USOS DO PASSADO : A HISTÓRIA DA GUERRA DO PARAGUAI NOS MANUAIS DIDÁTICOS DURANTE O REGIME MILITAR NO BRASIL E STROESSNER NO PARAGUAI

Autores

  • Bruna Reis Afonso Bruna Reis Afonso Graduanda Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Guerra do Paraguai - Manuais escolares - Regimes autoritários.

Resumo

A proposta desse trabalho é analisar comparativamente as versões sobre a Guerra do Paraguai ou Guerra de la Triple Alianza  presentes nos manuais didáticos produzidos durante o governo Stroessner no Paraguai (1954-1989) e militar no Brasil (1964-1985), compreendendo qual o enfoque dado ao conflito num contexto de autoritarismo e valorização do nacionalismo.

Referências

ESPÍNOLA, Florinda et al. Mi Manual 4. Asunción: Editorial F.V.D, 1961

GASTAL, Maria de Lourdes. Estudos Sociais e Naturais. São Paulo: F.T.D, 1970

GUBETICH, Hugo Ferreira. Manual Paraguayo de sexto grado. Argentina: Ediciones Nizza, 1960

MELO, Valdyr Jansen. ABC da Admissão. Curitiba: FTD, 1968.

B. Bibliográficas

AMARAL E SILVA, R. A. Brasil–Paraguai: marcos da política pragmática na reaproximação bilateral, 1954-1973 – Um estudo de caso sobre o papel de Stroessner e a importância de Itaipu. 2006. Dissertação Mestrado em Relações Internacionais. Brasília Universidade de Brasília. Ronaldo Alexandre do Amaral e Silva.

BELO, André. História & livro e leitura. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

BENÍTEZ, Luis G. Historia de la educación paraguaya. Asunción- Paraguay. s/d.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de História Fundamentos e Métodos. São Paulo: Cortez, 2011.

BREZZO, Liliana M. El Paraguay en cinco momentos historiográficos: retos y perspectivas. In:CASAL, J; WHIGHAM, T. Paraguay: El nacionalismo y la Guerra – Actas de las primeras jornadas de Historia del Paraguay em la Universidad de Montevideo. Asunción: Servilibro, 2009. p. 66

CARDOZO, Efraím. Breve Historia del Paraguay. Asunción: Servilibro, 2011

CHOPPIN, Alain. O Manual escolar uma falsa evidência histórica. História da Educação, ASPHE/FaE/UFPel, [online] Jan/Abr 2009. Pelotas, v. 13, n. 27 p. 9-75,. Disponível word wide web: : <http://seer.ufrgs.br/asphe/article/view/29026>

DORATIOTO, Francisco. 2004. América do Sul em Armas – Nova luz sobre a Guerra do Paraguai. Revista Nossa História, São Paulo, 13 : 18-23

___________. Maldita Guerra: nova história da Guerra do Paraguai. São Paulo: Companhia das Letras, 2002

FRAGA, Rosendo. 2004. América do Sul em Armas – Uma guerra e muitas visões. Revista Nossa História, São Paulo, 13: 42-44

FONSECA, Selva Guimarães. Caminhos da História Ensinada. Campinas: Papirus, 2005.

FREITAS, Itamar. Livro didático de história: definições, representações e prescrições de uso. IN: OLIVEIRA, Almir Félix Batista de; OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de. Livros didáticos de História: escolhas e utilizações. Natal: EDUFRN, 2009.

GATTI JR, Décio. A escrita escolar da história: livro didático e ensino no Brasil (1970-1990). Bauru/Uberlândia: Edusc/Edufu, 2004.

GERMANO, J. W. Ordem e progresso: o discurso político sobre a educação no Brasil autoritário. Cadernos do CEDES (UNICAMP) [online] 2008, v. 28, p. 313-332,. Disponível word wide web: : <http://incubadora.ufrn.br/index.php/req/article/view/732>

HORAK, Carmen Quintana de. La educación escolar en el Paraguay: apuntes para una Historia. Asunción: Centro de Estudios Paraguayos Antonio Guasch. s/d.

KRAFZIK, M.L. de A. Acordo MEC/USAID – A Comissão do Livro Técnico e do Livro Didático–COLTED (1966/1971). 2006. . Dissertação Mestrado em Educação. Rio de Janeiro. Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Maria Luiza de Alcântara Krafzik

MENEZES, Alfredo da Mota. A Guerra é nossa: a Inglaterra não provocou a Guerra do Paraguai. São Paulo: Contexto, 2012

MORAES, Ceres. Paraguai: a consolidação da ditadura Stroessner (1954-1963). Porto Alegre: EDIPUCRS, 2000.

MUNAKATA, Kazumi. História que os livros didáticos contam, depois que acabou a ditadura militar no Brasil. IN: FREITAS, Marcos Cezar (org.). Historiografia brasileira em perspectiva. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2012

ORTOLAN, Fernando Loris. 2004. América do Sul em Armas – Guerreiras Paraguaias. Revista Nossa História, São Paulo, 13: 40

PEREIRA, Mateus Henrique de Faria ; HERMETO, Miriam . O ensino de história entre o dever de memória e o trabalho de memória: representações da ditadura militar em livros didáticos de história. LPH (UFOP) [online] 2009, v. 19, p. 93-142. Disponível word wide web: : <http://www.ichs.ufop.br/lph/images/stories/REVISTA_LPH_n_19_-_2.pdf>

PEREIRA, N. M. ; SEFFNER, F. 2008. . O que pode o ensino de história? Sobre o uso de fontes na sala de aula. Anos 90 (UFRGS. Impresso), (15): 113-128.

PRADO, Maria Ligia Coelho. 2005. Repensando a história comparada da América Latina. Revista de História [online] 2005, São Paulo, Departamento de História –FFLCH-USP, (153) : 11-33, 2º semestre. Disponível na word wide web: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=285022042002>

SALLES, A. A Guerra do Paraguai na literatura didática: um estudo comparativo. 2011. Dissertação Mestrado em História. João Pessoa. Universidade Federal da Paraíba. André Mendes Salles.

Downloads

Publicado

08/12/2014

Como Citar

Afonso, B. R. (2014). USOS DO PASSADO : A HISTÓRIA DA GUERRA DO PARAGUAI NOS MANUAIS DIDÁTICOS DURANTE O REGIME MILITAR NO BRASIL E STROESSNER NO PARAGUAI. História E Diversidade, 5(2), 17. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/historiaediversidade/article/view/224

Edição

Seção

ENSINO DE HISTÓRIA E HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: CAMINHOS DE PESQUISA (PARTE II)