Crenças e contexto escolar: possibilidades de mudança

Autores

  • Marki Lyons Universidade Federal de Mato Grosso, Mestre.
  • Ana Antônia Assis Peterson Universidade Federal de Mato Grosso, Doutora.

Resumo

Este artigo tem como objetivo mostrar a relação entre crenças e contexto escolar, enfocando as crenças e ações de uma professora de língua inglesa e a maneira como se relacionam às crenças de outros atores da escola (outros professores, alunos e administradores). Por meio de pesquisa qualitativa de cunho etnográfico, ao explorar crenças dos atores da escola, é possível entender quais são os aspectos proeminentes que subjazem às crenças, atitudes e ações dos mesmos e mostrar onde e como é preciso enfocar ações que possam visar melhorias nesse contexto. Sugestões são apontadas para que a universidade e a escola possam trabalhar de maneira colaborativa a favor de uma educação inclusiva para os alunos das classes populares.

Referências

ASSIS-PETERSON, A. A.; COX, M. I. P.; GÓES DOS SANTOS, D. A. Crenças & Discursos:

Aproximações. In SILVA, K. A. (Org.), Crenças, Discursos & Linguagem. Campinas, SP, Editora

Pontes, 2010, p. 196-226.

ASSIS-PETERSON A. A. Fricções lingüístico-culturais no escopo do ensino e aprendizagem

de inglês – Ouvindo e observando participantes da escola, família e comunidade. Projeto de

Pesquisa (inédito), 2003.

ASSIS-PETERSON, A. A. Redes de conhecimento: conectando lares e salas de aula em torno

do ensino de línguas (um estudo sobre crenças, discursos, práticas e ideologias de línguas

estrangeiras). Projeto de Pesquisa (inédito), 2008.

ASSIS-PETERSON, A. A. Universidade, escola e comunidade: teorizando e redesenhando

práticas pedagógicas para novos letramentos no ensino crítico de línguas estrangeiras. Projeto

de Pesquisa (inédito), 2010.

BARCELOS, A. M. F. Cognição de professores e alunos: Tendências recentes na pesquisa de

crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas. In BARCELOS, A. M. F.; VIEIRA-ABRAHÃO,

M. H. (orgs.). Crenças e Ensino de Línguas: Foco no professor, no aluno e na formação de

professores. Campinas, SP: Editores Pontes, 2006, p. 15-42.

BAKHTIN, M. The dialogic imagination. Austin: University of Texas Press, 1981.

BAKHTIN, M. Speech genres and other late essays. Austin: University of Texas Press, 1986.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: 3º e 4º ciclos do Ensino Fundamental: língua

portuguesa. Brasília, Ministério de Educação, Secretaria de Educação Fundamental, 1998.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília, Ministério de Educação,

Secretaria de Educação Média e Tecnológica,1999.

BRASIL. Orientações Curriculares para o Ensino Médio. Brasília, Ministério de Educação,

Secretaria de Educação Básica, 2006.

COX, M. I. P.; ASSIS-PETERSON, A. A. O drama do ensino de inglês na escola pública brasileira.

In ASSIS-PETERSON, A. A. (Org). Línguas estrangeiras: para além do método. São Carlos:

Pedro & João Editores / Cuiabá: EdUFMT, 2008, p. 19-54.

DELAMONT, S. Interaction in the classroom. 2 ed. New York: Methuen & Co., 1983.

DIAS, M. H. M. O Lugar do inglês na escola pública: (des)crenças de atores da escola e da

comunidade. Dissertação (Mestrado em Estudos de Linguagem), Cuiabá, MT. Universidade

Federal de Mato Grosso (UFMT), 2006.

DIAS, M. H. M.; ASSIS-PETERSON, Ana Antônia de. O inglês na escola pública: vozes de pais

e alunos. Polifonia, Cuiabá, v. 12, n. 2, 2006, p. 107- 128.

