UMA POÉTICA DOS AFETOS MOVE A RODA DAS ENCARNAÇÕES, DE SÓNIA SULTUANE/A POETRY OF AFFECTS MOVES THE WHEEL OF THE INCARNATIONS, BY SÓNIA SULTUANE

Autores

  • Joranaide Alves Ramos Centro Universitário do Rio São Francisco – UniRios/ IFBA, Campus Paulo Afonso
  • Sávio Roberto Fonseca de Freitas Universidade Federal da Paraíba - UFPA

Palavras-chave:

Afetos. Afecções. Empoderamentos. Roda das Encarnações. Sónia Sultuane.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar como os afetos e as afecções estão representados na Poesia moçambicana, em especial, em Roda das Encarnações (2017), de Sónia Sultuane. Para tanto, consideramos como o lugar de fala ocupado por esta escritora promove empoderamentos individuais e coletivos, em especial, para grupos subalternizados, em um País vítima de um processo longo e cruel de colonização. Foi necessário desenvolver um estudo exploratório, bibliográfico e qualitativo, buscando contribuições teóricas de diferentes especialistas, tais como Secco (2010; 2014), Pinheiro (2018), Freitas (2020), Frazão (2018), entre outros. Entendemos, como isso, que Roda das Encarnações é uma poesia de resistência, que abala os discursos hegemônicos, cria condições e espaços para autorrepresentação e representação de seus pares, dando visibilidade aos povos subalternizados e marginalizados. Estas ações permitem empoderamento individual e empoderamento da comunidade moçambicana, emancipando-a social e politicamente, e possibilitando vivências equalizadas.

Biografia do Autor

Joranaide Alves Ramos, Centro Universitário do Rio São Francisco – UniRios/ IFBA, Campus Paulo Afonso

Doutoranda em Letras – PPGL (UFPB); Mestra em Estudos Literários – PPGLL (Ufal); Docente do Centro Universitário do Rio São Francisco – UniRios; Docente substituta do IFBA, Campus Paulo Afonso.

Sávio Roberto Fonseca de Freitas, Universidade Federal da Paraíba - UFPA

Doutor em Letras pela UFPB. Professor de Literaturas de Língua Portuguesa do Departamento de Letras do CCAE-UFPB (Campus IV) e do Programa de Pós-Graduação em Letras do CCHLA-UFPB (Campus I). Líder do Grupo de Pesquisa MOZA (Moçambique e Africanidades), cadastrado no CNPq e certificado pela UFPB.

Referências

BERTH, Joice. Empoderamento. São Paulo: Sueli Carneiro; Pólen, 2019.

BRAZÃO, José Carlos Chaves. Afecção e Afeto e Spinosa e Daniel Stern: Considerações clínicas. In: Ayvu – Revista de Psicologia. v.4. n.2, 2018, p. 77-95.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. Rio de Janeiro: José Olympio, 2008.

FREITAS, Sávio Roberto Fonseca de. Sob o comando de uma lua submissa: A poesia moçambicana de Sónia Sultuane. In: BRANDÃO, Izabel; LOURENÇO, Laureny. Literatura e Ecologia: trilhando novos caminhos críticos. Maceió: EDUFAL, 2019. 101-116.

PINHEIRO, Vanessa Neves Riambau. Entre fronteiras marítimas e corpóreas: apontamentos sobre os rumos da poesia moçambicana contemporânea. In: Revista Soletras. n.36, 2018, p. 148-165.

RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala?. Belo Horizonte: Letramento: Justificando, 2017.

SECCO, Carmen Lúcia Tindó. De sonhos e afetos: percursos da poesia moçambicana. In: Revista Cerrados, v. 19. N. 30. 2010, p. 143-156.

_____. Afeto e Poesia: Ensaios e Entrevista: Angola e Moçambique. Rio de Janeiro: Oficina Raquel, 2014.

SULTUANE, Sónia. Roda das Encarnações. São Paulo: Kapulana, 2016.

Downloads

Publicado

27/06/2022

Como Citar

Ramos, J. A. ., & Freitas, S. R. F. de. (2022). UMA POÉTICA DOS AFETOS MOVE A RODA DAS ENCARNAÇÕES, DE SÓNIA SULTUANE/A POETRY OF AFFECTS MOVES THE WHEEL OF THE INCARNATIONS, BY SÓNIA SULTUANE. Revista ECOS, 32(01), 27–44. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/6353

Edição

Seção

LITERATURA