ELIZABETH PROCTOR NA DINÂMICA DO TRÁGICO EM AS BRUXAS DE SALÉM (THE CRUCIBLE), DE ARTHUR MILLER/ELIZABETH PROCTOR IN THE DYNAMICS OF THE TRAGIC IN ARTHUR MILLER’S THE CRUCIBLE

Autores

  • Wélica Cristina Duarte de Oliveira (UNEMAT) Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT
  • Helvio Moraes (UNEMAT) UNEMAT

Resumo

Este estudo objetiva analisar, em As Bruxas de Salém (The Crucible), de Arthur Miller, o conflito sofrido pela personagem Elizabeth Proctor, que, assim como o protagonista, John Proctor, tem sua jornada cingida pelo trágico. Elizabeth sofre pelas tensões que se dão envolvendo as leis morais e religiosas da causa puritana e sua íntima convicção, ao ser interrogada a respeito da traição do esposo. Ao mentir, num ato de amor e no anseio de ajudar o marido, Elizabeth põe em movimento seu curso trágico na atmosfera caótica da peça. Abre mão de sua imagem perante a comunidade puritana, por um senso de justiça que crê superior, preservando-o, em oposição aos preceitos da autoridade eclesiástica a que estava sujeita. Desta forma, propomos a reflexão acerca do fenômeno trágico na peça, tendo como enfoque as tensões sofridas por esta personagem vista como secundária.

Biografia do Autor

Wélica Cristina Duarte de Oliveira (UNEMAT), Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT

Docente da Universidade do Estado de Mato Grosso, Curso de Letras e Programa de Pós-graduaçao em Estudos Literários.

Helvio Moraes (UNEMAT), UNEMAT

Doutor em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP; docente
permanente no Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da UNEMAT - PPGEL, com sede em
Tangará da Serra – MT.

Referências

ABBOTSON, Susan C. W. Critical Companion to Arthur Miller: A Literary Reference to His Life and Work. New York: Facts On File, 2006.

ADLER, Thomas P. “Conscience and community in An Enemy of the People and The Crucible”. In: BIGSBY, Christopher (org.). The Cambridge Companion to Arthur Miller. New York: Cambridge University Press, 2005.

BIGSBY, Christopher. “Christopher Bigsby on the Theme of Betrayal in The Crucible”. In: BLOOM, Harold (org.). Arthur Miller’s The Crucible (Bloom’s guides). New York: Infobase Publishing, 2010.

BOVARD, Karen. “Competition, Sexuality, and Power in the Lives of Puritan Women”. In: BLOOM, Harold (org.). Arthur Miller’s The Crucible. Bloom’s Guides. New York: Infobase Publishing, 2010.

EAGLETON, Terry. Doce Violência – A ideia do trágico. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

KARNAL, Leandro. História dos Estados Unidos: das origens ao século XXI. São Paulo: Contexto, 2007.

MARGUTTI, Vivian Bernardes. Peregrinos em busca: alegoria, utopia e distopia em Paul Auster, Nathaniel Hawthorne e John Bunyan. Tese. 2010. 170 f. (Doutorado em Letras: Estudos literários). – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

MILLER, Arthur. “As Bruxas de Salém”. In: A Morte de um Caixeiro-Viajante e outras 4 peças de Arthur Miller. Trad. José Rubens Siqueira. São Paulo: Cia. das Letras, 2009.

MILLER, Arthur. “Tragedy and the Common Man” In: The Theather essays of Arthur Miller. Vikings Press, 1978. Disponível em: https://archive.nytimes.com/www.nytimes.com/books/00/11/12/specials/miller-common.html?mcubz=0 Acesso em Maio de 2018.

MURRAY, Edward. “The Crucible”. In: BLOOM, Harold (org.). Arthur Miller’s The Crucible. New York: Infobase Publishing, 2008.

PACKER, J. I. An Anglican to remember – William Perkins: Puritan popularizer. London: St. Antholin’s Lectureship Charity Lecture, 1996.

SCHISSEL, Wendy. Re(dis)covering the Witches in Arthur Miller’s The Crucible: A Feminist Reading. In: BLOOM, Harold. Ed. Bloom’s Modern Critical Interpretations: Arthur Miller’s The Crucible. New York: Bloom’s Literary Criticism, 2008.

SOUZA BRANDÃO, Junito. “Tragédia Grega”. In: Teatro Grego – Tragédia e Comédia. Petrópolis: Vozes, 1985.

SPILLER, R. E. O ciclo da literatura norte-americana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1967.

WILLIAMS, Raymond. Tragédia Moderna. Trad. Betina Bischof. São Paulo: Cosac Naify, 2002.

Downloads

Publicado

18/08/2021

Como Citar

Oliveira (UNEMAT), W. C. D. de, & Moraes (UNEMAT), H. (2021). ELIZABETH PROCTOR NA DINÂMICA DO TRÁGICO EM AS BRUXAS DE SALÉM (THE CRUCIBLE), DE ARTHUR MILLER/ELIZABETH PROCTOR IN THE DYNAMICS OF THE TRAGIC IN ARTHUR MILLER’S THE CRUCIBLE. Revista ECOS, 30(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/5691