PERSPECTIVA HISTÓRICA SOBRE A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO – CÁCERES

Autores

  • Bruna Borges da Veiga
  • Loriége Pessoa Bitencourt

DOI:

https://doi.org/10.30681/relva.v7i2.4930

Resumo

O artigo apresenta resultados do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), Licenciatura Plena em Matemática do Campus Universitário de Cáceres/UNEMAT, que teve como objeto as narrativas de dois professores formadores, sujeitos participantes da pesquisa, egressos do curso e que se tornaram docentes na UNEMAT. A pesquisa foi realizada com o objetivo de compreender os contextos históricos, sociais e políticos presentes na formação inicial dos professores entrevistados. De abordagem qualitativa, com a produção de dados por meio de entrevistas, na qual as narrativas serviram de instrumento de investigação em História Oral. A análise das narrativas permitiu compreender que a história da formação de professores de matemática de Cáceres é plural, cheia de significados, pois os sujeitos envolvidos nesse processo entendem a Educação como algo em construção, repensando-a continuamente, de modo a superar suas fragilidades para contextualizar e ressignificar os conhecimentos que lhe são inerentes.

 

Palavras-chave: Formação de Professores; Educação Matemática; História Oral; Narrativas.

 

Biografia do Autor

Bruna Borges da Veiga

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGEdu, na linha de pesquisa: Formação de Professores, Políticas e Práticas Pedagógicas.

Loriége Pessoa Bitencourt

Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação- PPGEdu – Doutora em Educação- UFRGS.

Referências

ALARCÃO, Isabel. Ser professor reflexivo. In: ALARCÃO, Isabel. (Org.). Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto: Porto Editora, 1996, p. 171-189.

BITENCOURT, Loriége Pessoa. Pedagogia Universitária potencializada no diálogo reflexivo sobre Educação Matemática: quando três gerações de educadores se encontram. Tese (Doutorado), - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Porto Alegre, BR-RS, 2014.

BOGDAN, Robert. C.; BIKLEN, Sari. Knopp. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil (1988). Promulgada em 05 de outubro de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/ constituicaocompilado.htm. Acesso em: 29 Ago. 2019.

FÁVERO, Altair Alberto; TONIETO, Carina; ROMAN, Marisa Fátima. A formação de Professores Reflexivos: a docência como objeto de investigação. Educação, Santa Maria, v. 38, n. 2, p.277-287, maio-ago. 2013.

FONSECA, Sônia. MAGINA, Sandra. O Ensino Superior e as Políticas Públicas Brasileiras que Interferiram no Modelo de Gestão das IES entre 1956 a 2002. IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE. III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia, PUCPR, 2009.

FREITAS, Sônia Maria de. História oral: possibilidades e procedimentos. Editora Humanitas, 2006.

GARNICA, Antonio Vicente Marafioti. Registrar oralidades, analisar narrativas: sobre pressupostos da História Oral em Educação Matemática. Ci. Huma. e Soc. em Rev. Seropédica v. 32, n.2, Julho/Dezembro, 2010.

GIANEZINI, Quelen. O Processo de expansão do ensino superior em Mato Grosso. 238 p. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2009.

GOBBI, Maria do Carmo Marques; UTSUMI, Miriam Cardoso. A formação do professor do curso de licenciatura Curta em Ciências. In: Fernandes, M. C. S. G.; David, A.; Sicca, N. A.. (Org.). Currículo, história e poder. 1ed. Florianópolis: GOBBI Insular, 2006, v. 01, p. 119-128.

GOMES, Jacqueline Oliveira de Melo. A Formação do Professor de Matemática: Um estudo sobre a implantação de novas metodologias nos cursos de Licenciatura de Matemática da Paraíba. Dissertação Mestre em Educação. JOÃO PESSOA – PB, 2006.

MESQUITA, Nyuara Araújo da Silva. SOARES, Márlon Herbert Flora Barbosa. Aspectos históricos dos cursos de licenciatura em química no Brasil nas décadas de 1930 a 1980. Quim. Nova [online], Vol. 34, No. 1, 165-174, 2011.

NASCIMENTO, Thiago Rodrigues. A criação das Licenciaturas Curtas no Brasil. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n.45, p. 340 -346, mar., 2012.

PAIVA, Vera Lúcia Menezes de Oliveira e. A pesquisa narrativa: uma introdução. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, vol. 8, núm. 2, julio-diciembre, Universidade Federal de Minas Gerais Belo Horizonte, Brasil, 2008.

ROCHA, Simone Albuquerque da. Formação de professores em Mato Grosso: trajetória de três décadas (1977-2007). Cuiabá: EdUFMT, 2010.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro*. Revista Brasileira de Educação v. 14 n. 40 jan./abr. 2009.

SILVA, Clóvis Pereira da. A Matemática no Brasil: História de seu Desenvolvimento. Editora Edgard Blücher Ltda, 3ª edição. São Paulo – SP, 2003.

ZATTAR, Neuza Benedita da Silva. Do IESC à UNEMAT: uma história plural 1978 – 2008. Cáceres [MT]: Editora da UNEMAT, 2008.

ZATTAR, Neuza Benedita da Silva; TAVARES, Danielle; MAIA, Hemília; LIMA, Lygia. UNEMAT: uma história que faz parte de muitas outras. Cáceres: Editora Unemat, 2018.

Downloads

Publicado

08/10/2020

Como Citar

Veiga, B. B. da, & Bitencourt, L. P. (2020). PERSPECTIVA HISTÓRICA SOBRE A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO – CÁCERES. Revista De Educação Do Vale Do Arinos - RELVA, 7(2), 12–35. https://doi.org/10.30681/relva.v7i2.4930

Edição

Seção

DOSSIÊ