DUFVA, H. Beliefs in dialogue: a Bakhtinian view. In: P. KALAJA e BARCELOS A. M. F. (Eds.),

Beliefs about SLA: New Research Approaches. Dordrecht, Kluwer Academic Publishers, 2003,

p.131-151.

ERICKSON, F. (1986) Qualitative Methods. In: LINN, R. e ERICKSON, F. (Eds.) Research in

Teaching and Learning. New York/London: Macmillan Publishers, 1990, p. 77-194.

ERICKSON, F. Prefácio. In COX, M. I. P.; ASSIS- PETERSON, A. A. (Orgs.). Cenas de Sala de

Aula. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2001, p. 9-17.

FREIRE, P. (1970) Pedagogia do oprimido (13ª edição). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

KALAJA, P. Research on Students’ Beliefs about SLA within a Discursive Approach. In KALAJA,

P. e BARCELOS, A. M. F. (Eds.). Beliefs about SLA: New Research Approaches. Dordrecht/

Boston/London: Kluwer Academic Publishers, 2003, p. 87-108.

KALAJA, P.; BARCELOS, A. M. F. (Eds.). Beliefs about SLA: New Research Approaches.

Dordrecht/Boston/London: Kluwer Academic Publishers, 2003.

KRAMSCH, C. Metaphor and the Subjective Construction of Beliefs. In KALAJA, P.; BARCELOS,

A. M. F. (Eds.). Beliefs about SLA: New Research Approaches. Dordrecht/Boston/London:

Kluwer Academic Publishers, 2003, p. 109-128.

LUKE, A. Critical approaches to literacy. In V. Edwards & D. Corson (Eds.), Encyclopedia of

Language and Education, Volume 2: Literacy, 1997, p. 143-152.

LYONS, M. Folklore e Sabedoria: a Relação entre Crenças, Ensino de Língua Estrangeira e o

Âmbito Escolar . Projeto de Pesquisa (inédito), 2007.

LYONS, M. Histórias de Vida: Relatando a Infância na Língua Inglesa. Projeto de Pesquisa

(inédito), 2010.

MOLL, J. Histórias de vida, histórias de escola: elementos para uma pedagogia da cidade.

Petrópolis, RJ: Vozes, 2000.

MURPHY, Elizabeth. Strangers in a Strange Land: Teacher’s Beliefs about Teaching and Learning

French as a Second or Foreign Language in Online Learning Environments. Doctoral Thesis,

Université Laval, Quebec, 2000. Disponível em: <http://www.nald.ca/FULLTEXT/stranger/

cover.htm>. Acesso em: 27 fev. 2008.

NORTON, B. Critical literacy and International Development. Critical literacy: Theory and

Practice , V.1, N. 1, 2007, 06-15. Retrieved August, 2009.

NÓVOA, A. O professor pesquisador e reflexivo: entrevista com Antônio Nóvoa. Disponível em:

http://www.redebrasil.tv.br/salto/entrevistas/antonio_ novoa.htm Acesso em: 31 agosto, 2008.

PENNYCOOK, A. The cultural politics of English as an international language. London:

Longman. 1994.

RAPOSO, M.; MACIEL, D. A. As Interações Professor-Professor na Co-Construção dos Projetos

Pedagógicos na Escola. Psicologia: Teoria e Pesquisa, vol. 21, n. 3, Set-Dez 2005, p. 309-317.

SANTOS, L. I. S. Crenças acerca da inclusão de Língua Inglesa nas séries iniciais: Quanto

antes melhor? Dissertação (Mestrado em Estudos de Linguagem), Cuiabá, MT. Universidade

Federal de Mato Grosso (UFMT), 2005.

WATSON-GEGEO, K. A. Mind, Language and Epistemology: Toward a language socialization

paradigm for SLA. The Modern Language Journal, 88 (3), 2004, p. 331-350.

Downloads

Publicado

21/07/2015

Como Citar

Lyons, M., & Peterson, A. A. A. (2015). Crenças e contexto escolar: possibilidades de mudança. Revista ECOS, 11(2). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/721

Edição

Seção

LINGUÍSTICA/ LÍNGUA PORTUGUESA