PRÁTICAS DO OFÍCIO DOS MÚSICOS: MEMÓRIAS E TRAJETÓRIAS NOS ESPAÇOS SOCIAIS DE CÁCERES NA DÉCADA DE 1980

Autores

  • Rylton Marcus Alves Sodré

Palavras-chave:

Músico, Conjuntos musicais, Linguagem, Representação Social.

Resumo

Este artigo se pauta por uma investigação sobre a música como linguagem de entretenimento que articula práticas sociais e culturais, revelando comportamentos individuais e coletivos no contexto histórico da década de 1980, na cidade de Cáceres/MT. O trabalho se viabiliza pela análise de registros escritos, especialmente as notícias veiculadas na imprensa local sobre os eventos musicais da época. Entretanto, o foco das investigações toma como suporte documental as narrativas orais de três atores envolvidos, com a preocupação de discutir a representação que o músico faz de si e para si mesmo, bem como para as outras pessoas, analisando a convivência desse profissional com instituições e clubes sociais, como também expõem condutas pessoais que dão a conhecer o ofício de músico como algo distintivo nas manifestações socioculturais da cidade.

Biografia do Autor

Rylton Marcus Alves Sodré

Esc. Est. Profª Francisca de Souza Alencar - EEFSA - Nova Olímpia/MT.

Downloads

Como Citar

Sodré, R. M. A. (2014). PRÁTICAS DO OFÍCIO DOS MÚSICOS: MEMÓRIAS E TRAJETÓRIAS NOS ESPAÇOS SOCIAIS DE CÁCERES NA DÉCADA DE 1980. História E Diversidade, 4(1), 19. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/historiaediversidade/article/view/156