FANFICTION: POSSIBILIDADES DE LEITURA E ESCRITA COLABORATIVA NO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL/FANFICTION: POSIBILIDADES DE LECTURA Y ESCRITURA COLABORATIVAS EN EL 9º AÑO DE LA EDUCACIÓN FUNDAMENTAL

Autores

  • Edisângela Marim Basto UNEMAT
  • Maria José Landivar de Figueiredo Barbosa UNEMAT

Resumo

Este trabalho apresenta uma das etapas do desenvolvimento de um projeto de intervenção que propõe incentivar a leitura e a escrita a partir de textos digitais - a Fanfiction, com alunos do 9º ano do Ensino Fundamental de uma Escola Estadual em Cuiabá -MT, em uma tentativa de contribuir significativamente para a inovação e motivação dos alunos para essa prática que envolve os multiletramentos. Dessa forma, buscou-se estabelecer relações em diferentes perspectivas de letramentos, especialmente, a sócio histórica e a linguística. A proposta de trabalho iniciou-se a partir do conceito dos alunos sobre o que seja uma “boa leitura”, nessa direção, estabeleceu-se um canal para ampliar esse repertório e estimular a produção textual colaborativa. A escolha pela Fanfiction, uma nova forma de letramento on-line, aconteceu por ser uma prática comum entre os adolescentes que participam de uma comunidade virtual, pois além de ler histórias criadas por fãs de séries de TV, livros, filmes, mangás, bandas, etc., também comentam, curtem, seguem e interagem com os escritores e ou podem ser autores de suas próprias histórias.

Biografia do Autor

Edisângela Marim Basto, UNEMAT

Mestra em Letras pelo Programa de Mestrado Profissional em Letras – PROFLETRAS. Professora da Escola Estadual Dr. Hélio Palma de Arruda, no município de Cuiabá/MT.

Maria José Landivar de Figueiredo Barbosa, UNEMAT

Doutora em Linguística. Docente do Curso de Pedagogia da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). Professora orientadora do Programa de Mestrado Profissional em Letras – PROFLETRAS.

Referências

AGUIAR, J. G. de. A narrativa contemporânea: co-construções polifônicas de sentido. IV Encontro Nacional de Hipertexto e Tecnologias Educacionais. Universidade de Sorocaba. 26 a 27 de setembro 2011.

ALVES, Elizabeth Conceição de Almeida. Fanfiction e práticas de letramento na internet. Campinas: Pontes Editores, 2015.

AZZARI, Eliane Fernandes; CUSTÓDIO, Melina Aparecida. Fanfics, Google Docs... a produção textual colaborativa. In: ROJO, Roxane (Org.). Escol@ conectada: os multiletramentos e as TICs. São Paulo: Parábola Editorial, 2013. p. 73-92.

BNCC. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em <http://www.portal.mec.gov.br. Acesso em: 09 out. 2019.

BONINI, A. A noção de sequência textual na análise pragmático-textual de Jean-Michel Adam. In: MEURER, J. L., BONINI, Adair; MOTTA-ROTH, Désirée (Orgs.). Gêneros: teorias, métodos, debates. São Paulo: Parábola Editorial, 2005. p. 208-236.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos de ensino fundamental: língua portuguesa/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 522, de 9 de abril de 1997. Cria o programa Nacional de Informática na Educação - PROINFO. Disponível em <http://www.portal.mec.gov.br/component/content/article?id=236>. Acesso em: 07 out. 2019.

BUZATO, Marcelo El Khouri. Desafios empírico-metodológicos para a pesquisa em letramentos digitais. Trabalhos em Linguística Aplicada, v. 46, n. 1, 2007b, p. 45-62. Campinas: SP. Disponível em: http://www.iel.unicamp.br/revista/index.php/tla/article/view/1850>. Acesso em 08 out. 2019.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro do leitor ao navegador. Tradução de Reginaldo de Moraes. São Paulo: Unesp, 1999.

COSCARELLI, Carla Viana; CANI, Josiane Brunetti (Orgs.). Multiletramentos e multimodalidade: ações pedagógicas aplicadas à linguagem. Campinas: Pontes Editores, 2016. p. 167-183.

GERALDI, João Wanderley. O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 2011. Livro eletrônico.

MATIAS, Joseane. O Google Drive como ferramenta de escrita colaborativa do gênero projeto de pesquisa: um caminho para o letramento digital. In: KERSCH, Dorotea Frank;

ROJO, Roxane Helena Rodrigues. Letramentos Múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

SPIRIT. Sobre o Spirit Fanfics e histórias. [2015?]. Disponível em: <https://www.spiritfanfics.com/ sobre>. Acesso em: 10 out. 2017.

VARGAS, Maria Lúcia Bandeira. O fenômeno fanfiction: novas leituras e escrituras em meio eletrônico. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2015.

Downloads

Publicado

19/03/2020

Como Citar

Basto, E. M., & Barbosa, M. J. L. de F. (2020). FANFICTION: POSSIBILIDADES DE LEITURA E ESCRITA COLABORATIVA NO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL/FANFICTION: POSIBILIDADES DE LECTURA Y ESCRITURA COLABORATIVAS EN EL 9º AÑO DE LA EDUCACIÓN FUNDAMENTAL. Revista ECOS, 28(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/4391

Edição

Seção

LINGUÍSTICA/ LÍNGUA PORTUGUESA