Relações entre Museus e Cidades: experiências de professores de história no Museu de Artes e Ofícios em Belo Horizonte-MG

Autores

  • Jezulino Lúcio Mendes Braga

Palavras-chave:

Cidade-Experiência-História-Museu

Resumo

O artigo discute a relação entre o Museu de Artes e Ofícios (MAO) e a cidade de Belo Horizonte a partir de uma pesquisa feita com professores de história que fazem uso educativo da exposição museal. A análise considera as experiências e as narrativas que os docentes produzem no contato com a exposição. Usamos da categoria experiência sensível na análise das entrevistas feitas com os docentes caminhando pela exposição do MAO. Chamamos de experiência sensível as ações humanas acontecidas no museu que passam pela rememoração, imaginação, reafirmação identitária, pelo encantamento, sofrimento, reposicionamento de concepções prévias, entre tantas outras reações provocadas pelos sentidos colocados em ação no uso pedagógico dos museus. Os docentes elaboram significados para as ações de ensino com o uso da exposição do MAO e apontam as potencialidades de usos dos espaços da cidade para a educação.

Downloads

Publicado

28/03/2016

Como Citar

Braga, J. L. M. (2016). Relações entre Museus e Cidades: experiências de professores de história no Museu de Artes e Ofícios em Belo Horizonte-MG. História E Diversidade, 7(2), 135–152. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/historiaediversidade/article/view/1124