FRAGMENTOS DA HISTÓRIA DOS ÍNDIOS BORORO NAS TERRAS DE MATO GROSSO

Autores

  • Loiva CANOVA

Resumo

Este texto contextualiza a história da capitania de Mato Grosso no Setecentos, para discutir a presença dos índios Bororo na nova repartição administrativa de Portugal, em 1748. As minas do Mato Grosso e as do Cuiabá formaram a Capitania, que no processo de expansão, conquista e colonização resultou na apropriação de terras indígenas. Os espaços de ocupação indígena foram transformados em lugares de colonização, reterritorializados com escravos negros africanos, europeus e mamelucos; e dos processos históricos da expansão dos bandeirantes, das monções, do sonho do ouro, da caça aos índios e das estratégias geopolíticas de colonização do império português. Evidencia-se a presença indígena Bororo com trechos da documentação local produzida por agentes do governo português e estudos que resultaram do tema pesquisado. Os Bororo contracenaram um enredo de trabalho, resistência e conflitos como agentes importantes no processo de colonização portuguesa.

Downloads

Publicado

04/12/2018

Como Citar

CANOVA, L. (2018). FRAGMENTOS DA HISTÓRIA DOS ÍNDIOS BORORO NAS TERRAS DE MATO GROSSO. História E Diversidade, 10(1), 6–23. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/historiaediversidade/article/view/3226