ENSINO DA ESCRITA: O USO DE CONECTORES EM TEXTOS ACADÊMICOS

Autores

  • Sulemi Fabiano Doutora em Linguística e Língua Portuguesa Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Resumo

A questão que norteia a pesquisa é: como um aluno em formação, ao se apropriar de uma teoria, utiliza os conectores para dar a ver sua inserção em uma área do conhecimento? Temos como objetivos: a) investigar como o aluno vai se apropriando da escrita do texto acadêmico por meio do uso dos conectores e b) observar a recorrência ao discurso “do outro” como instância apelativa da responsabilidade enunciativa.

Referências

ADAM, J. M. A linguística textual: introdução à análise textual dos discursos.

Tradução Maria das Graças Soares e outros. Revisão técnica João Gomes da Silva

Neto e Luis Passeggi. São Paulo: Cortez, 2008.

BARZOTTO, V. H. Leitura e produção de textos: limites e relações intersubjetivas.

In: Eduardo Calil. (Org.). Trilhas da Escrita: Autoria, leitura e ensino. São Paulo:

Cortez, 2007, v. 1, p. 159-170.

FUCHS, C. A paráfrase linguística: equivalência, sinonímia ou reformulação?

Tradução de João W. Geraldi. Cadernos de estudos linguísticos, n. 8, p. 129-

, Campinas: Editora da UNICAMP, 1985.

KOCH, I. G. V. A Coesão Textual. 12ª ed. São Paulo: Contexto, 1999.

RIOLFI, C. Ensinar a escrever: considerações sobre a especificidade do trabalho da

escrita. Leitura: Teoria & Prática. Revista da Associação de Leitura do Brasil, 2003.

p. 40, 47-51.

Downloads

Publicado

21/07/2015

Como Citar

Fabiano, S. (2015). ENSINO DA ESCRITA: O USO DE CONECTORES EM TEXTOS ACADÊMICOS. Revista ECOS, 11(2). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ecos/article/view/731

Edição

Seção

LINGUÍSTICA/ LÍNGUA PORTUGUESA