A PÓS-VERDADE DO PONTO DE VISTA DISCURSIVO E DAS TEORIAS DA MODERNIDADE/THE TRUTH FROM THE DISCURSIVE POINT OF VIEW AND FROM THE THEORIES OF MODERNITY

Autores

  • Pedro Grisi Galvão Barban Universidade de São Paulo - USP
  • Leda Verdiani Tfouni Universidade de São Paulo - USP.

Palavras-chave:

Pós-verdade. Mecanismos discursivos. Dispositivo da análise.

Resumo

Pretendemos produzir uma reformulação teórico-analítica sobre a pós-verdade, conceito que, apesar de recente, designa uma questão social ampla, mas ainda apresenta pouca literatura a respeito, o que torna difícil sua compreensão e a formação concreta de uma teoria constitutiva que faça jus a sua importância. Daí o valor da desdogmatização da pós-verdade como um novo mal que assola a contemporaneidade e que contamina toda e qualquer forma de veiculação informativa. A relevância se dá na urgência de explicar e entender os mecanismos de ação discursivos que rodeiam o atual mundo virtualizado e que servem como grandes propagadores de falsas teorias e inverdades com relação às mais diversas esferas sociais do discurso.

Biografia do Autor

Pedro Grisi Galvão Barban, Universidade de São Paulo - USP

Mestrando em psicologia, na Universidade de São Paulo. 

Leda Verdiani Tfouni, Universidade de São Paulo - USP.

Professora Titular da Universidade de São Paulo. Livre Docente e Pesquisadora do CNPq.

Referências

BBC NEWS BRASIL, Londres, 6 out. 2018. Disponível em https://www.bbc.com/portuguese/brasil-45767946. Acesso em 30/07/2020.

BIRMAN, J. Jogando com a verdade. Uma leitura de Foucault. Physis: Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.12, n.2, p. 301-324, 2002.

BIRMAN, J. Cadernos sobre o mal: agressividade, violência e crueldade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 2009.

BIRMAN, J. A problemática da verdade na psicanálise e na genealogia. Tempo psicanalitico, Rio de Janeiro, v.42, n.1, p. 183-202, 2010. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-48382010000100010&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 13 abr. 2019.

CANDIOTTO, C. Foucault: uma história crítica da verdade. Trans/Form/Ação, Marília, v.29, n.2, p. 65-78, 2006.

CARVALHO, B. O antimito. Folha de São Paulo, São Paulo, ano 98, n. 32.827, 17 fev. 2019. Ilustríssimna, p. 3.

DAGIOS, M. A verdade e seu contexto: uma abordagem a partir de Habermas e Rorty. Cadernos de Ética e Filosofia Política, [S. l.], v.1, n.14, p. 25-46, 2009. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/82983.

DANZIATO, L. J. B. O saber e a verdade na Psicanálise e na Universidade. Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, v.32, n.4, p. 872-881, 2012. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932012000400008&lng=en&nrm=iso>. https://doi.org/10.1590/S1414-98932012000400008.

DEBORD, G. A sociedade do espetáculo: comentários sobre a sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

DUNKER, C. I. L. Sobre a compreensão psicanalítica da paranóia. Mental, Barbacena, v.1, n.1, p. 23-37, 2003. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-44272003000100003&lng=pt&nrm=iso>.

DUNKER, C. I, L. Subjetividade em tempos de pós-verdade. In DUNKER, C.; TEZZA, C.; FUKS, J.; TIBURI, M.; SAFATLE, V. Ética e Pós-verdade. Porto Alegre: Dublinense, 2017, p.4-39.

FOUCAULT, M. A ordem do Discurso. São Paulo: Loyola, 1970.

FOUCAULT, M. Os intelectuais e o poder. In: Microfísica do poder. Tradução e organização de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FOUCAULT, M. A Coragem da Verdade. O governo de si e dos outros II. Curso dado no Collège de France (1983-1984). Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

FOUCAULT, M. Estratégia, Poder-Saber. Coleção Ditos e Escritos, vol. IV. São Paulo: Editora Saraiva. 3ª. Ed., 2012.

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 2018.

