PRÁTICAS LITERÁRIAS EVIDENCIADAS EM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL II: ANÁLISES E REFLEXÕES PARA O LETRAMENTO LITERÁRIO NA ESCOLA*

Autores

  • Lenir Maria de Farias RODRIGUES
  • Genivaldo RODRIGUES SOBRINHO

DOI:

https://doi.org/10.30681/relva.v4i2.2823

Resumo

Este artigo objetiva apresentar os resultados da pesquisa exploratória de cunho qualitativo no que diz às análises das práticas literárias evidenciadas em alunos do Ensino Fundamental II, da Escola Estadual Jorge Amado, localizada no Município de Sinop- MT. A ideia partiu dos seguintes questionamentos: quais obras literárias fazem parte do repertório dos alunos? Quais são os critérios que eles utilizam para a leitura de um determinado livro? Qual a função da escola e o papel do professor nesse processo de apropriação da literatura no espaço pedagógico? Nessa perspectiva, o aporte teórico selecionado ancora-se nos postulados do letramento literário (COSSON, 2014a, 2014b), da leitura literária na escola (COLOMER, 2007), nas explanações acadêmicas envolvendo os jovens e a leitura (PETIT, 2009), entre outras abordagens. Os resultados apontaram que a maioria dos alunos realiza leituras literárias esporádicas (46%); 19% declararam nunca se interessarem pela leitura completa de obras literárias, praticamente, todos os estudantes do sexo masculino; 19% indicaram que não se lembram dos livros que leram e 12% preferiram abster-se, deixando a questão em branco. A maioria, cerca de 42%, demonstrou ser o título ou o tema o critério privilegiado para a seleção da obra. Os professores foram indicados como os maiores incentivadores de leitura (61, 5%), dado relevante, pois deixa pistas sobre o trabalho docente, o qual mostra-se ainda incipiente quanto à promoção das práticas de leitura literária na escola, constituindo-se ainda um grande desafio a ser alcançado. Nos aspectos relativos à produção textual, os valores alertam que quase 100% do grupo não se interessam pela escrita literária. Diante desse cenário e sem pretensões de inferir generalizações a outros contextos escolares, depreende-se que o letramento literário, que busca garantir “o direito à literatura” (CANDIDO, 2011), precisa ser fomentado no espaço pedagógico sob o risco de não formar leitores.

Palavras-chave: Literatura; letramento literário; leitura; ensino.

Downloads

Publicado

25/03/2018

Como Citar

RODRIGUES, L. M. de F., & RODRIGUES SOBRINHO, G. (2018). PRÁTICAS LITERÁRIAS EVIDENCIADAS EM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL II: ANÁLISES E REFLEXÕES PARA O LETRAMENTO LITERÁRIO NA ESCOLA*. Revista De Educação Do Vale Do Arinos - RELVA, 4(2). https://doi.org/10.30681/relva.v4i2.2823

Edição

Seção

ARTIGOS