O SAPATO É MENOR QUE O PÉ: A MISÉRIA HUMANA EM PLÍNIO MARCOS E SAMUEL BECKETT

Autores

  • Dimas Evangelista Barbosa Junior
  • Agnaldo Rodrigues da Silva

DOI:

https://doi.org/10.30681/real.v7i01.172

Resumo

O recorte que pretendemos estudar no presente artigo visa a encontrar as semelhanças e dessemelhanças entre as obras cênicas Dois Perdidos Numa Noite Suja, de Plínio Marcos, e Esperando Godot, de Samuel Beckett, no que concerne a representação da miséria humana. Além disso, a partir dos textos escolhidos para a interpretação, propusemo-nos a investigar em quais medidas as condições socioculturais e históricas influíram possivelmente na escritura dos respectivos autores.

Referências

BECKETT, Samuel. Esperando Godot. Disponível em: <http://static.recantodasletras.com.br/arquivos/4410393.pdf?1375229203> . Acesso em: 13 set. 2013.

BOAL, Augusto. Teatro do Oprimido e Outras Poéticas Políticas. 6ª edição. Civilização Brasileira: Rio de Janeiro, 1991.

CANDIDO, Antonio et. al. A personagem de ficção. 5º Edição. São Paulo: Perspectiva. 1976.

ESSLIN, M. O Teatro do absurdo. Tradução de Bárbara Heliodora. Rio de Janeiro: Zahar, 1961.

______, Martin. Uma anatomia do drama. Tradução de Barbara Heliodora. Rio de Janeiro: Zahar, 1986.

ROSELFELD, Anatol. O Teatro Épico. 6ª edição. São Paulo: Perspectiva, 2011.

______, Anatol. Texto/Contexto I. 5º Edição. São Paulo: Perspectiva. 1996.

Downloads

Publicado

01/08/2014

Como Citar

Barbosa Junior, D. E., & Silva, A. R. da. (2014). O SAPATO É MENOR QUE O PÉ: A MISÉRIA HUMANA EM PLÍNIO MARCOS E SAMUEL BECKETT. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 7(01), 78–88. https://doi.org/10.30681/real.v7i01.172