Pichação: uma análise da paisagem linguística no centro da cidade de Manaus

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/real.v14.4965

Resumo

A prática da pichação na cidade de Manaus compreende diferentes modos de interação com a sociedade, utilizando dos muros de casas e prédios como suporte para uma expressão artística ou crítica. O presente estudo dedica-se à análise dos aspectos linguísticos presentes nas pichações do Centro e localidades adjacentes de Manaus e, para isso, a pesquisa baseia-se em uma coleta de material com cerca de cento e vinte imagens realizadas. Dessa forma, destaca-se a importância da pichação como uma prática de uso da linguagem, a partir de perspectivas de autores das áreas da Linguística e das Artes Plásticas, tais como Eni Puccinelli Orlandi e Gustavo Lassala.

Biografia do Autor

Laíza Bezerra Maciel, Universidade Federal do Amazonas

Acadêmica do curso de Letras Língua e Literatura Portuguesa na Universidade Federal do Amazonas

Referências

AZEREDO, José Carlos de. Gramática Houaiss da Língua Portuguesa. 3 ed. São Paulo: Publifolha, 2013.

AZEVEDO, Vinicius Moraes de. A carreira da pichação em etapas de (des)envolvimento. Revista Habitus: Revista de Graduação em Ciências Sociais do IFCS/UFRJ, Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, p. 41-51, jul 2014. Semestral. Disponível em <https://revistas.ufrj.br/index.php/habitus/article/viewFile/11451/8401>. Acesso em: mar. 2020.

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

FERNANDES, Eliane Marquez da Fonseca. Pichações: discursos de resistência conforme foucault. Acta Scientiarium: Language and Culture, Maringá, v. 33, ed. 2, p. 241-249, 2011. DOI 10.4025/actascilangcult.v33i2.13864. Disponível em: <http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciLangCult/article/viewFile/13864/13864>. Acesso em: jul. 2020.

FRANCO, Sérgio Miguel. Iconografias da metrópole: grafiteiros e pichadores representando o contemporâneo. 2009. 175 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. DOI 10.11606/D.16.2009. tde-18052010-092159. Disponível em: <https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/ 16136/tde-18052010-092159/pt-br.php.>. Acesso em: abr. 2020.

GITAHY, Celso. O que é graffiti. 1 ed. São Paulo: Editora brasiliense, 1999.

LABOV, William. Padrões Sociolinguísticos. Tradução de M. Bagno, M. M. P. Scherre; C. R. Cardoso. São Paulo: Parábola Editorial, 2008 [1972].

LASSALA, Gustavo. Em nome do pixo: a experiência social e estética do pichador e artista Djan Ivson. 2014. 102 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2014. Disponível em: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2554#preview-link0. Acesso em: abr. 2020.

LASSALA, Gustavo. Pichação não é pixação: uma introdução à análise de expressões gráficas urbanas. 2 ed. São Paulo: Altamira Editorial, 2017.

MOLLICA, Maria Cecília. Fundamentação teórica: conceituação e delimitação. In: MOLLICA, Maria Cecília; BRAGA, Maria Luiza (Orgs.). Introdução à sociolinguística: o tratamento da variação. 4 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2019. p. 9-14.

MAINGUENEAU, Dominique. Discurso e análise do discurso. Tradução de Sírio Possenti. 1 ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2015.

MONTEIRO, José Lemos. Para Compreender Labov. 1 ed. Petrópolis: Vozes, 2000.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de discurso: princípios & procedimentos. São Paulo: Pontes, 2002.

PICHAÇÃO. In: DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus, 2020. Disponível em: <https://www.dicio.com.br/pichacao/>. Acesso em: mar. 2020.

PICHAÇÃO. In: DICIONÁRIO da Língua Portuguesa. Lisboa: Priberam Informática, 2020. Disponível em: <https://www.dicionario.priberam.org/pichação/>. Acesso em: mar. 2020.

SOUZA, Tania C. Clemente. Sociolinguística e Análise do Discurso. In: MOLLICA, Maria Cecília; FERRAREZI JUNIOR, Celso (Orgs.). Sociolinguística, Sociolinguísticas: uma introdução. São Paulo: Editora Contexto, 2016. p. 123-133.

VIEIRA, Jones. A galera do xarpi carioca. 2009. 126 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Comunicação Social) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: https://pantheon.ufrj.br/bitstream/11422/2191/3/JVCOSTA.pdf. Acesso em: maio 2020.

Downloads

Publicado

30/12/2021

Como Citar

Maciel, L. B. (2021). Pichação: uma análise da paisagem linguística no centro da cidade de Manaus. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 14(2), 34–54. https://doi.org/10.30681/real.v14.4965