REFLEXÕES SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA PÚBLICA: AS INSTÂNCIAS COLEGIADAS E O PAPEL DO GESTOR COMO DESAFIOS

Autores

  • Juliana Barrachi ROCHA
  • Rosimeire Aparecida Monteiro SILVEIRA
  • Caroline Mari de OLIVEIRA

DOI:

https://doi.org/10.30681/relva.v3i1.1456

Resumo

O objetivo deste artigo é compreender os mecanismos necessários para que a gestão democrática seja efetivamente materializada na escola pública. Contextualizamos historicamente o processo de desenvolvimento da gestão democrática, demonstrando suas características e finalidades, evidenciando o papel do gestor democrático e as instâncias colegiadas que contribuem para a sua legitimação. Consideramos que, embora a gestão democrática tenha embasamento legal para ser concretizada na escola, esta não se consolida na prática, devido a diversos fatores materiais e imateriais que limitam a vivência da plenitude democrática dentro dos espaços escolares, um exemplo disso é a falta de participação da comunidade na gestão escolar. Para tal finalidade foi realizada uma pesquisa bibliográfica a fim de retomar o conhecimento produzido sobre a urgência e abrangência da legitimação da gestão democrática nos espaços escolares públicos. Por fim, concluímos que promover a legitimação da gestão democrática não é uma função tão fácil quanto se parece, ao contrário, é uma tarefa bastante complexa que exige o desempenho de diversos sujeitos e instâncias, bem como o ativo envolvimento de toda comunidade interna e externa da escola para que ela se torne uma expressão efetiva da democracia.

Palavras-chave: Gestão Democrática. Escola Pública. Instâncias Colegiadas. Gestor Escolar.

Downloads

Publicado

2016-10-05

Como Citar

ROCHA, J. B., SILVEIRA, R. A. M., & OLIVEIRA, C. M. de. (2016). REFLEXÕES SOBRE GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA PÚBLICA: AS INSTÂNCIAS COLEGIADAS E O PAPEL DO GESTOR COMO DESAFIOS. Revista De Educação Do Vale Do Arinos - RELVA, 3(1). https://doi.org/10.30681/relva.v3i1.1456

Edição

Seção

ARTIGOS