NEM RESPEITAR, NEM VALORIZAR, NEM ADEQUAR AS VARIEDADES LINGÜÍSTICAS

Autores

  • Valdir Heitor Barzotto Professor dos Programade Pós-graduação em Educação da FE/USP.

Resumo

Este trabalho insere-se na discussão que tem procurado, nos últimos anos, estabelecer relações entre as variedades lingüísticas e o ensino da Língua Portuguesa. Neste debate, são identificadas três vertentes que procuram dizer qual seria a melhor atitude a se tomar frente às variedades praticadas por estudantes de ensino fundamental e médio. Após uma breve reflexão sobre estas vertentes é feita uma outra proposta sobre o trabalho em sala.

Referências

Machado de Assis, J. M. Várias Histórias. Rio de

Janeiro: Livraria Garnier, s.d.

FERREIRA, A. B. DE H. Novo Dicionário Aurélio

da Língua Portuguesa. Nova Fronteira, 1986.

Downloads

Publicado

15/02/2016

Como Citar

Barzotto, V. H. (2016). NEM RESPEITAR, NEM VALORIZAR, NEM ADEQUAR AS VARIEDADES LINGÜÍSTICAS. Revista ECOS, 2(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/1049