experiências emocionais dos antropólogos com “seus” nativos, utilizando uma abordagem lingüística do encontro etnográfico considerando, sobretudo, o encontro etnográfico como uma linguagem própria. Assim, me proponho a tomar as experiências descritas por Carlos Castaneda em seus livros, com “seu” informante Dom Juan, sobretudo, como uma grande metáfora capaz de nos dizer algo de mais geral sobre essa relação com a diferença e com a emoção.

Referências

AUSTIN, J.L. How to Do Things With Words.

Cambridge: Harvard University Press, 1962.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da

linguagem. 11. ed. São Paulo: Hucitec, 2004.

BERGER, Peter; LUCKMANN, Thomas. A

construção social da realidade. 3. ed. Petrópolis:

Vozes. 2001.

BORGES, Antonádia. Tempo de Brasília. Rio de

Janeiro: Relume Dumará, 2003.

BURKE, Peter. A arte da conversação. São Paulo:

Editora Unesp, 1995.

CASTANEDA, Carlos. A erva do diabo. 22. ed.

Rio de Janeiro: Record, 1995.

______. Viagem a Ixtlan. 15. ed. Rio de Janeiro:

Nova Era, 1997.

CRAPANZANO, Vincent. Tuhami: Portrait of a

Moroccan. Chicago: The University of Chicago

Press, 1980.

______. The Self The Third and Desire. In: ______.

Hermes Dilemma and Hamlet’s Desire: On the

Epistemology of Interpretation. Cambridge:

Harvard University Press, 1992. p. 70 - 81.

______. Self Characterization. In: ______. Hermes

Dilemma and Hamlet’s Desire: On the Epistemology

of Interpretation. Cambridge: Harvard University

Press, 1992.

DURKHEIM, Émile; MAUSS, Marcel. Algumas

formas primitivas de classificação. In: MAUSS,

Marcel (Org.). Ensaios de sociologia. São Paulo:

Perspectiva, 1903. p. 399 – 455.

GEERTZ, Clifford. A arte como um sistema

cultural. In: ______. O saber local. Petrópolis:

Vozes, 1997. p. 142 – 181.

______. Clifford. Obras e vidas: o antropólogo

como autor. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2002.

JAKOBSON, Roman. Selected Writings. Paris:

Mouton, 1971.

LEACH, Edmund. Ritualisation in Man. In: HUGHJONES,

Stephen; LAIDLAW, James (Eds.). The

Essential Edmund Leach. New Heaven: Yale

University Press, 1966. p. 158-165.

LEENHARDT, Maurice. Do Kamo: Person and Myth

in the Melanesian World. Chicago: The University

of Chicago Press, 1979.

MAUSS, Marcel. Esboço de uma teoria geral da

magia. In: ______. Sociologia e Antropologia. São

Paulo: Cosac & Naify, 2003. p. 49 – 181.

PEIRCE, Charles. Philosophical writings of Peirce.

New York: Dover Publications, 1955.

SANTOS, Ana Flávia M. Peirce e o beijo no asfalto.

In: PEIRANO, M. (Org.). O dito e o feito. Rio de

Janeiro: Relume Dumará, 2002. p. 43 – 57.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de lingüística

geral. São Paulo: Editora Cultrix, 2002.

SILVA, Cristhian Teófilo da. Borges, Belino e Bento:

a fala ritual entre os tapuios de Goiás. São Paulo:

Annablume, 2002.

TAMBIAH, Stanley J. Culture Thought and Social

Action: An Anthropological Perspective.

Cambridge: Harvard University Press, 1985.

______. Relations of Analogy and identity. Toward

multiple Orientations to the World. In: OLSON,

D.; TORRANCE, N. (Eds.). Modes of Thought:

Explorations in Culture and Cognition. New York:

Cambridge University Press, 1996. p. 34 – 52.

Downloads

Publicado

11/02/2016

Como Citar

Oliveira, F. C. B. de. (2016). O LUGAR DA EMOÇÃO NO ENCONTRO ETNOGRÁFICO: CARLOS CASTANEDA E A LINGUAGEM DA DIFERENÇA. Revista ECOS, 5(2). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/997

Edição

Seção

LINGUÍSTICA/ LÍNGUA PORTUGUESA