AS IMPOSSÍVEIS RENÚNCIAS DE AGOSTINHO NETO E ELIANE POTIGUARA

Autores

  • Leonel Cosme Escritor – Ensaísta. Porto/Portugal.

Resumo

Tenho de começar por dizer que a minha memória não regista, depois da Renúncia Impossível, do maior poeta negro angolano, Agostinho Neto, outro livro tão perturbador como é Metade cara, metade máscara, da escritora e poeta índia brasileira Eliane Potiguara, a cuja apresentação assisti, na cidade do Porto - Portugal, a 13 de Novembro de 2010.

Referências

CARVALHO, Ruy Duarte de. Vou lá visitar pastores. Lisboa: Edições Cotovia Lda., 1999.

COSME, Leonel. Agostinho Neto e o seu tempo. Porto: Campo das Letras Editores, 2004.

________. Muitas são as Africas. Lisboa: Edições Novo Imbondeiro, 2006.

KANDJIMBO, Luís. Apuros de Vigília. Luanda: União dos Escritores Angolanos, 1988.

NETO, Agostinho. Sagrada Esperança. Lisboa: Sá da Costa, 1974.

________. A Renúncia Impossível. Luanda: INALD, 1982.

NOGUEIRA, A.F. A Raça Negra. Lisboa, 1880.

OLINTO, Antônio, Brasileiros na África. 2.ed., São Paulo: GRD, 1980.

POTIGUARA, Eliane. Metade cara, metade máscara. São Paulo: Global Editora, 2004.

Downloads

Publicado

21/07/2015

Como Citar

Cosme, L. (2015). AS IMPOSSÍVEIS RENÚNCIAS DE AGOSTINHO NETO E ELIANE POTIGUARA. Revista ECOS, 11(2). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/715