O Estilo das poesias de Adélia Prado

Autores

  • Ana Paula Oliveira Pereira UNEMAT

Palavras-chave:

Literatura, Bagagem, Estilo, Simplicidade

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar as poesias “Para comer depois” e “Janela” de Adélia Prado de seu livro Bagagem publicado em 1976.  A poetisa se destacou por depositar em sua escrita os valores tradicionais que foram perdidos com o decorrer dos anos pela modernidade, ela ressalta em suas poesias a forma de ver a vida, o que resulta no diferencial por seu estilo único.  Tomamos como base teórica O demônio da Teoria de Antoine Compagnon, focando no capítulo V que aborda especificamente sobre “Estilo”

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Oliveira Pereira, UNEMAT

Acadêmica da 8ª fase do curso Letras/Português pela Universidade do Estado de Mato Grosso-UNEMAT, campus de Pontes e Lacerda

Referências

COMPAGNON, Antoine. O demônio da teoria: Literatura e senso comum/ Antoine Compagnon; tradução de Cleonice Paes Barrero Mourão. – Belo Horizonte: Ed.UFMG,1999

POEMA DE HOJE -Para Comer Depois- Adélia Prado. Universidade Livre do Alvito <https://universidadelivredoalvito.xyz/poema-de-hoje-para-comer-depois-adelia-prado/ > Acessado em: 05 de agosto. de 2023.

SALVÁ, Camila; DIEDRICH, Andressa, O cotidiano nos versos de Adélia Prado. Instituto Ling. < https://institutoling.org.br/explore/o-cotidiano-nos-versos-de-adelia-prado > Acessado em 05 de agosto. de 2023

JANELA. Poetisarte < https://poetisarte.com/autores/adelia-prado/janela/> Acessado em 06 de agosto. 2023.

TODOROV,Tzvetan. A literatura em perigo. Rio de Janeiro. DIFEL, 2009.

Downloads

Publicado

2023-11-16

Como Citar

Oliveira Pereira, A. P. (2023). O Estilo das poesias de Adélia Prado. Revista Fronteira Digital, 1(10). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/fronteiradigital/article/view/11876