O PRODUTOR RURAL E A CONTABILIDADE: UMA ANÁLISE DAS FONTES DE ASSESSORAMENTO NA ATIVIDADE RURAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/ruc.v10i20.5805

Resumo

Motivado por investigar a atuação da contabilidade no meio rural, neste estudo analisou-se produtores rurais quanto aos conhecimentos contábil e fiscal, preparação e apoio para a Nota Fiscal Eletrônica (NFE), e, as fontes de assessoramento contábil na atividade rural. A metodologia é classificada como aplicada, quantitativa, descritiva e de levantamento, com o uso de questionário, aplicado em uma amostra de 176 produtores rurais de Santa Maria/RS. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e Correlação de Spearman. Os resultados evidenciaram que os produtores rurais apresentam baixo conhecimento contábil, pouco utilizam o profissional contábil e que buscam junto ao sindicato da categoria o apoio que necessitam para as suas demandas, especialmente as fiscais. Além disso, o profissional contábil não é visto pelos pesquisados como um auxílio na preparação para tal exigência. Por meio da correlação, verificou-se que os produtores rurais que têm baixo conhecimento contábil não utilizam o profissional contábil e apresentam baixa preparação para a NFE, o que pode ser justificado pelo ínfero nível de escolaridade dos pesquisados, ensino fundamental incompleto. Isso evidencia a necessidade de políticas públicas que capacitem os produtores rurais, visto que a baixa escolaridade neste setor ainda é uma realidade.

Biografia do Autor

Cristiane Krüger, Universidade Federal de Santa Maria

Professora Adjunta do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Doutora em Administração. Líder do Grupo de Pesquisa registrado no CNPq em Contabilidade, Tecnologia e Gestão (CTG).

Renata Souza de Arruda, Universidade Federal de Santa Maria

Bacharela em Ciências Contábeis (UFSM)

Eduarda de Fátima Arruda, Universidade Federal de Santa Maria

Bacharela em Ciências Contábeis (UFSM).

Juliano Carlos Raddatz, Universidade Federal de Santa Maria

Graduando em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Santa Maria. Aluno de Iniciação Científica, integrante do Grupo de Pesquisa em Contabilidade, Tecnologia e Gestão (CTG).

Referências

AMBRÓS, V. A. B.; MARQUEZAN, L. H. F.; ANVERSA, T. S.; RIGON, L. Demanda não obrigatória pelo profissional contábil: uma análise no ambiente dos produtores rurais. Contabilometria – Brazilian Journal of Quantitative Methods Applied to Accounting, Monte Carmelo, v. 6, n. 1, p. 104-121, jan-jun./2019.

BATALHA, M. O.; QUEIROZ, T. R. Tomada de decisões em propriedades agrícolas familiares: O uso dos sistemas de custeio e indicadores de desempenho. JCEA; Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, 2003.

CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ECONOMIA APLICADA (CEPEA). PIB-AGRO/CEPEA: PIB do agronegócio fecha 2018 com estabilidade. São Paulo, 2019. Disponível em: < https://www.cepea.esalq.usp.br/br/releases/pib-agro-cepea-pib-do-agronegocio-fecha-2018-com-estabilidade.aspx>. Acesso em: 22 jun. 2020.

CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ECONOMIA APLICADA (CEPEA). PIB do agronegócio brasileiro. São Paulo, 2020. Disponível em: <https://www.cepea.esalq.usp.br/br/pib-do-agronegocio-brasileiro.aspx>. Acesso em: 27 mar. 2020.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2002.

CORREIO, B. D. P.; FEIL, A. A.; HABERKAMP, A. M.; CORREIO, A. J. A. Análise crítica do nível de conhecimento e da utilização de controle e gestão pelos proprietários rurais. Revista Gestão e Desenvolvimento, v. 16, n. 1, p. 152-176, jan.- abr. 2019.

CREPALDI, A. S. Contabilidade rural: uma abordagem decisorial. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

DIAS, E. C.; ANDRADE, M. T. A.; GOMES FILHO, A. S. Contabilidade rural: um estudo com pequenos produtores rurais do Sítio Barra no Munícipio de Orós, Ceará, Brasil. Id on Line Rev. Mult. Psic. v. 13, n. 43, p. 164-174, 2019.

