A EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA PARAENSE A PARTIR DOS DISCURSOS DE PROPAGANDAS DE COLÉGIOS DO INÍCIO DO SÉCULO XX

Autores

  • Welington da Costa Pinheiro Universidade Federal do Pará - UFPA
  • Laura Maria da Silva Araújo Alves Este estudo tem por objetivo analisar os discursos materializados em propagandas de colégios, veiculadas na primeira década do século XX, procurando evidenciar a história da educação da infância no estado do Pará, deste recorte temporal. Foram analisados, a partir da perspectiva analítico-discursiva de Bakhtin, seis exemplares de propagandas, que foram coletadas do jornal “Folha do Norte”, um dos mais representativos impressos do período em tela. Notou-se, por meio das análises e discussões, que os discursos expressos nas propagandas estavam relacionados, principalmente, à higiene dos e nos colégios, ao desenvolvimento de um físico forte e robusto nas crianças, à formação do caráter e da moral nos alunos, à construção de um ideário de civilidade, à ênfase a ocupação de papeis sociais pré-estabelecidos para meninos e meninas, entre outros.

Palavras-chave:

História da educação, Discurso, Propagandas, Infância

Resumo

Este estudo tem por objetivo analisar os discursos materializados em propagandas de colégios, veiculadas na primeira década do século XX, procurando evidenciar a história da educação da infância no estado do Pará, deste recorte temporal. Foram analisados, a partir da perspectiva analítico-discursiva de Bakhtin, seis exemplares de propagandas, que foram coletadas do jornal “Folha do Norte”, um dos mais representativos impressos do período em tela. Notou-se, por meio das análises e discussões, que os discursos expressos nas propagandas estavam relacionados, principalmente, à higiene dos e nos colégios, ao desenvolvimento de um físico forte e robusto nas crianças, à formação do caráter e da moral nos alunos, à construção de um ideário de civilidade, à ênfase a ocupação de papeis sociais pré-estabelecidos para meninos e meninas, entre outros.

Referências

ALMEIDA, J. S. A feminização do magistério ao longo do século XX no Brasil. In: SAVIANI, D. et al, O legado educacional do século XX no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2006,p.59-102.

BAKHTIN, M.(VOLOCHINOV) Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Editora Hucitec, 1997.

COELHO, M. O. 2008. A Escola Primária no Estado do Pará (1920-1940). Tese de Doutorado em História. São Paulo,USP.

GHIRALDELLI JR. P. Educação Física Progressista: a pedagogia crítico-social dos conteúdos e a educação física brasileira. São Paulo: Edições Loyola, 2007.

LOURO, G. L., Gênero, Sexualidade e Educação: Uma perspectiva pós estruturalista. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1997.

MALANGA, E. Publicidade: uma introdução. 3. ed.São Paulo: Atlas, 1979.

MELO, C. N. 2008. Participação de mulheres na história da escola mista no Pará – 1870/1901. Tese de Doutorado em Educação. Rio Grande do Norte, UFRN.

NAGLE, J. Educação e Sociedade na Primeira República. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária / Rio de Janeiro: Fundação Nacional de Material Escolar, 1976.

SANDMANN, . A linguagem da propaganda. 8. ed. São Paulo: Contexto, 2005.

SANT’ANNA, A. Propaganda: teoria, técnica e prática. São Paulo: Pioneira, 1998.

SOUZA, G. Os jardins de infância públicos no início do século XX. In: SOUZA, G. (Orgs.). Educar na infância: perspectivas histórico-sociais. São Paulo: Contexto, 2010, p. 123-140.

SOUZA, R.F.R., F. A militarização da infância: Expressões do nacionalismo na cultura brasileira. IN: caderno cede ano XX, n. 52 p. 104-121, novembro/2000.

VERÍSSIMO, J. A educação nacional. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1985.

Downloads

Publicado

05/12/2014

Como Citar

Pinheiro, W. da C., & Alves, L. M. da S. A. (2014). A EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA PARAENSE A PARTIR DOS DISCURSOS DE PROPAGANDAS DE COLÉGIOS DO INÍCIO DO SÉCULO XX. História E Diversidade, 5(2), 19. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/historiaediversidade/article/view/235

Edição

Seção

ENSINO DE HISTÓRIA E HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: CAMINHOS DE PESQUISA (PARTE II)