GIBSON, W. Neuromancer. São Paulo: Editora Aleph, 2016. 5ª ed.

HABERMAS, J. Verdade e Justificação: ensaios filosóficos. São Paulo: Loyola, 2004.

HEIDEGGER, M. A superação da metafísica. In: Ensaios e conferências. Petrópolis: Vozes, 2010.

LACAN, J. O Seminário livro 16: De um Outro ao Outro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 1992. (obra originalmente publucada em 1968-1969)

LACAN, J. O tempo lógico e a asserção de certeza antecipada. In: Lacan, J. Escritos. Rio de Janeiro: Zahar. 1998a, p.197-213. (Obra original publicada em 1945).

LACAN, J. A ciência e a verdade. In: Lacan, J. Escritos. Rio de Janeiro: Zahar, 1988b, p. 855-892. (Obra original publicada em 1945).

MACEDO, I. Das 123 fake news encontradas por agências de checagem, 104 beneficiaram Bolsonaro. Congresso em Foco, Brasília, 26 out. 2018. Disponível em https://congressoemfoco.uol.com.br/eleicoes/das-123-fake-news-encontradas-por-agencias-de-checagem-104-beneficiaram-bolsonaro/. Acesso em 27/07/2020.

MOSÉ, V. A espécie que sabe: Do Homo Sapiens à crise da razão. São Paulo, Ed. Vozes, 2019.

QUADROS, P. Dissimulacro-ressimulação: ensejos da cultura do ódio na era do Brasil pós-verdade. Media & Jornalismo, Lisboa, v.18, n.32, p. 201-218, 2018. Disponível em <http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2183-54622018000100015&lng=pt&nrm=iso>.

RIBEIRO, M. A. Pós-verdade não é um conceito e sim uma trapaça! Carta Capital, Blog do Sócio, Opinião. 2017. Apud QUADROS, P.. Dissimulacro-Ressimulação: ensejos da cultura do ódio na era do Brasil pós-verdade. Media & Jornalismo, Lisboa, v. 18, n.32, p. 201-218, abr. 2018. Disponível em <http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2183-54622018000100015&lng=pt&nrm=iso>.

SARTORI, G. Homo videns: televisão e pós-pensamento. Lisboa, Terramar, 2000.

TEMMERMAN, M.; MOERNAUT, R.; COESEMANS, R.; MAST, J. Post-truth and the political: Constructions and distortions in representing political facts. Discourse, Context & Media, v.27, p. 1-6, 2019. https://doi.org/10.1016/j.dcm.2018.10.002.

TESICH, S. A Government of Lies, The Nation, New York, v.254, n.1, 6 jan. 1992.

TEZZA, C. A era da pós-ficção: notas sobre a insuficiência da fabulação no romance contemporâneo. In: DUNKER, C.; TEZZA, C.; FUKS, J.; TIBURI, M.; SAFATLE, V. Ética e Pós-verdade. Porto Alegre: Dublinense, 2017, p. 40-72.

TIBURI, M. Pós-verdade, pós-ética: uma reflexão sobre delírios, atos digitais e inveja. In: DUNKER, C.; TEZZA, C.; FUKS, J.; TIBURI, M.; SAFATLE, V. Ética e Pós-verdade. Porto Alegre: Dublinense, 2017, p.94-125.

VATTIMO, G. A idade da interpretação. In: RORTY, R; VATTIMO, G. ZABALA, S. (org). O futuro da religião. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2006.

VATTIMO, G. Adeus à verdade. São Paulo: Ed. Vozes, 2016.

ZIZEK, S., 1999. The Ticklish Subject. London: Verso, London. 1999.

Downloads

Publicado

30/06/2022

Como Citar

Barban, P. G. G. ., & Tfouni, L. V. . (2022). A PÓS-VERDADE DO PONTO DE VISTA DISCURSIVO E DAS TEORIAS DA MODERNIDADE/THE TRUTH FROM THE DISCURSIVE POINT OF VIEW AND FROM THE THEORIES OF MODERNITY. Revista ECOS, 32(01), 145–167. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/6386

Edição

Seção

LINGUÍSTICA