GONÇALVEZ, A. L.; OTTE, H. Rural and Urban Exodus for a vision of technological Innovation. e-Revista LOGO. n. 9, v. 3, 2019.

HAIR JR., J. F.; BABIN, B. J.; MONEY, A. H.; SAMOUEL, P. Análise multivariada de dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookman, 2009.

HOFFMANN, R.; NEY, M. G. Desigualdade, escolaridade e rendimentos na agricultura, indústria e serviços, de 1992 a 2002. Economia e Sociedade, Campinas, v. 13.2, n. 23, p. 51-79, 2004.

HULLEY, S. B.; CUMMINGS S. R.; BROWNER, W. S.; GRADY, D.; HEARST, N.; NEWMAN, T. B. Delineando a pesquisa clínica: uma abordagem epidemiológica. 2. ed. Porto Alegre: Editora Artmed; 2003.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo agropecuário 2017. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/agricultura-e-pecuaria/21814-2017-censo-agropecuario.html?=&t=resultados>. Acesso em: 27 fev. 2020.

IBRAHIM, N. Agro maduro e moderno. CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL – CNA. Brasília, s/d. 2018. Disponível em: <https://www.cnabrasil.org.br/artigos/agro-maduro-e-moderno>. Acesso em: 07 nov. 2019.

KRUGER, S. D.; CECCHIN, R.; MORES, G. de V. A importância da contabilidade para a gestão e continuidade das propriedades rurais. Revista Custos e Agronegócio Online, Recife, v. 16, n. 1, p. 276-295, jan./mar., 2020.

KRUGER, S. D.; GLUSTAK, E.; MAZZIONI, S.; ZANIN, A. A contabilidade como instrumento de gestão dos estabelecimentos rurais. Reunir Revista de administração contabilidade e sustentabilidade, v. 4, n. 2, p. 134-153, 2014.

KRUGER, S. D.; SILVA, M. A. L. da.; MORES, G. de V.; PETRI, S. M. Fatores determinantes para a sucessão familiar em estabelecimentos rurais da região oeste de Santa Catarina. Extensão Rural, Santa Maria, v. 25, n. 4, out./dez. 2018.

KÜNTZER, B. G.; PIENIZ, L. P. Ferramentas gerenciais em propriedades rurais de pequeno e médio porte. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação). Universidade de Cruz Alta. Ciências Contábeis. 2018. Disponível em: https://home.unicruz.edu.br/wp-content/uploads/2019/02/Ferramentas-Gerenciais-emPropriedades-Rurais-de-Pequeno-e-M%C3%A9dio-Porte.pdf. Acesso em: 15 set. 2020.

LOPES, L. F. D. Métodos quantitativos. Ed. 1. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2016.

MARION, J. C. Contabilidade rural: contabilidade agrícola, contabilidade da pecuária, imposto de renda – pessoa jurídica. 14. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

MILANESI, F. M.; SOARES, C. S. A obrigatoriedade da nota fiscal eletrônica nas operações do agronegócio sob a perspectiva dos produtores rurais de arroz e profissionais de contabilidade em um pequeno município do Rio Grande do Sul. VIII Simpósio de Contabilidade e Finanças de Dourados SICONF, 2018.

NASCIMENTO, V. L. do; MORAIS, M. I. de; FERNANDES, T; SILVA JUNIOR, M, A da; FERNANDES, T. Percepção do uso da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) por produtores rurais do município de Nova Olímpia - Mato Grosso. Revista UNEMAT de Contabilidade, v. 4, n. 8, 2015.

NICHOLS, D. P. My Coefficient ? is Negative, SPSS Keywords, n. 68, 1999. Disponível em: <http://www.ats.ucla.edu/STAT/SPSS/library/negalfa.htm>. Acesso em: 27 mar. 2020.

PAULA JR., A. de. Escolaridade nas zonas rurais da regia?o sul. Espac?o e Economia, v. 16, 2019. https://doi.org/10.4000/espacoeconomia.9900

PERES, A. F.; SERRA, E. F.; PETER, C. M.; KRUMMENAUER, A.; ZANI, J. L. Atividade leiteira e mão de obra familiar: o trabalho e os riscos à saúde do homem do campo no sul do Brasil. Revista Sau?de e Meio Ambiente – RESMA, v. 9 n. 2, 2019.

