BOLSONARISMO E BRANQUITUDE: NOTAS SOBRE AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE 2018 EM MATO GROSSO

Autores

  • Rogério MAKINO

DOI:

https://doi.org/10.30681/geoambes.v2i1.4253

Resumo

Esse trabalho de caráter exploratório tem o objetivo de investigar a correlação entre o bolsonarismo e algumas características dos municípios mato-grossenses: sojicultura, Produto Interno Bruto per capita, proporção de evangélicos e autoidentificação racial. A estratégia metodológica foi a correlação estatística por meio do cálculo do coeficiente de Pearson entre a votação obtida por Bolsonaro nos municípios mato-grossenses e aquelas características. A maior correlação foi encontrada com a branquitude (autoidentificação como branco). Não foram encontrados valores relevantes com as outras variáveis.
 
Palavras-chave: Bolsonarismo.  Branquitude. Raça. Mato Grosso;

Referências

BARBETTA, Pedro Alberto. Estatística Aplicada às Ciências Sociais. 5. ed. Florianópolis: Editora UFSC, 2002.

FERNANDES, Dmitri C.; MESSENBERG, Débora. Um Espectro Ronda o Brasil (à Direita). PLURAL, Revista do Programa de Pós?Graduação em Sociologia da USP, São Paulo, v.25.1, 2018.

FERNANDES, Florestan. A Integração do Negro na Sociedade de Classes: no limiar de uma nova era. Globo Livros, 2008.

IBGE. Censo Demográfico – 2010: Características da população e dos domicílios. Resultados do universo. Rio de Janeiro: IBGE (s/d). Acesso em: 12/12/2019. Disponível em: <https://censo2010.ibge.gov.br/resultados.html>.

____ . Censo Agropecuário do Brasil de 2017. Rio de Janeiro: IBGE (s/d). Acesso em 13/12/2019. Disponível em <https://censos.ibge.gov.br/agro/2017/resultados-censo-agro2017.html>

_____. População Residente Estimada dos Municípios e Unidades da Federação para 2017. Acesso em 13/12/2019. Disponível em <https://sidra.ibge.gov.br/tabela/6579>.

____ . Produto Interno Bruto dos Municípios: 2002-2017. Acesso em 13/12/2019. Disponível em: <https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/pib-munic/tabelas>.

MEDEIROS, Marcelo. O Que Faz os Ricos Ricos: o outro lado da desigualdade brasileira. HUCITEC, 2005.

MIGUEL, L. F. O Colapso da Democracia no Brasil: da constituição ao Golpe de 2016. 1 ed. São Paulo: Expressão Popular/Fundação Rosa Luxemburgo, 2019.

PINHEIRO-MACHADO, Rosana. FREIXO, Adriano de. Brasil em Transe: bolsonarismo, nova direita e desdemocratização. Rio de Janeiro: Oficina Raquel, 2019.

ROCHA, C.; SOLANO, E. (org.). As Direitas nas Redes e nas Ruas. 1 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2019.

SOLANO, E. (org.). O Ódio como Política: a reinvenção das direitas no Brasil. Boitempo Editorial, 2018.

SOUZA, Jessé. A Radiografia do Golpe. Rio de Janeiro: Leya, 2016.

TOLEDO, Luiz Fernando; LAGO, Cecília do. Bolsonaro Vence em 97% das Cidades mais Ricas e Haddad em 98% das Pobres. O Estadão, 29 de outubro de 2018. Disponível em: <https://www.estadao.com.br/infograficos/politica,bolsonaro-vence-em-97-das-cidades-maisricas-e-haddad-em-98-das-pobres,935854>. Acesso em 20/12/2019.

Vários Autores. Democracia em Risco: 22 ensaios sobre o Brasil hoje. Companhia das Letras, 2019.

Downloads

Publicado

19/01/2020

Como Citar

MAKINO, R. (2020). BOLSONARISMO E BRANQUITUDE: NOTAS SOBRE AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE 2018 EM MATO GROSSO. Geografia: Ambiente, Educação E Sociedades, 2(1), 125–136. https://doi.org/10.30681/geoambes.v2i1.4253

Edição

Seção

Artigos