QUANDO A PEDAGOGIA CALA, A INFÂNCIA FALA: PROTAGONISMO DE CRIANÇAS EM COTIDIANOS ESCOLARES

Autores

  • ELIANE MARIA DE JESUS DE JESUS Universidade do Estado de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.30681/relva.v10i1.10828

Palavras-chave:

Pedagogia. Crianças. Vivências. Cen(a)contecimento.

Resumo

Este artigo tem como objetivo compartilhar modos outros de ver e pensar a educação de crianças pequenas fora do currículo prescrito, na perspectiva da filosofia da diferença. O texto apresenta uma compreensão do protagonismo de crianças a partir de uma infância viva e que pulsa nos cotidianos escolares. Para isso discute a pedagogia enquanto ciência e a própria infância. Utiliza-se da cartografia como método, partindo da sua compreensão enquanto mapa móvel, que permite acessar as vivências de crianças de três anos, nos espaços de uma creche municipal no interior do estado de Mato Grosso. Pelos mapas de acesso, trazemos aqui a composição de duas cenas, aqui nomeadas de “cen(a)contecimento”, por representar acontecimentos cotidianos envolvendo o protagonismo de crianças na Educação Infantil. No percurso cartográfico e no diálogo com autores que nos permitem pensar a infância sob novas lentes, fica em evidência a potência do ser criança, que para além da nossa prepotência de saber e poder, rompe com toda tentativa de pedagogizá-la, instaurando neste lugar sua força criadora, e seu movimento próprio do ser criança, que brinca, cria, e vive sua infância.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

BARROS, Manoel de. Poesia Completa. São Paulo: Leya, 2010.

BENJAMIN, Walter. Obras Escolhidas I : Magia e técnica, arte e política. Ensaios sobre literatura e história da cultura. Tradução: Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, l987.

BRASIL, Ministério da Educação – Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Brasília: MEC/SEB, 2010.

BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular . Brasília: MEC/SEB, 2018.

CARVALHO, Janete Magalhães (org.). Infância em territórios curriculares. Petrópolis, RJ: DP et Alii, 2012.

CORAZZA, Sandra Mara. Infância e educação: Era uma vez - quer que conte outra vez?. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

DELEUZE, Gilles. Conversações. São Paulo: Ed.34. 1992.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. vol.1. Tradução: Aurélio Guerra Neto e Célia Pinto Costa. Rio de Janeiro: Ed.34, 1995.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança. 5ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. 36ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 47ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

GALLO, Silvio. Eu, o outro e tantos outros: educação, alteridade e filosofia da diferença. In: II Congresso Internacional Cotidiano: Diálogos sobre Diálogos, Niterói. Universidade Fluminense, Faculdade de Educação, 2008. Disponível em: http://www.grupodec.net.br/wp-content/uploads/2015/10/GalloEuOutroOutros.pdf. Acesso em: 25 jan. 2023.

HUR, Domênico Uhng; VIANA, Douglas Alves. Práticas grupais na esquizoanálise: cartografia, oficina e esquizodrama. PePSIC Periódicos Eletrônicos em Psicologia, Rio de Janeiro, v.68, n.1, p.111-125, abr. 2016. Arquivos Brasileiros de Psicologia.

JESUS, Eliane Maria de. Cantinho do pensamento: vivências de crianças na creche. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação) - Instituto de Educação, Universidade Federal de Mato Grosso, 2020.

JESUS, Eliane Maria de. A face oculta da pedagogia de Paulo Freire. Goiânia: Edições Enfrentamento, 2022.

KOHAN, Walter Omar. Infância, estrangeiridade e ignorância. Ensaios de Filosofia e Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

LARROSA, Jorge. Pedagogia Profana. Danças, piruetas e mascaradas. Tradução: Alfredo Veiga-Neto. 6 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública – A pedagogia crítico-social dos conteúdos. 18ª ed. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

RIBETTO, Anelice; RATTERO, Carina; BREIA, Vanessa. Três cenas produzidas entre educação, infâncias e diferença. In: CARREIRO, Heloisa Josiele Santos Carreiro; TAVARES, Maria Tereza Goudard (org.). Estudos e pesquisas com o cotidiano da educação das infâncias em periferias urbanas . São Carlos: Pedro & João Editores, 2018.

TADEU, Tomaz; CORAZZA, Sandra; ZORDAN, Paola. Linhas de escrita . Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

TAVANO, Patricia Teixeira; ALMEIDA, Maria Isabel de. Curriculum: um artefato sócio-histórico-cultural. Revista Espaço do Currículo (online), João Pessoa, v.11, n.1, p.29-44, jan./abr. 2018. DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2018v1n11.34639

Downloads

Publicado

2023-08-09

Edição

Seção

ARTIGOS

Como Citar

QUANDO A PEDAGOGIA CALA, A INFÂNCIA FALA: PROTAGONISMO DE CRIANÇAS EM COTIDIANOS ESCOLARES. (2023). Revista De Educação Do Vale Do Arinos - RELVA, 10(1), e102302. https://doi.org/10.30681/relva.v10i1.10828

Artigos Semelhantes

1-10 de 93

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.