PICCININ, Y.; ROSSATO, M. V. Custo da produção agrícola: uma análise do cultivo da soja em uma propriedade rural de Júlio de Castilhos/RS, safra 2016/2017. ABCustos, São Leopoldo: Associação Brasileira de Custos, v. 13, n. 3, p. 90-119, set./dez. 2018.

PLETSCH, C. S.; LAVARDA, C. E. F.; DALLABONA, L. F.; OLIVEIRA, G. R. de. Influence of the contingency factors environment and strategy in the management control systems of an agricultural cooperative. Custos e @gronegócio online, Recife, v. 15, n. 1, p. 229-253, jan./mar., 2019.

RFB. Instrução Normativa SRF n. 1700, de 14 de março de 2017. Dispõe sobre a determinação e o pagamento do imposto sobre a renda e da contribuição social sobre o lucro líquido das pessoas jurídicas e disciplina o tratamento tributário da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins no que se refere às alterações introduzidas pela Lei nº 12.973, de 13 de maio de 2014. Brasília, DF, 2017. Disponível em: <http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?idAto=81268>. Acesso em: 25 nov. 2019.

RFB. Instrução Normativa SRF n. 83, de 11 de outubro de 2001. Dispõe sobre a tributação dos resultados da atividade rural das pessoas físicas. Brasília, DF, 2001. Disponível em: <http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?visao=anotado&idAto =14387#105896>. Acesso em: 04 nov. 2019.

RFB. Instrução Normativa SRF n. 1902, de 17 de julho de 2019. Dispõe sobre a apresentação da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referente ao exercício de 2019. Brasília, DF, 2019a. Disponível em: <http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?visao=anotado&idAto =102369>. Acesso em: 26 nov. 2019.

RFB. Instrução Normativa SRF n. 1924, de 19 de fevereiro de 2020. Dispõe sobre a apresentação da Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física referente ao exercício de 2020, ano-calendário de 2019, pela pessoa física residente no Brasil. Brasília, DF, 2020. Disponível em: <http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?visao=anotado&idAto=107054>. Acesso em: 10 mar. 2020.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto n. 54.849, de 01 de novembro de 2019: Modifica o Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (RICMS). Disponível em: < http://www.legislacao.sefaz.rs.gov.br/Site/Document.aspx?inpKey=271433>. Acesso em: 16 fev. 2020.

RODRIGUES, A. de J. Metodologia científica. 1. ed. São Paulo: Avercamp, 2006.

RODRIGUES, A. O.; BUSCH, C. M.; GARCIA, E. R.; TODA, W. H. Contabilidade rural. 4. ed. São Paulo: IOB SAGE, 2016.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. del P. B. Metodologia de pesquisa. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

SANTOS, M. A. N.; SABIONI, S. C.; SILVA, F. P. Êxodo rural dos agricultores familiares na região do Catongo no município de Itajuípe/Bahia. Campo - Território: Revista de Geografia Agrária, v. 13, n. 31 Dez., 28 maio 2019.

SILVA, E. C. M.; SILVA, P. M.; SILVA, A. A importância da contabilidade rural par a gestão rural. Revista Eletrônica Organizações e Sociedade, v. 8, n. 10, p. 49-59, jul.- dez. 2019.

SILVA, S. S.; ANTONIAZZI, E. A.; NOVAK, M. A. L. O Pronaf como instrumento de fixação do agricultor familiar no campo, evitando o êxodo rural. Revista Desenvolvimento Socioeconômico em debate, v. 5, n. 2, 2019.

VALE, N. K. A.; SILVA, K. L. J. Contabilidade rural: Apoio e controle para o processo de gestão das empresas rurais de pequeno porte da microrregião de Iporá - GO. Revista UNEMAT de Contabilidade, v. 8, n. 15, 2019.

Downloads

Publicado

31/12/2021

Como Citar

Krüger, C., Souza de Arruda, R., de Fátima Arruda, E., & Raddatz, J. C. (2021). O PRODUTOR RURAL E A CONTABILIDADE: UMA ANÁLISE DAS FONTES DE ASSESSORAMENTO NA ATIVIDADE RURAL. Revista UNEMAT De Contabilidade, 10(20), 139–164. https://doi.org/10.30681/ruc.v10i20.5805

Edição

Seção

Artigos