AS PRÁTICAS DE LINGUAGEM POR MEIO DA LEITURA NO DOCUMENTO DE REFERÊNCIA CURRICULAR PARA O ENSINO FUNDAMENTAL (ANOS FINAIS) DO ESTADO DE MATO GROSSO: REFLEXÕES CRÍTICAS SOBRE FORMAÇÃO INICIAL E CONTÍNUA DE PROFESSORES DE LÍNGUAS

Autores

  • Graciene Verdécio de Gusmão Universidade do Estado de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.30681/real.v15.6150

Palavras-chave:

Documento de Referência Curricular para o Ensino Fundamental (Anos Finais) do estado de Mato Grosso. Componente curricular Língua Portuguesa. Leitura. Formação de professores de línguas.

Resumo

A presente pesquisa teve como objetivo analisar como se apresenta o eixo leitura no Documento de Referência Curricular para o Ensino Fundamental (Anos Finais) (MATO GROSSO, 2018c) do estado de Mato Grosso, bem como que proposta de ensino de leitura literária está presente no campo artístico-literário no referido documento. Esta pesquisa é de caráter qualitativo-interpretativista (BOGDAN; BIKLEN, 1994; ANDRÉ, 1995), constituída pela análise de conteúdo (MORAES, 1999), cujo objeto de investigação foi o documento (SÁ-SILVA, 2009). O corpus foi instituído por recortes de trechos do Documento de Referência Curricular para o Ensino Fundamental (Anos Finais) do estado de Mato Grosso concernentes à Linguagens e Língua Portuguesa do Ensino Fundamental Anos Finais (6º ao 9º ano) e pelos quadros objetos de conhecimento e habilidades do eixo Leitura do Campo Artístico-Literário. Esta pesquisa enquadra-se na área de Linguística Aplicada, uma vez que ela nos possibilita uma visão interdisciplinar e teve como fundamentação teórica conceitos de leitura (KLEIMAN, 1993; LEFFA, 1996, 1999; GARCEZ, 2000; BAJARD, 2002; ROJO, 2004, 2006; CAFIERO, 2005; ALBUQUERQUE; PAZ, 2006; FUZA, 2010; LIMA, 2015) e formação de professores de línguas (PONTE 1998; BARCELOS 2001; TARDIF, 2002; SILVA 2013; GUSMÃO 2018). Os resultados abalizaram que, a concepção de linguagem assumida por este documento de caráter normativo, é enunciativo-discursiva, em consenso com os prognósticos da Base Nacional Comum Curricular e dos documentos e orientações curriculares elaborados nas últimas décadas. Quanto à proposta de ensino de leitura literária assinalada no campo artístico-literário no referido documento, envolvem os aspectos cognitivo, apreciativo e metalinguístico, sendo uma atividade de experiência com os gêneros literários de Mato Grosso e os multíplices gêneros literários. E, por fim, esta pesquisa contribui para um diálogo crítico na área de formação de professores de línguas, pois foi possível identificar, também, que a formação inicial e contínua devem possibilitar momentos de reflexão crítica aos profissionais de línguas, neste novo momento da educação básica brasileira, analisando dentre os múltiplos aspectos da área de linguagem apresentados no documento de referência para o Ensino Fundamental (Anos Finais) do estado de Mato Grosso, as práxis de linguagem por meio da leitura, no intento de preparar esses professores para a almejada inovação no currículo escolar de nosso estado. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRÉ, M. E. D. A. Etnografia da prática escolar. Campinas, Papirus, 1995.

BARCELOS, A. M. F. Metodologia de pesquisa das crenças sobre aprendizagem de línguas: estado da arte. Revista Brasileira de Lingüística Aplicada, v.1, n.1, p.71-92. 2001.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma Introdução à teoria e aos métodos. Coleção da Educação. Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm.> Acesso em: 29/03/2021.

GUSMÃO, G. V. O processo de aprendizagem de Língua Inglesa presente em narrativas de docentes: uma análise à luz do construto de crenças e formação docente de línguas. Caminhos em Linguística Aplicada, v. 18, n.1, p. 157-186. 2018.

MORAES, Roque. Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v.22, n. 37, p.7-32, 1999.

PONTE, JP da. Da formação ao desenvolvimento profissional. Lisboa, 1998.

SÁ-SILVA, J. R.; ALMEIDA, C. D.; GUINDANI, J. F. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais. Ano I, n. 1, julho de 2009.

SILVA, K. A. Linguística Aplicada, crenças e formação de professores na contemporaneidade. In: SANTOS, L. I. S.; SILVA, K. A. (Orgs.). Linguagem, ciência e ensino: desafios regionais e globais. Campinas, SP: Pontes Editores, 2013. p. 19-40.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

Downloads

Publicado

2023-01-16

Como Citar

Verdécio de Gusmão, G. (2023). AS PRÁTICAS DE LINGUAGEM POR MEIO DA LEITURA NO DOCUMENTO DE REFERÊNCIA CURRICULAR PARA O ENSINO FUNDAMENTAL (ANOS FINAIS) DO ESTADO DE MATO GROSSO: REFLEXÕES CRÍTICAS SOBRE FORMAÇÃO INICIAL E CONTÍNUA DE PROFESSORES DE LÍNGUAS. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 15(01), 173–193. https://doi.org/10.30681/real.v15.6150

Edição

Seção

Artigos - Linguística Aplicada