A MUTIMODALIDADE PRESENTE NO CONTO E RECONTO DE HISTÓRIAS POR PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS: UMA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

Autores

  • Ana Claudia Reis Bittencourt UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDONÓPOLIS- UFR
  • Adinael Junhor Pereira da Trindade UFR
  • Clésia Guimarães dos Santos UFR

DOI:

https://doi.org/10.30681/real.v14i1.4870

Resumo

O presente artigo foi resultado do trabalho de conclusão de curso de especialização em Atendimento Educacional Especializado e Psicomotricidade. Por se tratar de uma especialização voltada ao atendimento educacional especializado, esse artigo teve por objetivo mostrar a multimodalidade presente nos contos e recontos realizados por pessoas e/ou crianças com deficiência. Na realização da pesquisa, optou-se pela revisão bibliográfica. Percebemos a existência de poucos trabalhos discutindo multimodalidade e deficiência. Em nosso estudo, analisamos resultados de pesquisas feitas com públicos distintos, sendo participantes: criança com deficiência sensorial visual, sem patologias associadas, bem como participantes adultos com deficiência intelectual na qual apresentam diferentes níveis de deficiência. Visando uma melhor estruturação teórico-metodológica, essa pesquisa alicerçou-se nas ideias de autores como Marcuschi, Nascimento, Marconi e Lakatos, Araújo e outros. Ao concluir o estudo, percebemos que os sujeitos fizeram usos que vários aspectos multimodais, bem como a leitura de imagens. Outro ponto importante, foi a possibilidade de compreender como a linguagem está atrelada a gesticulação e como o uso desses aspectos multimodais se fazem presentes nos contos e recontos de narrativas realizadas por pessoas com deficiências.

Referências

ARAÚJO, Jesiane Maria de Sena. O conto e o reconto de histórias como forma de desenvolvimento do sujeito com deficiência intelectual. 2015. 150 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Pau dos Ferros, 2015. Disponível em:http://www.uern.br/controledepaginas/defesas2015ppgl/arquivos/3856dissertacao_de_jesiane_maria_de_sena_araujo.pdf. Acesso em: 01 mar. 2020.

DICHER, Marilu; TREVISAM, Elisaide. A jornada histórica da pessoa com deficiência: inclusão como exercício do direito à dignidade da pessoa humana. PUC, São Paulo, SP, [200?]. Disponível em: http://publicadireito.com.br/artigos/?cod=572f88dee7e2502b. Acesso em: 05 jan. 2020.

FALCÃO, Rosineide Costa. Multimodalidade e produção de sentidos em narrativas oirais infantis. 89 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Linguagem) - Universidade Católica de Pernambuco, Pernambuco, 2014. Disponível em: http://tede2.unicap.br:8080/bitstream/tede/808/1/rosineide_costa_falcao.pdf. Acesso em: 09 ago. 2019.

FIGUEIRA, E. Caminhando no silêncio: uma introdução à trajetória das pessoas com deficiência na História do Brasil. São Paulo: Giz, 2008.

FONTE, R.; CAVALCANTE, M. Situações dialógicas entre mãe e filho cego em aquisição da linguagem: relações de não-sintonia. In: CAVALCANTE, M. (Org.). Modalidade em aquisição da linguagem. [S. l: s. n.], 2010.

GAGLIARI, L. C. Prosódia: algumas funções dos supra-segmentos. Cadernos de Estudos Linguísticos. Campinas, SP, v. 23, p. 137-151, 1992.

GARCIA, Vinicius Gaspar; MAIA, Alexandre Gori. A inclusão das pessoas com deficiência e/ou limitação funcional no mercado de trabalho brasileiro em 2000 e 2010 – Panorama e mudanças em uma década. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 18, Lindóia, SP, 2012. Anais... Lindóia, SP: ABEP, 2012. Disponível em: http://livrozilla.com/doc/536031/%E2%80%9Ca-inclus%C3%A3o-das-pessoas-com-defici%C3%AAncia-e-ou---abep. Acesso em: 08 jan. 2020.

GERHADT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo (orgs.). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: UFRGS, 2009. Disponível em: http://www.ufrgs.br/cursopgdr/downloadsSerie/derad005.pdf. Acesso em: 06 ago. 2019.

GOSSI, Maria Elisa de Araújo. A literatura infantil pelo olhar da criança. 2018. 253 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018. Disponível em: https://docplayer.com.br/141136159-Universidade-federal-de-minas-gerais-faculdade-de-educacao-maria-elisa-de-araujo-grossi-a-literatura-infantil-pelo-olhar-da-crianca.html. Acesso em: 04 abr. 2020.

GUGEL, Maria Aparecida. Pessoas com Deficiência e o Direito ao Trabalho. Florianópolis: Obra Jurídica, 2007.

HEIDEGGER, Martin. O Ser e o Tempo. Petrópolis: Vozes, 2000.

MARCONI, Mariana de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa. In:¬¬¬¬__. Técnicas de pesquisa 7. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Da fala para escrita: atividade de retextualzação. São Paulo: Cortez, 2010.

NASCIMENTO, Christiane Gleice Barbosa de Farias. Multimodalidade em narrativas de reconto de histórias: um estudo de caso de uma criança cega. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Linguagem) - Universidade Católica de Pernambuco, Pernambuco, 2015. Disponível em: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/813. Acesso em: 09 ago. 2019.

RODRIGUES, Ana Paula Neves; LIMA, Cláudia Araújo de. A história da pessoa com deficiência e da educação especial em tempos de inclusão. Interritórios. Caruaru, PE, v. 3, n. 5, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/interritorios/article/view/234432. Acesso em: 10 abr. 2020.

SILVA, Gisele gama. Multimodalidade na sala de aula: um desafio. PUC. Rio de janeiro, RJ, p. 1-15, 2008. Disponível em: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/12655/12655.PDFXXvmi=. Acesso em: 06 abr. 2020.

Downloads

Publicado

30/07/2021

Como Citar

Bittencourt, A. C. R., Trindade, A. J. P. da, & Santos, C. G. dos. (2021). A MUTIMODALIDADE PRESENTE NO CONTO E RECONTO DE HISTÓRIAS POR PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS: UMA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 14(1), 49–61. https://doi.org/10.30681/real.v14i1.4870